16.1.17

O SAQUE AO LÍDER



A face oculta do estratagema para liquidar o Benfica ficou já bem visível este fim-de-semana.
Durante as duas últimas semanas assistiu-se a um inimaginável “fartar vilanagem”. O país esteve a ferro e fogo. Os supermorcões -  comandados por um criminoso que se passeia impune por todo o lado e ainda tem a colaboração de repórteres sem escrúpulos que lhe dão voz e tempo de antena - intimidaram, coagiram ameaçaram de morte os árbitros de elite do nosso futebol.
O que foi feito?
Nada! Ao não ser terem-se tomado medidas de protecção aos árbitros e seus familiares.
Imputar responsabilidades e tomar medidas para acusar criminosos, marginais e demais pandilha, zero!
Eis a “fase dos macacos” em todo o seu esplendor!

Com a coacção e as ameaças a pairarem nas cabeças dos visados, eis que começam a aparecer os “ferraris” da Palermo portuguesa. A bem ou a mal eles aí estão a determinarem voluntária ou involuntariamente o caminho de quem coagiu, intimidou e ameaçou.
Nesta fase, o xarope amarelo e as malas são um aliciante extra, um condimento para gajos com “boavista”, a correr quem nem cavalos do princípio até ao fim de noventa e quatro minutos.

A últimas fase, já de quase descompressão, poder-lhe-emos chamar a “fase inácia”, uma fase em que entra a pornografia com um avacalhado abrir de pernas bem mais descarado do que aquele que Sharon Stone protagonizou no célebre filme “Instinto fatal”.

E assim vai o mundo…


GRÃO VASCO


Sem comentários:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...