27.9.10

OS BALÁZIOS DA SEMANA (II)

Lourenço Pinto, a “eminência parda”, em grande!

Pôncia, a raivosa ratazana jurássica do Fruta, Corrupção & Putêdo, naquele seu tom rancoroso anti-Benfica primário, já tinha deixado o aviso de que o Benfica não iria tornar a “pôr o pé em ramo verde” (ou azul corrupto, neste caso).
E os factos mostram, à saciedade, como a “clique” do clube condenado por corrupção, se tem mexido nos bastidores da bola, especialmente ao nível da arbitragem.
Um dos seus pontas-de-lança mais influentes é Lourenço Pinto, um super-avançado desse grémio, também sobrevivente do Jurássico, mais medonho do que a sua própria sombra, incomparàvelmente superior a cem “hulks”, ou mil “falcões”, ou mesmo a toda a equipa, incluindo o seu treinador agarotado. Depois do affaire Benquerença, outros se seguirão na sua senda implacável. A “mensagem subliminar” tem de ser passada a qualquer custo, nem que tenha de recorrer aos métodos de antanho, como aquele que foi utilizado na “imolação desportiva” de Francisco Silva, ou com a presença de actores do “Apito Dourado”, fazendo relembrar aos restantes árbitros que ele está ali, “vivinho da costa”, para o que der e vier.
Desta vez, Lourenço Pinto, cuja influência na arbitragem é atroz – vá lá saber-se porquê… - foi a Lisboa à gala dos cem anos da AF Lisboa. Não se fez rogado e aproveitou bem o seu tempinho disponível, nem que para isso tivesse de estar acordado para lá das três da madrugada. A esta hora não há “clarões”, só as luzes indirectas dos bares e dos “halls” dos hotéis.

Assim, a notícia do Correio da Manhã na sua edição de 25/Set-2010 assinada com as iniciais O.L. é reveladora disso:

Lourenço Pinto, presidente da AF Porto esteve com Bruno Paixão no bar de um hotel de Lisboa, perto das três da manhã de ontem.

“Após Ribeiro [Carlos Ribeiro, presidente da AF Lisboa, outra peça de grosso calibre!] deixar o hotel, Bruno Paixão e
Pinto de Sousa, ex-presidente do Conselho de Arbitragem da FPF juntaram-se a Lourenço Pinto”.

Pinto de Sousa e Lourenço Pinto?!?
E Bruno Paixão, a fazer o quê?
A contarem histórias da carochinha, querem ver?

Os árbitros, há muito que sabem melhor do que ninguém – desde o tempo do “escândalo Francisco Silva” - quem são estas sinistras figuras de um sistema medonho, amigos íntimos daquele que diz que “no nuorte, chamar filho-da-puta a outro, não é ofensa”.
Será que Bruno Paixão, às três da manhã de sexta-feira, quando se juntou àquelas almas pardas, já ia com as calças na mão, ou precavido, vestia umas cuecas de plástico?
Note-se que Bruno Paixão, no penúltimo fim-de-semana, tinha arbitrado o jogo na Madeira entre o Nacional e o grémio condenado por corrupção tomando parte activa em mais uma escandaleira em benefício do clube de coração de Lourenço Pinto…

Quando é que acaba esta promiscuidade?


Um testemunho (vergonhoso) para o futuro -
– Olegário Benquerença

Este amarelo a Carlos Martins, tal como o que foi exibido a Javi García, em Guimarães, foram um atentado à isenção e bom senso de qualquer árbitro, para além dos penaltys, claro!

Decorreu esta semana em Rio Maior, patrocinado pela APAF, o 9º Encontro Nacional de Árbitros Jovens, com a presença de várias entidades. O destaque dos media foi para a intervenção de Olegário Benquerença, sob o título “Um testemunho para o futuro”.
Ainda bem que o título é tão sugestivo. Mas eu acrescento-lhe – um testemunho… vergonhoso!
Que credibilidade é que este árbitro tem perante os jovens, depois de autênticos e sucessivos desastres que têm sido as suas actuações, quer em Portugal, quer nas provas internacionais?
Que credibilidade é que este árbitro tem, depois de ter sido apanhado a copiar um teste, num curso de árbitros em Viseu, onde foi severamente repreendido e criticado por Vítor Pereira, e denunciado por Pedro Proença, seu colega árbitro?
Isto é que é um árbitro? E internacional? E convidado para palestras?
Que pobreza! Mas quem tem, como a APAF, Luís Guilherme como presidente, o que é que se pode dizer mais?
Eu chamo a este tipo de indivíduos, artistas de trapézio ou brincalhões!
Não nos podemos esquecer de como é que este árbitro subiu na carreira e os avisos sobre essa matéria que já lhe fez Deveza Neto, seu companheiro de muitas lides do apito…
Sabemos também como é que engraxou as botas de Vautrot - com quem mantinha (mantém?) uma relação no mínimo cordial - um árbitro já retirado dos relvados, agora ligado à arbitragem da UEFA e a outros “carnavais” suspeitos e promíscuos…
Sabemos como é que seu pai o levou ao colinho, nos primeiros passos da sua carreira de apitador, as cunhas dos observadores, as suas ligações, etc., etc., etc.
Sabemos da sua forma arrogante, prepotente e vaidosa com que se posta em campo. Um autêntico pavão.
Sabemos da forma presunçosa, pretensiosa e frouxa, com que faz as suas abordagens quando é interpelado neste tipo de eventos.
São famosas as suas referências ao Chalana e ao Benfica, como também os habituais trocadilhos estúpidos, de mau gosto, que não dizem coisa nenhuma, revelando uma formação desportiva, e mesmo cultural, semelhante à de “um analfabeto enlatado do mais reles fabricante”.
Como exemplo, aqui deixo algumas das suas pérolas:

- "Não deve ser fácil levar com duas semanas como eu tenho levado. De todo o lado, ligo a rádio, ligo a televisão e vejo um jornal, não há só coisas boas, nem há só coisas más".

- "Não tenho dúvidas de que todos vocês gostariam de ser atacados como eu e os outros colegas somos. Se pudessem não ser, óptimo, mas porque significa que chegaram a um patamar, ao patamar mediático".

- "Só os fortes sobrevivem, porque se nós não fôssemos fortes, trucidavam-nos com toda a facilidade. Se não fossemos capazes de aguentar, fazíamos o que faz o comum dos mortais que era virarmo-nos e desatarmos à bofetada. Temos de ter a capacidade e a força de espírito para resistir".

- "Esta capacidade só está ao alcance de meia dúzia de predestinados, porque 90 por cento de quem nos critica, se algum dia lhe pusessem um apito na boca borravam-se todos, a começar por um senhor que eu não digo o nome, mas tem o cabelo encaracolado".

- "Tenho duas opções. Uma é ouvi-los, fazer-lhes a vontade e pensar que sou o pior árbitro do
Mundo, a outra é não olhar para a árvore e olhar para a floresta".

Olegário Benquerença é na realidade um desastre!

Nesta última tirada, só a primeira das opções é válida, porque a segunda, só ele a compreende e não diz coisa nenhuma sequer. Palavreado barato e sem nexo, que por si só, mostra um indivíduo com uma gritante falta de nível, vazio de ideias, vaidoso e medíocre nas suas (in)competências e (in)capacidades, ao sabor da promiscuidade em que a arbitragem chafurda, tão ou mais poluída que o rio Liz.


Mais um para a galeria - João Capela



Mais um “assalto” na Madeira. Nada que me tivesse admirado, pois já tinha alertado para que este facto viesse a acontecer.
Quem não vê o penalty sobre Saviola, não vê um palmo à frente dos olhos.
Mas esta corja dos árbitros já está subliminarmente avisada pela outra corja, a corrupta, de que é preciso, a toda a força, empurrar o Benfica para baixo.
Indecente, a forma leviana como este lázaro do apito se portou nos Barreiros, em relação ao Benfica.
Então e o amarelo ao Fábio Coentrão?
De bradar aos céus, depois de um fulano do Marítimo ter distribuído “castanha” de três em pipa e só à sétima falta ter sido amarelado!
Que porcaria de árbitro!


Pedro Martins, treinador do SC Marítimo – alarvidades labregas

“Nós achamos que o timing da actuação do Conselho de Arbitragem com a instituição Benfica, não é o melhor, é errado”.

“Desta forma, evidente que o árbitro do jogo deste sábado, infelizmente, vai estar condicionado”.


- Pedro Martins, 5ª feira, 23/Set.2010

Este melro, com ligações à corja contumiliana soltou, impertinente, este conjunto de baboseiras, criando ele próprio pressão sobre João Capela. Fosse por causa disto ou não, o certo é que Capela, mostrou a Pedro Martins e a mais imbecis que aparecessem, o que é um roubo de igreja do tamanho da ilha da Madeira, ao não marcar um penalty sobre Saviola, de idêntica dimensão. Realmente o árbitro estava condicionado, mas para favorecer a equipa de Pedro Martins.
A vitória do Glorioso foi tão cristalina, tão límpida, que até o próprio incendiário veio reconhecer que o Benfica foi um justo vencedor.
Já não há pachorra para ouvir este tipo de alarves e inconscientes.


O bacorinho-cenoura da pocilga de Palermo

Para este animalzinho, um fulanito cuja postura me faz lembrar a dos garotitos da escola primária, está reservada um sessão que como antigamente, englobará a presença e a acção “verbal” da “menina de cinco olhos”.
Todos os Benfiquistas, em especial na Gloriosasfera, têm criticado a sua execrável postura. A melhor resposta, para este bastardozito nado e criado nas sarjetas de Palermo, são os resultados. E estes, por mais vigarices e batota que a corja contumiliana corrupta faça, serão os seus carrascos. De Setembro até Maio muita água há-de correr debaixo das pontes.
Aguardemos, serenamente, acreditando que neste momento, a melhor resposta a este bacorinho rafeiro com pêlo cor de cenoura que dá voz ao seu dono, é o silêncio de ouro com que o Glorioso e as suas Nobres Gentes lhe respondem.

HÓQUEI EM PATINS, ANDEBOL, VOLEIBOL & FUTSAL



SLBENFICA, 8fcp, 4
A merda azul corrupta queixou-se da arbitragem após terem levado uma MALHA na Supertaça de hóquei em patins, jogo que decorreu em Coimbra, em ringue neutro. Mais para norte do que para sul. Mesmo assim levaram que contar. Não lhes chegaram os anos e anos de constantes atropelos à modalidade, personificados num patego de um Ilídio, que há três décadas, numa cave bafienta, batia cartas na sueca com mais dois Pintos e um Cartola, entre fardos de bacalhau, couves de penca e sacos de feijão manteiga.
Pois o Benfica jogou e ganhou categòricamente, sem espinhas!
Recordo-me do temível antro, nos subúrbios de Palermo - um pavilhão vergonhoso onde só não valia arrancar olhos, como é o do Fânzeres, em que a quadrilha dos supercabrões e os árbitros faziam o que bem queriam e o que bem lhes apetecia, impunemente, com as autoridades a assobiar para o lado. Fora disso, poucas vezes irão fazer mais passeios. Nem sei se já jogam no caixote novo que inauguraram no ano passado. No entanto, conhecendo o cenário como conhecemos, os problemas continuarão a existir se isso acontecer.
O Benfica tem uma boa equipa, capaz de se bater com aquele bando de mafiosos e corruptos. E acima de tudo, fazer frente aos árbitros desta modalidade, muitos deles ainda “ilidiodependentes”, umbilicalmente ligados a essa corja azul corrupta.
Mas que aquilo lá para os lados de Contumil é uma corja de selvagens, disso ninguém tenha dúvidas. Um violento mau perder, desde os jogadores ao técnico. Foi vê-los espumar de raiva.
PARABÉNS RAPAZES, STAFF E EQUIPA TÉCNICA DO HÓQUEI EM PATINS DO SLBENFICA, na certeza de que, como nas outras modalidades, aqui terão sempre um indefectível apoiante. Quer nas horas boas, quer nas horas más!

ABC, 25
SLBENFICA, 27
PARABÉNS TAMBÉM AOS BRAVOS ANDEBOLISTAS DO SLBENFICA, STAFF E AO SEU TREINADOR PROF. JOSÉ ANTÓNIO SILVA.
Vi jogos do Benfica, ao vivo, na pré-época. No Torneio da Feira de S. Mateus, em Viseu, o grupo liderado pelo prof. José António Silva, um dos poucos doutorados em Portugal, nesta área específica do andebol e que foi vilipendiado e maltratado por um dos fanáticos mais cinzentos e execráveis do clube condenado por corrupção, Olímpio Bento – um ditadorzeco à moda de “Palermo”, que em tempos, nas páginas de A Bola, em miseráveis artigos de opinião, se atirava ao Benfica desalmadamente, confundindo intencional e maldosamente, o nosso Glorioso clube com o anterior regime, utilizando paradoxalmente uma verborreia demagógica e uma atitude próprias desse mesmo regime e que usou também, vergonhosamente, no contencioso que o opôs ao Benfica e ao prof. J. A. Silva, solucionado justamente em favor destes, pelo governo, que “reconheceu” veladamente, a bastardice de uma postura anti-desportiva e anti-benfiquista desse prepotente fanático do azul corrupto – fez duas excelentes exibições, frente ao fcp (vitória) e a um conjunto nórdico, muito forte, com o qual perdeu na final pela diferença de um golo.
Fiquei com excelente impressão, em todos os aspectos, pois o grupo, de uma irradiante simpatia e união excepcional, pousou, em foto, com os meus filhotes (também equipados) para a posteridade. Um momento de fervor benfiquista, que os meus dois Benfiquinhas nunca esquecerão, tendo mais a mais a “apadrinhá-los”, o Carlos Carneiro. Foi um momento que nunca esquecerei, pois os nossos atletas tiveram uma atitude formidável para com os meus queridos pequenotes.
Sendo assim e com a grande vitória de hoje, domingo, em Braga, sobre o ABC, rejubilámos e reformulámos os nossos votos de sermos outra vez Campeões da modalidade.
Será difícil, mas Nós acreditamos!

Final, SLENFICA, 3 – V. GUIMARÃES, 2
Mais uma final ganha, mais uma taça para o Glorioso. O Torneio das Vindimas que decorreu em Lamego, foi ganho numa final renhida frente ao Vitória de Guimarães por 3 a 2.
PARABÉNS AOS NOSSOS VOLEIBOLISTAS, STAFF E AO SEU TREINADOR JOSÉ JARDIM.

Fundação Jorge Antunes, 1 –
Benfica, 5
Sem espinhas, e liderança no campeonato de Futsal!
Força Benfica!


4ª feira, Champions League – Operação Schalke 04

Lá virá outra vez a bicharada agoirenta dos jornaleiros, locutores, repórteres e quejandos arengar que o Benfica nunca ganhou na Alemanha, para as competições europeias.
E depois? Qual é o problema?
Vamos jogar o jogo pelo jogo e logo se verá. Estamos na Champions por mérito próprio e não como aquela cambada a quem Platini apelidou de batoteiros e que este ano, se o quiserem fazer vão para a playstation oferecida pelo JJ no ano passado.
Vamos Benfica!

Até já!

GRÃO VASCO

3 comentários:

Manuel Oliveira disse...

Parabéns por estes grandes balázios caro GV!

Anónimo disse...

TIRO O MEU CHAPÉU
A ESTE TEXTO
NÃO SÓ PELA OPORTUNIDADE
E ACUTILÂNCIA, MAS SOBRETUDO
PELO BENFIQUISMO E PELA CLASSE
DA ESCRITA

COM TODA A SINCERIDADE
DESTE MUNDO, DIGO, ESTE SENHOR
BENFIQUISTA É A MELHOR
CANETA DA BLOGOSFERA GLORIOSA

ESTES TEXTOS DEVERIAM
SER MAIS DIFUNDIDOS

PARABENS

BENFIQUISTA DO CORAÇÃO

GRÃO VASCO disse...

Caro e Glorioso BENFIQUISTA DO CORAÇÃO,

Sinceramente, fico grato pelo elogio.

No entanto, como beirões de boa cêpa que somos, quero dizer-lhe, com toda a seriedade que a minha humildade é em tudo igual ao meu Benfiquismo de sempre!

Por isso, ao escrever, faço-o tendo em mente o bem do Benfica e a certeza de que há pessoas que estão comigo na mesma luta e defendem os mesmos valores que eu defendo.

O valor da minha escrita, vale o que vale, e se o meu contributo para o nosso Glorioso, por si, já valerá alguma coisa, tanto melhor, pois estimula-me a "levantar a espada" e a continuar nesta luta sem tréguas.

Saudações Gloriosas!

TUDO PELO BENFICA!!!

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...