20.8.18

Objectivo: liquidar Gedson!



Quando ontem no Bessa assisti à ferocidade e à impunidade de que gozaram os jogadores do Boavista quando agrediram selvatica e recorrentemente Gedson, fiquei perturbado!

O regresso ao passado está em curso com muita “fruta” sobre a mesa. Uma mesa siciliana com ramificações por todo o lado – desde o submundo da Inbicta, passando pelo Estoril até Portimão e demais paragens onde exista um morcão corrupto azul e bronco.
Novas encomendas semelhantes às desses tempos tenebrosos?

O que é isto?
Perante arbitragens cobardes, nomeações habilidosas e dirigentes comprometidos, tudo se conjuga para mais uma época em que o fantasma do Apito Dourado continue a pairar constantemente sobre os campos de futebol, em particular nos relvados onde o grémio assumidamente corrupto quererá vencer pela trapaça, pela arruaça e sem escrúpulos, enjorcando carrascão, o vinho de tasco a que se refere o renegado de Nantes e algoz de Marega. Concomitantemente, o Glorioso já começa a enfrentar e a lutar contra a complacência comprometedora de todos os motas, xistras, oliveiras, soares dias e quejandos desta vida subjugados às orientações tácitas de fontelas e sus muchachos.

Ontem também assisti a uma conferência de imprensa pós-jogo absolutamente miserável de um sujeito que há muito destila uma aversão e uma execrável verrina a tudo o que soe a Benfica.
O treinador boavisteiro simão foi desonesto intelectualmente. A sua intervenção revelou azia, mau perder, pequenez e uma falta de respeito pelo jogadores do Glorioso. Tão pequenino que se esqueceu da violência das faltas dos seus jogadores, especialmente sobre Gedson. Um árbitro competente teria despachado metade da sua equipa para os balneários muito antes do final do jogo.

Enfim, uma jornada à medida de toda a quadrilha anti-Benfica, desde a violência boavisteira, passando pelo branqueamento de um penalty estratosférico contra o lagartêdo do fôsso à vitória truncada e xistrada do grémio das putas, com estes dois últimos factos a ocorrerem mesmo ao soar do gongo. Foi um fartar vilanagem!

Por último e como tenho o máximo respeito por todos aqueles que defendem estoicamente o Benfica, junto o link do blogue Hugo Gil que mostra cabalmente o que aconteceu ontem no Bessa.


GRÃO VASCO


19.8.18

Facundo Ferreyra começa a ‘fecundar’…



No Bessa começaram as "fecundações" de Facundo Ferreyra.

Perante alarvidades octavianas, notas baixas dos bernardecos do record das pêtas, dúvidas dos papa-croquetes e demais asquerosos detractores, o argentino Ferreyra tratou de lhes acalmar as cricas.

…E escrevia o gajo que o “Ferreyra nem no Sp. Braga tem lugar”!

Ora toma lá o primeiro! E logo no Bessa!
Ferreyra vai ser pai pela primeira vez em Portugal… e logo no Benfica!

GRÃO VASCO



17.8.18

O CM em busca de mais e-mails


[“Os Escarafunchosos”, equipa de repórteres científicos octavianos do CM, foram esta noite impedidos de ter acesso ao quarto de LFVieira no hospital privado onde este se encontra. Os distintos investigadores transportavam entre outros materiais, arcas frigoríficas portáteis compradas em segunda mão na Taverna do Infante, penicos da marca PC e sacos de plástico já vazios de fruta e preservativos destinados a árbitros e que foram importados da casa iluminada da Madalena e do Calor da Noite, com o objectivo de conservarem e acondicionarem devidamente amostras de cagalhotos de Vieira, atendendo aos rumores de que o Benfica anda a esconder a doença do seu presidente.

Já depois dessa investida, abortada pelos serviços de segurança do hospital, veio a saber-se que o objectivo era outro. Afinal “Os Escarafunchosos” queriam saber se havia mais e-mails escondidos nas fezes de Vieira ou se por lá andava mais uma toupeira infiltrada do JN e d’O JOGO, amiga do “chico insolvente”] – noticia no seu interior o CM.

Outro dos grandes destaques da capa de hoje do Correio da Merda, é alusão à pandilha que há anos atrás tomou de assalto a RTP, particularmente na área desportiva, sob o comando de uma eminência parda que hoje está na rectaguarda da comunicação do grémio das putas. O grande objectivo desse tenebroso personagem na televisão pública (paga por todos nós) consistiu em colocar em lugares estratégicos e de topo, o maior número de “elementos jornalísticos do norte do país, sendo a esmagadora maioria deles afecta ao grémio assumidamente condenado por corrupção. Doutrinados e devidamente “aconselhados”, a missão principal desta corja é apoucar, denegrir e achincalhar o Sport Lisboa e Benfica e promover o grémio da fruta corrupção & putêdo, esconder notícias dos có-cós do fôsso e cantar odes ao filho da bananeira.

Para já, o destaque desta notícia vai para hugo gilberto, joão fernando ramos e luís lopes.
Mas “ó meuszzzzzzz amigoszzzzzzzzz”, há lá uma corja anti-Benfica que faxabôr!

GRÃO VASCO



16.8.18

O trabalhinho sujo do JN e do seu director-executivo



Desde o início desta semana que tem sido sempre assim por parte do JN com o record e A BOLA a servirem vergonhosamente de câmaras de eco. Mas esta obsessão cega já vem de há anos. E agravou-se quando a sujeira criminosa escondida no grémio da fruta corrupção & putêdo foi exibida a céu aberto e provada fundamentalmente com as escutas telefónicas ligadas ao Apito Dourado e das quais o Youtube será sempre a verdadeira intocável testemunha.

O JN não larga a braguilha do Benfica e todos os dias desta semana, excepto um, tem trazido na sua capa referências a supostos actos ilícitos do Glorioso.

Os títulos acusam sistematicamente o Benfica e são elaborados sub-repticiamente no sentido de induzir o leitor – especialmente os leitores da cidade do Porto – em supostos factos até agora não provados, com o objectivo de arrastarem o Benfica para a lama. Lama essa, onde estes jornalistas chungas e demais cúmplices chafurdam desde muito antes do escândalo que envolveu o grémio assumidamente corrupto e que funciona e funcionará sempre para esta corja como um ferrete inapagável – o mais que conhecido Apito Dourado e toda a imundície adjacente, de que nem o JN nem o seu director, domingos andrade, nem a comunicação social do norte, especialmente a do Porto, se conseguirão jamais libertar. Um anátema que lhes retira a toda a credibilidade deontológica de isentos e sérios jornalistas.

Mais uma vez, hoje, no cantinho superior direito, com fundo a vermelho e letras a branco, o JN atira com mais uma atoarda. Em primeiro lugar é curioso como eles sabem tanto dessas investigações e não sabem nada, por exemplo, da verba 748.000 euros paga pelo grémio das putas ao Estoril – e que segundo os especialistas não aparece no relatório e contas correspondente do grémio - num jogo que teve um intervalo de 37 dias e do recambiamento, logo nessa semana de tamanho escândalo, de um jogador do Estoril para o Real Madrid, curiosamente aquele que deu mais nas vistas a dar fífias e a abrir o pernil para o adversário marcar os golos que lhe convinha…
Isto só para falar na escandaleira das rachas no Estoril!

O que não deixa dúvidas nenhumas é a foto que encima o post. Quando olhamos para ela com mais atenção e pormenor, logo nos vem à ideia se ela terá sido tirada nos bas-fonds calorosos ou taverneiros da cidade do Porto, ou nos submundos de Nápoles ou mesmo da Sicília, em Palermo…
Mas que se nota logo que é escória reles e promíscua, isso é bem claro. Até o odor pútrido a cárie dentária e a filha da putice dimana da foto, bem acentuados no seu segundo plano, onde um insolvente, condenado, se agita perturbadoramente, de braços abertos…

Também não há dúvidas de que esta fotografia revela bem quanto de promiscuidade e descaramento existem nessa terra, onde desportivamente a mordaça, a xenofobia e a discriminação ainda são perigosamente usadas e praticadas e onde vale tudo para apoucar, achincalhar e denegrir o Sport Lisboa e Benfica, muito embora seja um local com uma população de mais de vinte e cinco por cento de Benfiquistas dos Autênticos. Como podemos observar na foto – publicada no blogue do Benfiquista Hugo Gil – além da cambada habitual de morcões azuis e broncos, a começar pelo velho cabecilha da trupe, está assinalado com uma seta um “berdadeiro artista”. Ele é, nem mais nem menos, o director executivo do JN, domingos andrade, espécime que já tinha sido aqui referenciado num post anterior e que se tem entretido, para além de comemorar as vitórias do seu grémio junto do seu verdadeiro chefe – logo à sua frente na foto – a autorizar na página do jornal (pasquim) do qual é director, quase diariamente, insinuações, especulações, suspeições e mentiras sobre o Benfica.

Como também já aqui tinha referido e como vem expresso num dos mais recentes posts do Hugo Gil, o pigmeu alagartado e sem percoço de apelido saraiva… do fôsso e este berdadeiro artista - que numa rubrica da RTP subscrita por outro berdadeiro artista (são às paletes na RTP…) que é o joão fernando ramos, dá azo à sua eloquência política de pacotilha, recebendo mais uns cobres pela participação – são unha e carne. A confirmação disso mesmo vem neste espaço do qual aqui deixo o respectivo link - https://hugogil.pt/a-toupeira-do-jn-que-vai-ao-casamento-de-bruno-de-carvalho-e-celebra-o-titulo-com-pinto-da-costa/.
O chafurdo cada vez alastra mais e é altura do Benfica, dos Benfiquistas e da Gente de Bem pôr esta canalhada toda na ordem.
É também lamentável que as autoridades judiciárias continuem a pactuar com estes procedimentos em que há toupeiras de uma côr a ser detidas e outras de côr azul, impunes e à solta a fazerem o que bem querem e lhes apetece, numa relação promíscua que lhes permite ter acesso aos segredos de justiça e das investigações em curso.

O trabalhinho sujo continua a ser feito. Sem vergonha na tromba. À descarada!
Para quando a actuação célere da Justiça na responsabilização deste e de outros prevaricadores recorrentes e sem escrúpulos?

GRÃO VASCO



15.8.18

O menino d’ouro e a "Fenerbahçe TV"




"... Mas mais importante que tudo é a camisola que vestimos e o símbolo que trazemos ao peito" - GEDSON dixit

A expectativa era grande. Não só entre os Benfiquistas mas também entre anti-benfiquistas, morcões corruptos e lagartunços. Os Benfiquistas acreditando que o Glorioso sobreviveria ao inferno de Istambul – o fervilhante Şükrü Saracoğlu – e os muares nojentos e invejosos, parentes próximos dos saraivas, chicos cariados, domingos andrades, bernardecos, cretinos, vagalhães, serpas croquetes, filetes e quejandos desta vida, esfregando as mãos e arreganhando a tacha de soslaio, esperando por um massacre turco sobre as hostes vermelhas.

Na esplanada do café esperava-me um lugar privilegiado, mas um pouco distanciado do ecrã que exibia as imagens do desafio, o que não impedia que ouvisse perfeitamente as vozes dos comentadores. Quando cheguei, já o desafio decorria há mais de cinco minutos. Estranhamente só ouvia “Fenerbahçe, mais Fenerbahçe, outra vez Fenerbahçe, Fenerbahçe para cima, Fenerbahçe para baixo, Fernerbahçe para o lado, que o Fenerbahçe para ganhar teria de jogar assim e assado, frito e cozido, que o Fenerbahçe estava mais subido, blá, blá, blá, blá…

Se calhar os patrões do café lá escolheram uma TV turca, via satélite, que transmite o jogo e até talvez seja mesmo a Fenerbahçe TV… – disse eu para os meus botões.

O facto mais marcante do jogo era a espectacularidade exibicional do menino benfiquista Gedson, o Príncipe de S. Tomé e Ouro Negro do Golfo da Guiné!
Absolutamente fabuloso… e catrapumba!
Um golo de se lhe tirar o chapéu! Ora tomem lá seus turcos enlatados importados da Lusitânia!
As bestas ranhosas que comentavam na TV tiveram de engolir em sêco! Um gritar de golo desta gentalha surgiu então tímido, pífio, como se sentissem o Gedson a sodomizá-los até às entranhas anti-gloriosas!
Ora porra, lá está a eliminatória tramada pelo novato! Mas ainda há muito tempo para o Fenerbahçe dar a volta…oh, se há!...

Passados alguns instantes, Castillo surge a coxear. Lá veio mais uma lengalenga ressaibiada. “Que o Castillo se aleija com facilidade, problemas que tem experimentado com frequência, blá, blá, blá, blá, blá, sendo esta uma das suas notórias características”…
Depois, entre muitas outras canalhices, já o jogo se encaminhava para o final lá veio outra novidade. A de que “Gedson estava estoirado, já não aguentava, estando prestes a dar o berro, blá, blá, blá, blá, blá”, numa repetição de um mórbido desejo até à exaustão.
Mais estupefacto fiquei quando a certa altura oiço um papagaio já com os cornos do tamanho da Lua e que eu presumia ser turco mas com sotaque aportuguesado, dizer que o “Benfica procurava o apuramento já que o fcporto se tinha apurado brilhantemente para a Champions”…

Aí, eu disse – alto lá e pára o baile, *crlho*! Ó filho de uma grande puta, brilhantemente?!?
- Então depois desse grémio assumidamente condenado por corrupção, durante a época finda, ter pago 748.000 euros ao Estoril com o qual estava a perder quando o jogo entre eles foi suspenso por invasão de campo por uma pandilha de delinquentes que ficticiamente assustada, via a impossibilidade de vitória e conseguiu adiar por 37 dias o que restava do jogo, depois de haver jogadores adversários “amigos” a fazerem passes de morte para os próprios jogadores do fcporto marcarem golos desbloqueadores num punhado de jogos, inclusive no referido depois de reatado, depois de jogadores do fcporto chamarem malucos a árbitros e demais ameaças e bandalheiras, isso é que é “brilhantemente”?!? – vociferei indignado.

Perante o chorrilho de comentários debitados, revoltado e aborrecido, aproximei-me e constatei afinal que a estação televisiva era a Sport TV.

Um espectador assinalou a minha curiosidade perguntando:
- Está a confirmar a estação que está transmitir o jogo?
- Exactamente – respondi eu.
- Ó meu caro, isso é mais uma TV atulhada de canalhas anti-Benfica! – respondeu-me o sujeito, também ele incomodado com as barbaridades e comentários tendenciosos que toda a plateia ouvia.

Filhos da puta! Não têm vergonha nenhuma no focinho! – arengava outro alto e bom som.

Ardeu tudo em Monchique, caiu a ponte em Génova, houve um sismo catastrófico na Indonésia…
Quando é que alguém rebenta e pulveriza definitivamente com aquela merda de estação televisiva?

GRÃO VASCO



Toma lá destes, ó Demirel!




Esta noite quando assistia à portentosa exibição de Gedson durante os noventa minutos do jogo Fenerbahçe-Benfica, lembrei-me por diversas vezes das palavras de Béla Guttmann, quando Eusébio começou a treinar com os séniores do Glorioso:

- O minino é ouro! É ouro!

PS – E diz um atrasado mental na SIC Notícias que o Odysseas foi o melhor jogador em campo!
Mais um zarolho no jornalixo desportivo!

GRÃO VASCO



13.8.18

Vale tanto ou mais que um “penta”



O mestre mafioso das bufas assassinas e da ironia parola, capo-mór da Palermo portuguesa, padre da freguesia das Antas, engenheiro do caixa, especialista em murraças e bofetadas nas amásias, em atropelamentos afonsinos, em sovas bexiguentas e jornalísticas, parceiro prioritário da macacada ribeirinha e especialista em ludibriar padres, bispos e papas transformando rameiras e alternadeiras em sobrinhas, afilhadas e netas, um dos maiores bandidos da história criminal contemporânea lusa nunca condenado por uma justiça pôdre, regressou às suas canalhices públicas habituais.
Um safardana reles, sem classe e sem categoria, idolatrado e bajulado por um séquito de mentecaptos, chulos, analfabetos, desdentados e outros parasitas, com um passado e um presente de traições, mentiras, canalhices e com um discurso, esse sim hipócrita e incendiário, que transformou a tribo do futebol luso num bando odiento e selvático - onde pontificam marginais, delinquentes e criminosos do submundo da ribeira da Palermo portuguesa - e o país futebolístico num poço de violência, tentando dividi-lo malèvolamente entre norte e sul na tentativa vã de uma supremacia aparente que os Guardiões do Manto Sagrado omnipresentes do Minho ao Algarve, nas Ilhas, na Europa e pelo mundo inteiro reduzirão sempre à sua provinciana e labrega insignificância. Nem as ridículas declamações de poemas para os seus prosélitos o libertarão desse ferrete que é muito mais do que um complexo que o acompanhará até ao fim dos seus dias!

Agora, em mais umas declarações chungas, vem falar na “hipocrisia” do Grande Satã Vermelho da Mouraria quando este clama pela justiça que mais uma vez branqueou prevaricadores reincidentes e que se julgam imunes a tudo e a todos. O filho-da-puta, que como factual mandante deu o seu consentimento tácito e tem descarada conivência na usurpação, truncagem e divulgação por canais de informação devidamente identificados de correspondência privada ROUBADA e se manteve caladinho durante um forrobodó ao qual durante meses e meses a justiça fechou os olhos e a asquerosa comunicação social - liderada pelo correio da merda e seu irmão de armas, o pasquim rasca de bernardeco, cretino, vagalhães & afins, mais a conivência dos desprezíveis diários do norte - alimentou (e alimentou-se), vem agora apregoar a moral, a ética e os bons costumes após anos e anos de crimes e trapaças constantes, desde a corrupção assumida na compra de putas para árbitros, subornando-os assim em jogos-chave, passando pela reparação de supostas rachas no valor de setecentos e quarenta e oito mil euros, até às viagens acalheiradas para o Brasil de um agora “artista plástico” que há bem pouco tempo teve o desplante de revelar e assumir todo o chorrilho de aldrabices e roubalheiras que cometeu sempre em favor do grémio corrupto da fruta & do putêdo quando percorreu os relvados de futebol de apito na boca. Ele e os seus irmãos gémeos barbudos. Tudo crápulas da pior espécie. Mas há muito mais, muito e muito mais. A história percorrerá o seu caminho e haverá de repor todas a injustiças e diatribes protagonizadas por esta trupe sem escrúpulos.

A memória de actos passados nunca conseguirá ser apagada nem varrida da história futeboleira indígena por essa corja corrupta de bandidos, sediada a norte, no Freixo da Palermo portuguesa, nem por uma comunicação social bastarda e também ela corrompida e mafiosa que tenta a todo o momento reescrevê-la. Mostra e mostrará sempre, à saciedade, como uma estratégia de guerrilha constante em que vale tudo, apoiada numa promiscuidade espúria entre o que há de pior nos diversos estratos sociais, do mais alto ao mais baixo de um burgo dominado por gangsters, azeiteiros e guardas pretorianas simiescas, dirigentes mafiosos impunes, jornalistas invertebrados em tudo iguais ao pastelão de Contumil da TBI, polícias mancomunados, ameaçados e acagaçados e juízes bem “confortados” com assento exclusivo nas poltronas de um anfiteatro onde entram “deusas”, galinhas pretas dentro de bombos, cânticos de ódio e se ameaça e agride à tripa forra quem não veste às riscas azuis e broncas corruptas – basta lembrarmo-nos de uma célebre escapada de uma reles criatura para uma cidade santa de Espanha após fuga de informação vinda de dentro do aparelho judiciário-policial, absolvições inacreditáveis e meios de prova artificiosamente invalidados - traz alguns dividendos, se bem que é certo e sabido por toda a Europa que o único local onde se compram títulos no supermercado, segundo Ferguson, é na Palermo portuguesa e que a única equivalência que a vecchia signora tem neste espaço é a da sua alma gémea, a famigerada agremiação da fruta corrupção & putêdo.

Vem tudo isto a propósito do que já está a acontecer neste início de mais uma época futeboleira. Os factos são indesmentíveis e a bandalheira continua com a aquiescência de todos os responsáveis, desde os federativos, com especial menção para os da área disciplinar, até às “madames da liga” e seu mentor, o Pedro GelRolha!

Insultos, coacção, apertos de pescoço, impunidade!
É assim. No pasa nada no reino da corruptolândia azul e bronca!
Conseguiram novamente o poder com o compadrio inenarrável dos lagartunços do fôsso – uma pandilha que nem de levar continuamente na cornamenta e ser sodomizada pelo parceiro do norte é farta - e só um esforço épico num combate generalizado de contornos gigantescos em todas as frentes - seja às mesas dos cafés e restaurantes, nas praças e nas ruas, no trabalho, nas tertúlias, em casa, em férias ou em passeio, nas andanças pelo mundo, nas viagens de trabalho ou de lazer, nas simples competições nas associações recreativas, nos clubes, nas colectividades, nas redes sociais, nas instituições diversas, em todos os locais, onde não poderemos dar tréguas a ninguém - uma união fortíssima entre os Autênticos Gloriosos e uma grande militância e dedicação de todos os anónimos que lutaram e lutam pela Verdade poderá travar este novo e descarado assalto que se está a verificar no futebol, por parte de quem ao longo de quase quarenta anos, chafurda na lama, recorre à chicana, abusa de uma violência verbal e física inaudita, numa conflitualidade permanente, cometendo inclusive uma série de crimes que passaram e passam impunes, ameaçando, corrompendo e silenciando pessoas pela coacção, pela chantagem e pelo mêdo.

É por tudo isto e porque a dimensão nacional, europeia e mundial do Glorioso é incomparavelmente melhor e maior, que este ano é tão ou mais importante do que aquilo a que na época passada muitos resolveram apelidar de “penta”!



PS. O JN traz hoje uma notícia sobre suposto pagamento de 10.000 euros por parte do Benfica a jogadores de outro clube. O pasquim desportivo das pêtas cheira a bufa e logo, logo coloca a notícia no seu site. A merda d'A BOLA do papa-croquetes também, mas já com a bufa ressessa.
É do conhecimento geral que o director desta merda apasquinada da inbicta, órgão oficioso do grémio corrupto, é adepto da bandalheira ou não fosse ele unha com carne com o sem pescoço do fôsso, o inefável saraiva. Um malandrote jornalístico que se tira pela pinta e ao qual é dado até um tempinho de antena na RTP. Uma vergonha de criatura.
Uma pergunta mais.
Porque é que este gajo não se preocupa com as investigações sobre a promessa cumprida de 748.000 euros que um grémio futeboleiro realizou no intervalo de um jogo que durou 37 dias e em que o principal interessado estava a perder antes desse pagamento ser feito, ou sobre todas as mascambilhas que são atribuídas a esse mesmo grémio?
Desonestidade intelectual e profissional? Parcialidade? Falta de isenção? Instinto persecutório em relação ao Glorioso?
Sim, claro!

GRÃO VASCO



12.8.18

Afinal o ferrari é azul!




Aqui a estrada é toda tua!
Mensagem subliminar!

Não há nada como macacos ameaçadores. Nuno Almeida apelidado em directo pelas TV’s pelo macaco madureira de “ferrari vermelho” logo após a invasão dos símios ao Centro de Treinos dos árbitros na Maia, nunca mais foi o mesmo.
A isenção e a assumpção da sua autoridade e competência como árbitro esfumaram-se tal e qual como aquelas brutais cacetadas do Filipe azul e bronco no Jonas e noutros adversários.
“No pasa nada”!

Depois de na época passada Soares Dias ter cobardemente feito vista grossa ao insulto gestual de Brahimi, chamando-o maluco, eis que surgem novas provas de que esta cambada de caceteiros e arruaceiros continua impune.
Brahimi e Maxi Pereira - que nas épocas em que esteve no Benfica era apelidado pelos mesmos morcões azuis e broncos como um arrieiro incorrigível - num campeonato de verdade tinham vindo ambos para o olho da rua por agressões neste último jogo.
Neste campeonato viciado, eles, o seu treinador, director desportivo e demais pandilha do banco do grémio da fruta são elevados a vítimas! O Filipe por este andar vai ser canonizado dentro em breve.

GRÃO VASCO



10.8.18

O salvo-conduto de sérgio conceição



Não conseguem ganhar limpo, seja qual fôr a competição. Mesmo a empatarem com uma equipa claramente inferior, sacaram dos revólveres e de faca na liga, zás, “põe-te a pau ó Godinho e alerta o teu fiscal-de-linha que aqui como em toda a parte o far-west é connosco e é para continuar. É quase à “lei da bala” e ai de quem arrebite cachimbo”.
Esta época começou com mais esta escandaleira.
O comportamento asqueroso de todo o banco da morcanzoada corrupta no jogo com o Desportivo das Aves, mostrou sem qualquer sombra de dúvida o que aí vem daquelas bandas onde a macacada ribeirinha ameaça árbitros e seus familiares, o presidente desmemoriado descarrega bufas enlameadas de ironia e canalhice que os seus prosélitos mentecaptos inalam e aplaudem como se se tratassem de suaves e doces eflúvios largados do rabiosque de uma pura donzela, a tesouraria intervencionada pela UEFA paga a um clube com o qual o grémio corrupto estava a perder antes do jogo ter sido reatado trinta e sete dias depois, cerca de setecentos e cinquenta mil euros, onde o pigmeu careca ameaçador arreganha a dentuça e o treinador continua na sua saga desvairada de mentiras, impropérios e atitudes intimidatórias a apitadeiros e seus auxiliares e a seus colegas de profissão como foi o caso das diversas provocações rasteiras e ordinárias a Rui Vitória.

Uma estreia auspiciosa desta cambada que sabe que continua impune. Uma vergonha branqueada por quem deveria aplicar seriamente a justiça. Uma vergonha para um árbitro borrado de medo perante aquela matilha de raivosos à solta, cuspindo ódio!

O “castigo”, se é que se pode chamar a uma multa de quinhentos e poucos euros a um treinador muito bem pago, um castigo, é bem revelador do que irá acontecer novamente esta época.
Depois das “madames” da Liga de futebol escrevinharem nos jornalecos das suas simpatias que quanto à disciplina, não iria haver tolerância praticamente nenhuma, eis que perante um despautério e um destrambelho totais por parte de todo o bando azul e bronco no jogo da supertaça, a justiça fecha os olhos e aplica uma multazinha para enganar os incautos. É uma bandalheira mas “no passa nada”!
É o salvo-conduto que conceição e sua entourage precisava para continuar a actuar sem qualquer tipo de escrúpulos!

Mas já sabemos que basta qualquer elemento do Benfica, ou o próprio Benfica deitar o pescoço de fora, isto é pisar o risco, nem que seja uma insignificância qualquer e aí virá bordoada da grossa!

Todos nós, Benfiquistas, temos a obrigação de denunciar e fazer frente a este novo assalto “à mão armada” que já está em marcha desde a época passada e que nos poderá custar muitos amargos de boca.

Para finalizar, um reparo a um bando de bastardos que se diz Benfiquista vagueando nas redes sociais e que se tem entretido a malhar nos responsáveis do Benfica – dirigentes, técnicos, atletas e respectivos staffs:
- afoguem-se nas vossas frustrações, e quando forem ao fundo não voltem mais nenhuma vez ao de cima!|

GRÃO VASCO



9.8.18

Ficcional…



Este post é muito menos surreal do que os artigos de opinião sobre o Benfica, deste autêntico canhangulo de carregar pela boca, no seu asqueroso pasquim e no pasquim irmão, o record das pêtas. Este fulano é uma peça única dos tempos que correm. Lembro-me bem do seu ar de gozo e do seu estilo arrogante e presunçoso a roçar a imbecilidade quando aparecia ainda muito jovem nas televisões de então.

Um pasquim que permite a publicidade de serviços de mais de uma centena de putas em suplementos diários e que paradoxalmente dá notícias enfastiadas sobre violações, pedofilia, violência doméstica, assaltos, desastres e demais miséria da sociedade, especulações e aldrabices, para além das estórias do putêdo fino, seus episódios passionais e dos "descasques" nas suas páginas cor-de-rosa e das fulanas nuas quase numa página completa no suplemento desportivo semanal, não me merece credibilidade nenhuma. Não deveria merecer a ninguém. É e foi sempre disto que o "meu povo gosta e gostou", não é verdade? E sendo assim, compra!
Mas, lamentavelmente, o analfabetismo de hoje aliado a uma boçalidade e desejo de sangue da populaça, em tudo semelhantes à ignorância, obscurantismo e comportamentos de outras épocas, revelam bem a falta de escrúpulos da actual comunicação social – jornais, tv’s, rádios e demais órgãos – e contribuem para alimentar este jornalismo de sarjeta.
Vale tudo, porque tem de haver dinheiro para pagar a conta no supermercado, a renda ou a prestação da casa, os estudos aos filhos, os bons carros, a boa vida e os caprichos  extravagâncias das mulheres e das amantes. Vale tudo e mais alguma coisa para vender papel – o sensacionalismo e o bombástico, a especulação e o disparate. Mas a boa-vida é só para alguns, porque a maçaricagem só apanha as migalhas sujeitando-se a tudo.

Os recentes artigos deste fulaninho sobre o Benfica são no mínimo ridículos, mas mostram bem a peça que é!

GRÃO VASCO



LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...