8.11.10

NEM QUIQUE TERIA FEITO PIOR!

HUMILHANTE

Quando no sábado ouvi e li que Jorge Jesus iria fazer alterações ao esquema táctico habitual da equipa do Benfica, manifestei grande apreensão. Também ouvi as suas declarações.
Fiquei apavorado quando soube que David Luiz seria novamente deslocado para a esquerda, entrando Sidnei para central, e fiquei transtornado com o seu discurso descuidado e incoerente.
Lá veio outra vez à minha mente, o fantasma de Liverpool e a forma pouco meritória como fomos eliminados na Liga Europa do ano passado, fundamentalmente devido a esse tipo de opções tácticas e a uma conversa completamente desadequada às circunstâncias.
Fiquei aborrecido com estas reincidentes invenções e falhas de comunicação de Jorge Jesus. Começámos a perder o jogo contra os corruptos, logo aí. Por isso não fui ver o jogo nem ouvi o relato radiofónico, e quando liguei para a Benfica TV, já passava da meia hora de jogo e vi o resultado, não fiquei surpreendido.
Foram erros a mais e motivação, determinação e competência a menos. O jogo contra o Ol. Lyonnais já tinha indiciado que o descalabro poderia vir a acontecer. E Jorge Jesus já deveria saber que a Pocilga e a corja corrupta não perdoam. Contra o Benfica é atirar a matar!
Quantos aos jogadores e treinadores, enquanto uns, os da Pocilga, ajudados pelo terror e pela intimidação, fizeram e fazem destes jogos contra o Benfica, através de "mind games" falsos, mas muito bem arquitectados, uma batalha sem quartel – a batalha das suas vidas – do nosso lado parece haver acanhamento e uma gritante falta de coragem e pouco talento para lidar com estas situações de grande confrontação fora das quatro linhas. Muito medo, e depois, lá dentro, a maior parte dos jogadores completamente afectados e "borrados" na lama daquele antro corrupto.
O Benfica não jogou NADA, bem à imagem do seu timorato treinador. Nos jogos fora tem sido quase sempre assim. Já desde a época passada. Setembro, Outubro e Novembro têm sido medíocres. Demérito total da equipa do Benfica e do seu timoneiro, Jorge Jesus.
É a verdade, mas ainda há tempo de corrigir o que vai mal!
Proença lá teve que deixar a sua assinatura em mais um "penalty", ficando cada vez mais com a sua consciência tranquila e provando que está ao serviço da causa ou da "cosa", como queiramos.
Naquele antro nunca falhou, nem falha, sempre para o mesmo lado. O lado corrupto. O lado de Palermo.
Há que pagar o dízimo das promoções e do seu estatuto de internacional e demonstrar a respectiva vassalagem. Só falta Lourenço Pinto, em mais um aviso à navegação, premiá-lo com uma cerimónia e almoço de homenagem.
E a falta que Cardozo faz ao ataque do Benfica!



A VITÓRIA DO TERROR

Nem com os alertas e as diligências dos dirigentes Benfiquistas junto da respectiva tutela se conseguiu que a comitiva não fosse outra vez molestada com pedradas ao "vermelhão" e arremesso de bolas de golfe para a baliza onde se encontrava Roberto.
Um clima de violência, sempre presente, quando o Benfica se desloca àquelas corruptas paragens.
Os seus "Bin Ladens" continuam impunes, especialmente o mandante corrupto, que com um discurso velho e relho continua a instigar os seus prosélitos a transformarem a Pocilga e os seus subúrbios num antro de terror e a estimular levianamente uma guerra do seu norte bronco e pacóvio contra o sul e mesmo contra o país inteiro, que não se revêem nesta bandalheira em que ele conseguiu transformar o futebol, com destaque para o que acontece na Palermo portuguesa. E o mais lamentável é que o faz impunemente com chorudos dividendos sem que ninguém lhe vá ao lombo.
Uma nota final para o guarda-redes dos corruptos e para o seu zelo hipócrita e canalha em ter ido de uma baliza à outra, entregar uma bola de golfe ao apitadeiro, decerto para o induzir de que foi com ela brindado pelos adeptos contrários. Uma filha-da-putice de um manhoso, que não apaga, nem branqueia a criminosa chuva de bolas de golfe com que Roberto foi brindado ao longo do jogo em ambas as balizas.


A ESTRATÉGIA DO BENFICA


Espero que todos tenhamos aprendido uma grande lição neste primeiro terço desta época, e que a tenhamos sempre presente no que falta percorrer este ano e para os anos vindouros – nunca, mas mesmo nunca, poderemos baixar a guarda em qualquer circunstância. O péssimo resultado de ontem à noite foi o corolário de uma falta de estratégia psicológica e de bastidores que já vem desde o final da época passada. Todos, e muito particularmente alguns dirigentes e a equipa técnica do Benfica, esqueceram que viria depressa outra nova época e que o inimigo número um do Benfica não iria perdoar a tamanha afronta de ter sido metido no bolso e ter de ficar a ver a Champions League deste ano com os binóculos da Europa League…
Já nem faço referência aos aspectos técnicos e tácticos, e de planeamento da nossa equipa.
A questão aqui é bem mais simples – ESTRUTURA MENTAL, ATITUDE e SAGACIDADE!
Em consequência de tudo isto, deixámos que durante o verão, a corja corrupta manobrasse bem a arbitragem e os bastidores, só como ela sabe, e o Benfica, que deveria ter tido imediatamente uma reacção enérgica na roubalheira que Cosme Machado se atreveu a fazer ao Glorioso no jogo contra a Académica na primeira jornada, protelou demasiadamente essa reacção e deixou fugir mais seis pontos a seguir – Madeira contra o Nacional, com uma Proençada hábil, e Guimarães contra o Vitória, na inolvidável vigarice de Olegário - que muito provàvelmente deixaram a conquista deste campeonato irrecuperável. Acrescento ainda o atrevimento de Lourenço Pinto, essa figura parda ligada aos batoteiros, em bajular à descarada o grande Olegário & Cia., que retribuindo a homenagem feita, logo que pode, fez dos maiores roubos na história do futebol no já mencionado jogo de Guimarães, retirando aí ao Benfica quase todas as hipóteses de revalidação do título nacional, beneficiando indirectamente o clube corrupto.
Lamento que ao fim de tantos anos de trapaça, corrupção e jogo rasteiro, onde só não tem valido arrancar os olhos à Águia e ao Benfica, a massa adepta do Glorioso, bem como todo o staff técnico e dirigente, não tenham aprendido que não é com a estratégia da transparência e do coitadinho, campanhas mornas de vitimização e comemorações exageradas e contínuas e folclore, ao longo de todo o defeso, que conseguiremos uma supremacia evidente e consistente como a que demonstrámos esporàdicamente na época que passou. E conseguimos essa supremacia porque tínhamos realmente um plantel excepcional e mesmo assim, só confirmámos a conquista do título a meia hora do final do último jogo, na Luz, contra o Rio Ave.
Esta é a realidade e não poderemos mais escamoteá-la!
Basta vermos, por excesso, como é que os terroristas da Pocilga conseguiram fazer de um arruaceiro e desordeiro que fez o que fez nos corredores dos balneários da Luz - com uma época anterior desportivamente vergonhosa - um herói, presenteando-o no sarau da "società", em Palermo, por um crime desportivo que cometeu, com aquele animal mitológico dourado, tão igual a tantos apitos, mas que é claramente uma atitude provocatória para o exterior e resulta em pleno numa motivação exacerbada que lhe garante exibições e golos incomuns, muito especialmente aquela e aqueles que esse monstro esverdeado fez ontem contra o Glorioso.
Bem fala o bacorinho-cenoura em "gritos de revolta" e "organização". Mas é assim que se ganha - com um discurso interno inflamado e uma postura de constante provocação ao Benfica - e se ganham jogadores. E nós a vê-los passar!


Não estou triste. Sinto-me ainda mais Benfiquista, mas já são horas de mudarmos o nosso comportamento, tornando-o com subtileza, muito mais inteligente e agressivo.
Mas também me sinto humilhado e com raiva de ver todos os responsáveis no Benfica cerceados, incapazes perante tamanha paranóia alheia e tanta ineficácia própria.
Mas o que é certo, é que Giorgio continua a cagar-se e a rir-se perante os vexames que sofremos, muito especialmente destas copiosas derrotas. E este ano já vão duas. Uma valeu um título e outra vai a caminho disso. Quer queiram quer não, com a assinatura de JJ.
O que é que mudou tanto de um ano para o outro?
Querem lá ver que os arautos da desgraça e as equipas do bota-abaixo que habitualmente rondam as imediações da Luz – uma situação endémica e prejudicial que se arrasta incuràvelmente ao longo de décadas - irão dizer que o LFV é que é o responsável e que ainda por cima faz a linha?


Esta semana a equipa do Benfica vai a Angola. E vai muito bem. Só o cachet justificaria duas idas e duas voltas…na mesma semana. A obrigação profissional assim o exige, e os jogadores pagos princepêscamente, deverão ser dignos representantes do Glorioso na quinta-feira em Luanda, e domingo, em casa, frente à Naval, deverão ter como objectivo um score de golos, tão ou mais elevado do que aquele que sofreram conta os corruptos.
Mas lá vieram os habituais mabecos e críticos "benfi-quistos" destas coisas, mais os inimigos da corja corrupta insurgirem-se contra isso, como por exemplo o vesgo e azul e bronco dum tal Manuel Queiroz que em declarações bastardas na rádio onde bolça alarvidades constantes contra o Benfica - após este jogo, pois claro - insinuou e arengou patacoadas de uma forma reles e cobarde sobre o balneário, os prémios e esta viagem do Benfica. Este estúpido esqueceu-se que estamos em segundo lugar e não em terceiro, quarto ou último. Mas esta corja nojenta de andrades é toda igual, seja nos jornais, nas rádios ou nas tv’s. Continua a besuntar-se com os excrementos que ela própria defeca. Mas é bom que estes queirozes e quejandos se convençam de que isto só acaba à trigésima jornada, e que para ganharem o campeonato terão muito que pedalar e não se podem esquecer, nem por um segundo que seja, de usar a trapaça toda …


HÓQUEI EM PATINS de "SETE" e ANDEBOL de "NOVE"


Quem viu os jogos do Benfica disputados este fim-de-semana, nestas modalidades, pode aperceber-se bem de que o que está subjacente aos êxitos ou às derrotas do Benfica é como já disse acima, a nossa ESTRUTURA MENTAL, a nossa ATITUDE, a nossa SAGACIDADE.
Em primeiro lugar e convém que não nos esqueçamos, teremos de ter sempre equipas de excelência.
Esta é uma verdade incontornável.
Mesmo assim, poderemos não conseguir os objectivos a que nos propomos, pois quando os corruptos competem connosco nos campeonatos das diversas modalidades, há sempre algo mais para além do campo desportivo.


No hóquei, a escandaleira foi impossível de travar com dois árbitros e uma mesa que habilidosamente e algumas vezes bem à descarada, empurraram o Benfica para uma derrota inglória incluindo a expulsão incrível do seu treinador. A provocação final da equipa corrupta ao público que se encontrava no pavilhão da Luz mostra bem que isto nunca irá ao sítio com falinhas mansas.
Bem dizem que o hóquei é um caso de polícia e é bem verdade!


Já no andebol, só porque o Benfica tem realmente uma equipa e um treinador de grande categoria é que não sofremos outra derrota, vencendo à justa por um golo. Já o disse aqui em Setembro, num outro post, quando o Benfica no Torneio de S. Mateus, em Viseu, bateu inapelàvelmente os andrades corruptos, que este ano teríamos a possibilidade de nos sagrarmos campeões, e no jogo de ontem, essa minha convicção tornou-se ainda mais forte. Mas, analisando este jogo, como é que foi possível uma equipa estar quase o dobro do tempo a jogar com menos um jogador e ganhar?
Pois isso foi conseguido através de muito empenho, luta e espírito sagaz. Curiosamente, a desvantagem de dois golos ao fim da primeira parte não augurava nada de bom. Contra o Benfica tudo foi marcado. Os árbitros raiaram a escandaleira já na segunda parte, ao expulsarem sem razão absolutamente nenhuma, Cláudio Pedroso, quando o score nos era favorável por dois golos, colocando-nos a jogar com quatro jogadores de campo e com menos um do que o adversário. Mesmo assim não conseguiram os seus intentos, pois a verdade, é que Cláudio Pedroso teve bastante influência quando entrou novamente e a equipa do Benfica e o seu massacrado treinador – a canalhice que Olímpio Bento lhe quis fazer na faculdade de motricidade humana do Porto, nunca pode ser perdoada ou esquecida – tiveram o talento, a coragem e a atitude que lhes pode dar o campeonato deste ano. A tentativa dos apitadeiros de condicionar Carlos Carneiro - executante Benfiquista de um virtuosismo excepcional - ao longo de todo o jogo, foi vergonhosa, com o jogador a ter expulsão definitiva a um segundo do fim!
E nestas modalidades jogámos em casa. Olhem bem quando formos ao caixote imundo adjacente à Pocilga


O PÚBLICO NOS PAVILHÕES DA LUZ

Apesar da Benfica TV este fim-de-semana, não se cansar de referir o apoio a estas duas modalidades e também ao basquetebol, dos adeptos no nosso pavilhão, e de dizer que o espaço estava repleto de público, digo-vos sinceramente que mesmo no jogo de hóquei, o pavilhão da Luz não estava cheio. E no andebol, ao contrário do que nos quiseram fazer crer, ainda estavam muito menos, muito embora o apoio tivesse sido caloroso e constante. Para que conste…


BENFIQUISTAS, COMPANHEIROS,
HÁ QUE MUDAR RADICALMENTE ESTE ESTADO DE COISAS!
E TEM QUE COMEÇAR POR NÓS, SÓCIOS, ADEPTOS E SIMPATIZANTES!

GRÃO VASCO





2 comentários:

AVANTE BENFICA disse...

Caro Grão-Vasco!

Mais uma vez, nunca me canso de ler as suas reflexões acerca do que se passa em cada fim-de-semana de actividades desportivas do Glorioso! Concordo inteiramente com o que nos diz, e subscrevo o seu "pedido" para uma "mudança mental e de atitude" por parte dos responsáveis do nosso Clube.

É lógico que depois de um jogo destes, em que toda a gente viu a impotência que tivemos para travar aquela "corja de batoteiros e corruptos", cabe a nós mesmos reflectir sobre o que de mal se passa no Benfica. As culpas serão atribuídas, em primeiro lugar... ao treinador, jogadores e presidente... mais ou menos por esta ordem! Não será este o caminho mais corecto, pois estas mesmas Pessoas que hoje criticamos, foram as mesmas que há alguns meses atrás nos deram alegrias e aumentaram ainda mais o nosso Orgulho de pertencermos ao Benfica...

Mas... temos mesmo de mudar algo! E radicalmente! Temos de o expressar nas Assembleias Gerais, que é o local ideal para se debaterem ideias. As atitudes a tomar têm de ser assumidas frontalmente pela Direcção (que se deixem de comunicados, que não levam a lado nenhum...)e defendidas por todos os que realmente Amam o Benfica (somos milhões...). Aí sim, as atitudes drásticas deverão ser assimiladas por quem tem responsabilidades dentro da estrutura do Clube, e assim demonstrarmos que não somos um barco à deriva...

Se eles querem... vamos fazer o jogo "deles"! Vamos lutar com as mesmas armas! Chega de ir à guerra com pedras e paus.... vamos com armas de "destruição maciça" demonstrar a nossa força e porque somos Melhores e Maiores...

Mas... para que isso aconteça, temos de dar o nosso contributo, por mais pequeno que ele seja! Aos responsáveis, só peço que trabalhem para voltarem a ter a confiança da Família Benfiquista! E aos Benfiquistas que se unam... principalmente nestas horas menos boas!

Chega de dar tiros nos próprios pés... basta de infantilidades! Sempre em frente, rumo à vitória!

Saudações Benfiquistas

the_passenger disse...

O JJ tentou agradar a tudo e todos:

- Meteu David Luís a lateral esquerdo porque César Peixoto, para a maioria dos adeptos do Benfica, não serve e é constantemente assobiado.

- Não meteu Gaitan de início porque também não vale a ponta de um corno, como muitos Benfiquistas também acham.

- Tirou Saviola do onze porque este tem estado em claro sub-rendimento e já merecia ir para o banco, como muitos Benfiquistas também diziam.

Postos este três pontos, resta-me perguntar do que muitos Benfiquistas se queixam hoje... Para finalizar, fez ainda a vontade aos jornaleiros avençados:

- Deu demasiada importância ao super-herói da Marvel, e esqueceu-se que tinha pela frente uma equipa e não um homem verde. Esqueceu-se também que ele próprio dirige uma equipa que ganhou 4-3 ao Lyon, tentou surpreender o Porto com uma estratégia que não resultou. Ok... correu mal, mas não é a primeira nem será a última vez que caímos. Temos é que nos reerguer novamente, e é nestas alturas, em que o orgulho sai totalmente ferido, que se fazem grandes equipas. Perdemos um jogo por 7-1 com o Sporting e fomos campeões nesse ano...

O JJ tentou surpreender e fez merda, mas isso não explica tudo. Faltam referências do Benfica no nosso plantel, jogadores formados no nosso clube e que SENTEM e AMAM jogar com o manto sagrado, e que transmitam esse sentimento aos restantes. Os jogadores que estão lá, maioritariamente estrangeiros, são bons mas não estão para se lesionarem ou foderem a carreira num jogo destes, a única coisa que lhes interessa é darem nas vistas e passarem para ligas com outra dimensão e ganhar os belos dos €€€, onde não têm que jogar em ambiente de guerrilha permanente. Mas também não os posso censurar, como é que se pede isso a um jogador que não sabe o que é o Benfica?? Há uns anos fomos lá jogar e tivemos que nos equipar à porta do balneário, isso só fez com que os nossos jogadores ainda sentissem mais raiva e dessem tudo por tudo, e acabámos por ganhar o jogo. Esse tipo de sentimento não existe actualmente nos jogadores do Benfica. O JJ fez merda sim, mas também faltou muita atitude a alguns jogadores...

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...