25.11.10

A VIA SACRA



Há dois mil e dez anos foi em Jerusalém.

Este ano, na noite de ontem, um acontecimento semelhante ocorreu e só se diferenciou temporalmente daquele, constituindo-se como uma alteração ao calendário actual – a Páscoa chegou antes do Natal. O país foi o mesmo - Israel.

No “calvário” de Tel Aviv, um outro Jesus, “O Jorge”, já suspenso na cruz e ao terceiro prego, vendo que estava a chegar a sua hora, exclamou:

- Benfica, perdoa-me! Estou arrependido (como o outro) e quero partir!

Mas como esta “partida” implica estùpidamente, segundo os mentideros, um milhão de contos de indemnização, espero ao menos que o homem “ressuscite” para a Liga Europa!

…E que “ressuscite” também os seus discípulos que tão depauperados e descrentes andam.

Os equívocos de Gelsenkirchen, de Lyon, da própria Luz na jornada anterior e mais uns quantos que nem quero mencionar, só vieram confirmar que discursos analfabéticos, precipitados e pouco estruturados - o jogo não era nenhuma finalíssima, mas sim um jogo que o Benfica teria de ganhar (mesmo com um empate, ainda haveria hipóteses) e que pelo dramatismo exagerado com que ele o pintou, acabou por desestabilizar acentuadamente os jogadores, acabando por pressioná-los desmedidamente, ao ponto disso se evidenciar nos discursos de Javí Garcia e de outros antes do desafio, ao longo da semana e no decurso do mesmo - tanto para dentro como para os media, associados a uma pungente incapacidade de criar, nos jogos fora, uma estrutura mental forte no grupo de trabalho que lidera, não se compadecem com a alta competição, e para mais a mais quando neste caso, o topo da competitividade é a Champions League.
A sua estratégia de comunicação tem falhado em toda da linha, bem ao nível da sua medíocre capacidade de comunicador.

Como complemento, mas só como complemento, a Lei de Murphy não se esqueceu de passar pelo Bloomfield Stadium, premiando aquele que mais contribuiu para ela. A “coisa” estava a correr mal, passou a correr ainda pior e chegou ao péssimo!

Um sonho desfeito em que a Chama Imensa que os Adeptos Benfiquistas tanto acalentam e acalentaram generosamente, incutindo sempre ânimo na equipa e perdoando até agora tudo a Jesus, acabou por esmorecer de uma forma tão pálida que quase se eclipsou totalmente na noite negra de Tel Aviv, no relvado do Bloomfield Stadium.

E para surpresa de muitos, têm sido os próprios adeptos a carregar a cruz. Aqui, ao contrário da História Bíblica, é o povo que tem perdoado a Jesus “O Jorge”, que pouco Cristo tem sido. Jesus escolheu quem quis, têm-lhe satisfeito os seus caprichos e para acabar com “jejuns” que o levassem a respirar ares corruptos, mas bem recheados de euros, exigiu e viu o seu salário anual disparar à fartazana para mais do dobro. Jesus, “O Jorge”, não é o Benfica, nem do Benfica. É única e simplesmente um funcionário seu, pago a peso de ouro, para rentabilizar parte dos seus activos.

Assacar responsabilidades por este clamoroso falhanço no apuramento para a fase das eliminatórias a uma equipa - é quase a mesma da do ano passado - sem alma, sem garra, sem talento, sem ambição, triste e apagada, bem à imagem do que Jesus, “O Jorge”, tem demonstrado desde o início desta época, é uma falácia. Quem lidera, quem orienta, quem conduz, quem escolhe, quem determina quem joga, quem engendra a táctica é que terá obrigatòriamente que responder por isso. As maiores responsabilidades são, sem qualquer dúvida, de Jesus, “O Jorge”, das quais não se poderá alijar, por mais que argumente e por mais que alguém argumente por ele. E argumentar como o fez, aquando da copiosa e chocante derrota na Trypalândia, sacudindo a água do capote e dizendo que ainda há muito para ganhar, não colhe.

No caso de ontem, trazer a decisão do apuramento para a Luz, na próxima jornada, proporcionaria um encaixe de mais oitocentos ou quatrocentos mil euros e uma receita brutal no jogo da Luz, com o Schalke 04.

Agora, trazer “três” dos israelitas do Hapoel, é vergonhoso, humilhante e inadmissível!
Assim, não!

Quando estes processos entram em fase quase contínua ou de uma forma frequente e degradante, é muito difícil revertê-los.
Mas aguardemos e tenhamos a tal “fé”, que no entanto, sinceramente, a partir do último terço da época passada, começou a ser cada vez menor, ou Liverpool não fosse paradigma disso mesmo.

Jesus, “O Jorge”, esgotou-se depressa, esbanjando um crédito precioso. Não soube doseá-lo, dando passos maiores que as suas pernas, abrindo mal e demasiadamente a boca – é pena que os responsáveis do Benfica não tenham tido a visão e a sensibilidade necessárias para se aperceberem disso quanto antes. O seu próprio modelo, seja na forma de 4-3-2-1, 4-4-2, 4-3-3, losango, trapézio, pentágono ou inovações como o x-y-v-g-k-w?!? no jogo da Pocilga, ou o que os Caros Companheiros lhe queiram chamar, parece-me quase, quase, esgotado para uma equipa e um clube como o Sport Lisboa e Benfica.

Por isso antevejo, mais tarde ou mais cedo, a vinda inevitável daquele que de verdadeira águia ao peito poderá tornar forte e consistente o reino riquíssimo de um rei fraco. Basta só tirar da cartola o Coelho certo.

Oxalá esteja enganado.

Até domingo, num qualquer lugar à “Beira-Mar” plantado!

GRÃO VASCO

4 comentários:

ÁguiaEterna disse...

Grandíssimo GRÃO VASCO, tens toda a razão. infelizmente só temos MOSCAS MORTAS dentro dos relvados e fora dele a nível da direcção é igual.
A equipa não joga nada de nada. não tem alma, não tem vontade, não têm nada. Não saltam, cabeceiam mal e porcamente, não fazem pressão, vão sempre atrasados às bolas, que trisreza.
Mas afinal o que fazem aqueles privilegiados mimados durante a semana???!! se não existisse Centro de estágio estava encontrada a razão e o culpado, mas a essa esses incompetentes da direcção não se podem agarrar.
Sei que defendes o l.F.Veieira, mas para mim está PROVADO E MAIS DO QUE PROVADO que o homem de futebol não percebe nada de nada. pior do que isso até parece que os MNIMADOS jogadores é que mandam nele. é um presidentezeco sem chama, sem força, sem carisma, enfim que nem falar sabe e por isso mesmo é que não aparece a dizer nada.
<isto é UMA VERGONHA INDECENTE e todos os ASSALARIADOS DO FUTEBOL DO BENFICA E RESPECTIVA SAD deveriam ABDICAR DE RECEBER OS SEUS CHORUDOS ORDENADOS NESTE MÊS.

Quaisquer jogadorzitos de uma qualquer equipa de 2º ou 3º plano corre tanto ou mais do que os nowsos jogadores.
estou ENVERGONHADO E REVOLTADO. não quero nem ler jornais desportivoss nem ver programas de desporto nem nada.
actualmente até uma equipa de MULHERES ganha áqueles PARASITAS PROFISSIONAIS.
Falta muito PROFISSIONALISMO E TRABALHO A SÉRIO NO NOSSO BENFICA.
Qualquer clubeco TRABALHA 3 ou 4 vezez mais do que no NOSSO BENFICA.
Rua com estes INCAPAZES.

GRÃO VASCO disse...

Glorioso Águia Eterna,

Tem calma e serenidade, que é o que é mais preciso neste momento!

Eu apoio o Presidente do Benfica. Isso é ponto assente.
Teremos oportunidade de imprimir outro rumo ao Benfica através de eleições, escolhendo outro perfil, outro presidente, se assim acharmos que será melhor para o Benfica.

Não estás mais indignado e humilhado que eu. No entanto, se releres aquilo que escrevi, já sabes há muito tempo qual é a minha opinião em relação ao futebol do Benfica, nomeadamente a sua equipa principal e tudo o que gravita em redor dela.

Há que reformular alguns conceitos sobre o que é o Benfica e o Benfiquismo e incuti-los nos jogadores e na massa adepta.

Quando em véspera de jogo importante temos um nosso jogador de topo a dizer que é quase impossível algyuma equipa portuguesa vencer as Champions, o que poderemos fazer perante o que vai na cabeça de alguns destes jogadores.

Só por exemplo ouvir o Mário João, bi-campeao europeu a falar da garra e da vontade de vencer daquelas equipas que glorificaram o Benfica, poderemos concluir que há muito trabalho a fazer nesat área.

Saudações Benfiquistas.

GRÃO VASCO

ÁguiaEterna disse...

Enormíssimo BENFIQUISTA GRÃO VASCO, estou de acordo contigo, principalmente quando dizes que, e passa a citar " há muito trabalho a fazer nesta área", mas o pior é que ninguém - repito, NINGUÉM - faz nada.
O que faz o Sr. "director desportivo" Rui Costa???!"!! Ah já sei, é mais um amiguinho dos "jogadores".
Olha grande BENFIQUISTA, TENHO GRANDE RESPEITO POR TI E PELO TEU BENFIQUISMO,e sei que tal como eu DESTESTAS e detestas e detestas o mâximo que é possível o corrupto bimbo da bosta, mas se ele por acaso fosse presidente do NOSSO BENFICA, ou alguém como ele que não fosse corrupto e mafioso, os NOSSOS "jogadores" seriam JOGADORES A SÉRIO e CORRIAM não o dobro mas 10 vezes mais.
BENFICA,BENFICA,BENFICA, sempre,sempre,sempre,sempre CONTRA TUDO E CONTRA TODOS.

Bimbosfera disse...

Boas. Lamento ter andado meio afastado dos blogs amigos, mas, vou tentar recuperar. Já são muitos, e gosto sempre de deixar uma palavrinha, e faz com que o tempo escasseie.
Bom, sobre a Via Sacra. Que seja, se assim tiver que ser. Não por causa de um periodo pior que se põe agora tudo em causa. Jesus mostrou perfeitamente bem no ano passado, com um futebol de sonho, que é capaz de pegar na equipa. Também disse, e eu li/vi/ouvi-o a dizer que queria reforços a sério, jogadores feitos, não miúdos para ele acabar de formar. Temos que ter os pés assentes no chão. A prioridade este ano, como por acaso tive oportunidade de dizer no verão, tinha que ser, de longe, mas de longe, o campeonato. E esse, apesar de difícil, ainda não está perdido. Além do mais, o que nos levou a estar os últimos 4 anos sem ganhar o campeonato também foi isso, irmos com sede ao pote, leia-se Champions, e querer ser logo de novo campeões europeus. Isto só lá irá com tempo. Nunca assim. O objectivo realista seria nunca ficar fora da Europa antes do Natal, e ainda não está seguro, e se possível passar aos oitavos. Mas o campeonato seria sempre, mas sempre, a prova principal. Tinhamos aqui a oportunidade de acabar com o Porto, sem capital por estar mais de um ano fora da Champions. Talvez não o consigamos, e o esforço do ano passado, contra tudo e todos, daí só sermos campeões na última jornada na 5^ª ou 6ª melhor época de sempre do Benfica, dizia eu, tenha sido em vão.
Daí que, se se quer mudar Direcção, treinador, o que for, com eleições. Agora é tempo de união. Agora é tempo de apoiar. Agora é tempo de os levar ao colo, acarinhá-los. Não podemos ser Benfiquistas só para ir para o Marquês (eu não vou, sou de longe, eheheh) mas o significado é patente, creio.
Por isso, toca a apoiar, os azuis não são nenhum bicho papão, ainda hoje empataram com os submissos, e estes não são, de longe, melhores ou tão bons como nós. Toca a apoiar, «ainda há muit'a frango a virar»!

Abraço

Márcio Guerra, aliás, Bimbosfera

Bimbosfera.blogspot.com

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...