28.6.11

O melodrama das "vacas sagradas"

 

“Na Índia, as vacas passeiam tranquilamente pelas cidades e vilas, sem que sejam molestadas pelos seus habitantes. A vaca é um animal sagrado segundo a religião hindu.
Elas morrem de velhice e possuem hospitais próprios.”

Ao observarmos esta foto, e se nos perguntassem quem arriscaria guiar aquele veículo naquelas condições e em que país foi tirada, seria fácil imaginar um qualquer Afonso motorista, exímio em atropelar repórteres e habituado a transportar determinados espécimes de cornúpetos, conduzindo um side-car numa movimentada estrada entre Nova Deli e Calcutá.

Mas não.

Esta foto, data de há, precisamente um ano, em pleno Portugal. Segundo as “fontes habituais”, o condutor deste side car comprado ao seu homólogo de Palermo, é o inefável Salvador, presidente do grémio da Falperra, em plena A1, em viagem de regresso a Braga, vindo do Estádio da Luz, em Lisboa, transportando a primeira vaca sagrada, para ser tratada no novo hospital de dia, expressamente construído para albergar esta espécie de ruminantes.

Pelo que constatamos, a par da quantidade de emigrantes indianos e paquistaneses que vivem no nosso país, a própria religião hindu, através da construção destas unidades de saúde, começa a ter alguma expressão no nosso país e logo em locais como Braga, um bastião ibérico do cristianismo católico.

Será que veremos brevemente, mais uma vez, uma foto semelhante no “record” das alarvidades?
Pelo menos a entrevista já saiu.
Aguardemos.

GRÃO VASCO


1 comentário:

Manuel disse...

Fantástico! Muito bom!!

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...