12.1.12

Nas têtas de Djaniny e do Benfica


Após Rui Gomes da Silva, numa corrida já lançada no ano passado, ter dado o tiro de partida na 2ª feira à noite na SIC Notícias, no programa “O Dia Seguinte”, assistiu-se a uma louca prova de velocidade pura que só terminou quando a comandita habitual instalada nos media constatou que a efectivação do contrato de trabalho entre o Benfica e o jogador estava concretizada.
Aí, a música dos habituais mabecos anti-Benfiquistas terminou.

Tudo e todos queriam mamar à tripa forra nas têtas do Benfica e do Djaniny. Alguns, por outro lado e mais uma vez, queriam desviar mais outro jogador para outras paragens…

Parece surreal, mas desde as piruetas do “empresário” do jogador, Pedro Cordeiro, passando pelas ameaças do representante do Velense dos Açores, o advogado Nuno Chaves e culminando com os completos disparates do pai do jogador, Jorge Tavares Semedo, o que resta desta curta-metragem de um dia e meio, é sabermos que as têtas em que esta malta se queria pendurar e chupar são bem apetitosas…

Se os prezados Companheiros efectuarem uma pesquisa sobre as notícias de Djaniny e o Benfica desde as vésperas de Natal até ontem, terão a oportunidade de rever uma excelente comédia. Com toda a bicharada a mexer-se por tudo quanto é sítio no desejo mórbido e alarve de apanharem as grossas migalhas do negócio que se perspectivava já há algum tempo.

As declarações do empresário do jogador, só por si, somam um chorrilho de piruetas que nos dizem muita coisa nas entrelinhas e nos “entretantos”.

Com o pai, o filme foi pior e sua entrada em cena, a destempo, revelou muito descuido, precipitação e desrespeito pelo Benfica. Já ontem à noite, virando o bico ao prego e após a confirmação da transferência, deu uma monumental cambalhota fazendo aos microfones de uma estação radiofónica, declarações apaziguadoras, só lhe faltando prometer dar duas voltas de joelhos em redor da estátua do Eusébio e dar dois beijinhos na tola do LFV…

Cada vez mais me convenço que estes títeres estavam a ser telecomandados e influenciados pelas secretas de Palermo e do Lagartêdo.

Parece-me, e digo só e por enquanto, parece-me, que os homens do Presidente têm aprendido bem com os próprios erros e estão a trabalhar cada vez melhor.

Já não era sem tempo!

Por outro lado, os media, especialmente aqueles afectos à corja acantonada a norte, e neste caso algumas publicações on line, já se preparavam para o habitual foguetório quando o Benfica não obtém sucesso com as suas iniciativas.

O SAPO, na terça-feira, deu logo o mote, alimentando o boato. Com um título, no mínimo tendencioso e manifestando subtilmente o gozo pelo insucesso já apregoado, trazia como título a uma notícia sobre Djaniny, em que tudo e todos se abespinhavam com o Benfica, o seguinte – “Olá Benfica! Adeus Benfica!”. Era o “lindo” título da notícia.

Ontem ao fim da tarde engoliram tudo e limitaram-se a transcrever o comunicado do Benfica dando conta do compromisso entre o Glorioso e o jovem jogador.

Atenção, Companheiros que esta folha é uma extensão dissimulada de um tentáculo do polvo de Palermo.

Quanto às notícias dos pressupostos desportivos on line, aqui vos deixo as fotos, que são bem expressivas (pelos sorrisos ou não) dos gostos e nas preferências que abundam naqueles pasquins e que vieram publicadas após o desiderato final no Estádio da Luz. Tudo o que respeitou ao NOJO - órgão oficial diário do grémio da fruta corrupção e putêdo, pois constitui-se como uma folha rasca que nem para limpar o cu serve – sobre este assunto nem sei o que ladraram…

Eis as fotos,



No mínimo sugestivo e indiciador!

Ontem, pelo fim da tarde, foram vendidas umas boas toneladas de "melões"...



GRÃO VASCO

Sem comentários:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...