17.7.12

O protegido do regime





O regime podre e corrupto que vigora no futebol há décadas, bem à imagem do que se passa também em todo o país, obteve recentemente uma saborosa vitória que lhe garantirá, pelo menos nos tempos mais próximos, total impunidade para continuar a oferecer títulos ao clube da fruta e dos chocolatinhos, sediado nos campos movediços do Freixo, a norte.

A quadrilha jornalística assumidamente afecta e submissa ao querido líder da Madalena encarregou-se do resto. Numa bajulação viscosa e peçonhenta, alcandoraram o actual ícone da pobre pandilha do apito, Pedro Proença, aos píncaros da fama, glorificando-o com louvaminhas pelas suas recentes nomeações para as finais da Champions e do Euro 2012.

As sucessivas aldrabices de Proença em jogos do campeonato, beneficiando escandalosamente o grémio condenado por corrupção e prejudicando sistematicamente o Benfica, transformaram-no numa falsa referência da miserável arbitragem portuguesa e que é gerida de uma forma lamentável por um fulano que continua de cócoras perante o poder vigente. A realidade é esta, e foram esses roubos, ao longo de várias épocas e que ele subtilmente transforma em prejuízos quando a eles se refere, que levaram a corja corrupta do Freixo a elegê-lo incondicionalmente como um dos principais suportes na conquista dos seus títulos trapaceiros.

A conclusão é a de que, para Pedro Proença foi necessário subir à custa do regime, favorecendo-o, e o regime por sua vez premiou-o. O fortíssimo lobby do grémio da fruta e do putêdo na UEFA, bem como a teia de delegados e observadores – mais conhecidos pelos Manuéis Armindos -  conduziu Pedro Proença ao corredor da fama, validando a sua carreira e conferindo-lhe o beneplácito necessário para que ele continue impoluto e livre das mais que justificadas punições às suas habilidosas actuações internas e que foram acima de tudo o tributo proporcional ao êxito internacional da sua carreira como árbitro.

Cego pelas luzes da ribalta, e bem escorado em Aguiares, Searas, Serpas, Tadeias e demais pançudos do regime, completamente inebriado pela sua vaidade e presunção, que valha a verdade nunca escondeu, não se remeteu a saborear os louros do seu sucesso, e tratou de, indirectamente, ferrar uns coices e espetar umas alfinetadas ao Benfica.

Descarado, e continuando hipòcritamente a escudar-se atrás do seu “benfiquismo mentiroso”, quando curiosamente, só o vemos em fotos com a camisola do sporting e aos beijos e abraços aos morcões da Pocilga de Palermo, desdobrou-se em entrevistas atrás de entrevistas, tentando lavar as imundícies das suas actuações intramuros, com as prestações nas competições além-fronteiras e imiscuindo-se grosseiramente em considerandos de ordem financeira, aludindo indirectamente a orçamentos e dirigentes de clubes que segundo ele não têm tido a respectiva correspondência de sucesso, numa clara tentativa de révanche, tendo como alvo o Benfica.

Mas terá sido melhor assim. Ficámos a saber o que ele pensa e que os seus erros não têm sido involuntários, bem pelo contrário.

Após as suas mais recentes declarações, Pedro Proença, se se assumisse como um verdadeiro árbitro e homem, pautando a sua conduta pela honestidade e coragem, pediria a recusa em arbitrar os jogos onde intervém o Benfica e o clube que em todos os momentos lhe tem dado a mão – o grémio da fruta, corrupção & putêdo, vulgo fcp – e que disso tem tirado dividendos, com títulos oferecidos por ele em bandeja dourada.

Diz ele, que é incorruptível. Não é preciso tanto!

Nestas coisas de promoções e nomeações, um “favor” paga-se com outro “favor”. Neste caso é mais uma questão de compadrio.

É o “favor” de marcar penalty por sopro de Yebda a Lizandro, com consequente “mergulho”, é o “favor” de marcar penalty a favor do Braga por “infracção” de Emerson que até está virado de costas para a bola, é o “favor” de validar um golo ao grémio concessionário das barracas de praia, em pleno território do adversário, quando dois dos seus funcionários, um deles autor do golo, se encontram em escandaloso off-side.

E fiquemos por aqui…

E também convém não esquecer que é o próprio Proença que diz fazer parte da escória geracional do Apito Dourado.

É dever do Benfica e dos Benfiquistas denunciá-lo, escrutiná-lo, envergonhá-lo publicamente. Não merece mais do que isto.

Só resta vaiá-lo, e mostrar-lhe, cada vez que tiver a desfaçatez de arbitrar o Benfica, e muito em especial na Luz, que um aldrabão, mesmo apitando a final de um Euro qualquer, não deixa de ser um aldrabão.

E já agora, quando é que a Comissão Venatória abre a caça aos pavões?


GRÃO VASCO

4 comentários:

vmpaulinop disse...

Pois é meus amigos. Através dos blogues dizem-se muitas verdades, sobre o vaidoso, denunciam-se diversas decisões, que desde 2004, têm prejudicado gravemente o SLB e óbviamente, beneficiam o clube azulado seu apoiante incondicional. Se o homem é tão bom árbitro no exterior, porque razão ou razões, sistemáticamente espolia o Benfica???!!! Por isto mesmo é que é mais duvidosa a sua conduta e a sua postura para com o Benfica. O vídeo que por aí anda, com o resumo das aldrabices, com que, desde 2004, ele tem prejudicado o SLBenfica, bem merecia ser conseguido ser exibido para todo o Portugal desportivo analisare. Aí sim, o mito cairia para a sargeta e a verdade viria ao cimo. A Direcção do Benfica bem poderia dar uma ajudinha, pois, se assim não for, bem podemos aguardar nova roubalheira para esta época. SAUDAÇÕES BENFIQUISTAS.

Anónimo disse...

Parece que uma parte do pessoal gosta mais de assobiar e ofender os nossos do que fazer isso a quem o merece.
Há cerca de 2 anos atrás andou uma pessoa pelos blogs a pedir que quando o nosso clube fosse jogar com os corruptos em casa, todo o estádio os chamásse pelo seu nome, mas não, foi o habitual huhuhu para o holk e filho da... para o helton. Como seria lindo o estádio todo a gritar CORRUPTOS, mas o que se ouviu foi a parvoeira dos huhuh. E o mais interessante era a CS de toda a Europa a mostrar o espectáculo.
Pode ser que esta época se cante o que se deve cantar quando eles lá forem.

Miguel

Águia Eterna disse...

Caríssimo "anónimo" das 19:54, você tem TODA A RAZÃO.
Infelizmente a MASSA ASSOCIATIVA do Nosso BENFICA é muito IMBERBE e BANAL.
Não tem a DEVIDA MILITÂNCIA e não sabe DEFENDER O NOSSO BENFICA como Ele TANTO E TANTO MERECE.
É uma MASSA ASSOCIATIVA muito desorganizada e como tal tem POUCA FORÇA. Eu sou a favor de que se chame de CORRUPTOS aos porcos do fóculporco sempre que eles vão à Luz dio pricípio ao fim. Olha amigo, a Massa associativa do BENFICA é tão FRAQUINHA, TÃO inócua QUE TODOS nOS roubam como querem e quando querem PORQUE SABEM QUE nada de nada lhes acontece. Até mesmo quando os porcos do fóculporco em pleo Estádio da Luz começam a cantar o SLB SLB fd.. p SLB, esses SOBAS MORCÕES do BENFICA em vez de os ASSOBIAREM FORTREMENTE E ABAFAREM, NÃO SENHOR, masoquisticamente CALAM-SE TODOS para melhor se ouvir as ofensas dos ANDRADES CORRUPTOS. Mas que adeptos tão tansos e morcões que Nós BENFICA TEMOS. UM ABRAÇÃO. BENFICA, SEMPREEEEEEEEEEEE.

Anónimo disse...

Águia Eterna tem toda a razão no que diz, mas ainda temos uma massa associativa que apoia os nossos; não somos todos iguais.
Pode ser que esta nova época seja diferente e que os benfiquistas não arranjem um novo patinho feio, ou a CS ao arranjar um a carneirada não vá atrás.
Pode ainda ser que desta vez em vez de ofendermos os jogadores dos corruptos, os tratemos como merecem e gritemos bem alto o seu nome, CORRUPTOS. Afinal nos blogs e na rua tratamos pelo seu nome, mas onde deviamos nada, preferimos as ofensas gratuitas e sem projecção nacional e internacional. Todo o estádio a gritar CORRUPTOS, imagina o que seria para os cá de dentro e os lá de fora...
Lançemos de novo isto no ar.

Miguel

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...