13.12.12

A ironia fedorenta

 
 
Recentemente, a tribuna do estádio da Pedreira, em Braga, foi palco de uma cena inesquecível que ficará nos anais da História do Peido e que figurará com toda a certeza nos melhores tratados sobre os ânus mais conspurcados deste país.

 


As imagens captadas pela câmara que focava o pároco da freguesia das Antas e o sacristão da Falperra correram céleres pela internet e pela blogosfera.


Giorgio Di Bufa, com a ironia que lhe é tão peculiar e com um esgar de estivador na eminência de mais uma descarga de metralha, alçou estratègicamente o pernil, sobrevirando com um ligeiro estremeção a nádega esquerda para estrofegar mais um peido, fazendo-o “descer à corda” e acabando por transformá-lo em mais uma das suas bufas assassinas.


Atrás, a neta ergueu os olhos ao céu como que suplicando para que o fedor se dissipasse rápido e o animal marchasse depressinha para os anjinhos.


E como “peido de burro nunca cheirou a burriqueiro”, o sacristão da Falperra, com o nariz destapado, imune a tão fétido eflúvio, nem tugiu nem mugiu, tal como faz com os penaltys escamoteados à sua agremiação nestes desafios amistosos com a malta do putêdo de Palermo.


 


Foi uma cena excrementícia e gasosa, mas que mostra bem que mesmo em matéria de cariz latrinário, Di Bufa goza de total impunidade.


 


No entanto, noutras paróquias a sul, há felizmente alguém que tem a coragem de denunciar estas e outras impunidades.


E assim, Mestre Orelhas, ainda dentro do fôsso de todas as desgraças, assisitindo à  lenta agonia do lagartêdo, não se coibiu de denunciar a promiscuidade e cumplicidade que grassa entre os peidorreiros incontinentes e incorrigíveis, gerentes da caixa no Freixo, em Palermo e os apitadeiros que se “largam” de mêdo por terem provado em tempos da fruta pôdre dos pomares da Madalena e metido ao bolso o vil metal das gavetas da cómoda da célebre casa iluminada.


Orelhas, firme e destemido ao denunciar este despautério fazendo uma rábula inteligente sobre “os dois guarda-redes”, picando a boiada, fez soar as sirenes corruptas em Palermo e lá vieram acusar o toque os primeiros mabecos e os rafeiros do Freixo ladrando umas mentiras, para depois aparecer o idiota que uma cambada de néscios idolatra dizendo que “ter dois guarda-redes é uma ideia idiota”.


 


Pois é!


 


Esta é uma situação no mínimo curiosa e nova, muito semelhante à primeira aqui contada. É exactamente o mesmo que transformar os peidos da Pedreira em bufas assassinas e silenciosas.


Ou não é exactamente por não ser permitida a inclusão de dois guarda-redes no onze de uma equipa de futebol, que Alex Sandro faz esse papel, cometendo sucessivos penaltys nunca marcados pelos apitadeiros coniventes na marosca?


 


E assim, essa “fina” ironia tão apregoada pelos jornaleiros lambe-falos e beija-cus do Freixo, se transformou numa idiotice fedorenta, parola e provinciana…


A realidade é incontornável e o que é facto, é que Di Bufa começa a perder muito gás…


 


E ainda vem um chico-esperto dessa corja bajuladora de jornaleiros, escrever no Correio da Manhã que o pároco das Antas “gozou” com o Orelhas…


 


“Tá bem, tá!"


O problema é que o Glorioso não descola e isso já começa a ser uma grande dôr de cabeça lá para as bandas corruptas do Freixo!


 


GRÃO VASCO

2 comentários:

Jotas disse...

Ou seja, a vassalagem que prestam a essa personagem é tanta que têm receio de verdadeiramente o confrontar com factos e por essa via ficam à mercê de serem eles próprios ridicularizados pelo presidente portista que vendo a ineficácia, a vulgaridade e a impreparação de quem o questiona, aproveita para gozar com eles à fartasana e eles são tanto mais ridículos que não percebendo que os gozados são eles, depois ainda afirmam que os outros é que sã gozados.
Mas este episódio no fundo é igual a muitos outros, inclusive um e que Pinto da Costa chama filho da puta ao jornalista e ele ainda se ri, como podem ver aqui: http://www.youtube.com/watch?v=CtmGmSCfk9A, se calhar esse jornalista ainda escreveu que o presidente do porto gozou com a dona Susana seja lá ela quem for, a não ser que percebe-se que o Pinto quis dizer que ele era filho de uma das suas mulheres..

RIVUS disse...

Caro Grão Vasco: esse asqueroso Bufas fede tanto que o fedor parece alastrar-se até aos artigos e comentários da Net. Pelo menos, adivinham-se. Porco mais porco, não há! Sabe que o motivo por que eles não se afundam é porque para essa agremiação não há regras e tudo lhe é permitido, caso contrário, já o Benfica estaria a léguas. E a minha raiva é essa; o facto de permitirem aos meliantes do Freixo, vá lá saber-se porquê, todos os desmandos para se manterem colados ao Benfica. Se assim não fosse, miséria deles, tinham perdido já muitos jogos, Ai tinham, tinham! E tudo isso é que me deixa apreensivo e indignado! E, ainda por cima, vem um suíno desses "peidar" ironias saloias para satisfação e a glória da corja jornaleira; e não só! Quando acabarão todos estes gusanos?

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...