22.12.12

Só 11 jogos?


O site da FPF traz a foto de um trio solidário com o Meireles, à qual adicionei uns pequenos lembretes…

Fantástico!

Só que ao contrário do que noticia o site, o que eu vi no pequeno filme sobre a “ocorrência”, é que o árbitro limpou pelo menos duas vezes a cara. A última delas, exactamente depois de Meireles ter sido acometido de um gesto brusco com a cabeça.

Chuva de perdigotos ou gafanhotos, o que é visível é que o árbitro limpou a cara de alguma nojeira salivar…

Mas a lavagem já começou, e logo por quem…

Olha se fosse o Luisão…

... só quero ver as tristes figuras da orquestra paineleira azul corrupta das TV's, e não só, na abordagem ao tema... 


GRÃO VASCO

3 comentários:

Aguia_Imperial disse...

Sem dúvida que são a escumalha corrupta andrade do futebol. Infelizmente não são só a escumalha do futebol português, infelizmente emigram e mostram a verdadeira escumalha que são no estrangeiro também.

E pior ainda, contribuem para a péssima imagem de Portugal e dos Portugueses no estrangeiro. Prejudicam a imagem dos Portugueses dignos que com o suor do seu trabalho, sustentam o Regime dos últimos 30 anos, que tantos títulos forjados deram ao clube de futebol caloteiro, corrupto, e desde o homicídio involuntário em Braga, também assassino, o clube do Regime pós-25 de Abril.

Infelizmente a verdade é esta. E exemplos não faltam. Olhe-se para o "português" Pepe no Real Madrid a pontapear adversários no chão, o torcionário Bruno Alves, este Raul Meio-Reles e o Sérgio Conceição que não só escarrou no árbitro como tirou a camisola ensopada de suor e ainda a foi esfregar na cara do árbitro. Os exemplos nunca mais acabam, e há apenas uma coisa que todos estes jogadores têm em comum e nós infelizmente sabemos qual é.

Cumprimentos

Manuel disse...

Acho uma vergonha uma entidade portuguesa criticar a sua congénere estrangeira, a Federação Turca, sobre uma condenação de um profissional que cometeu uma infracção grave não só às leis do país onde trabalha como às leis que regem a sua profissão desse mesmo país. O que é que FPF tem a ver com o que se passa na Turquia? E o que é que o conhecimento ou não dos antecedentes desse jogador tem a ver com o caso?

Será que um cidadão português a trabalhar na Turquia tem mais direitos do que, por exemplo, um cidadão turco que cometa as mesmas as infracções no seu próprio país?

Será a má consciência da FPF por não ter agido da mesma maneira quando o devia ter feito em relação a outros crimes no seu país, estes bem mais graves?

O que a Federação Turca fez não foi mais do que a aplicação rigorosa das leis do país e das leis desportivas. O que não acontece em Portugal. Foi um exemplo para a FPF. A primeira preocupação da FPF devia ser de preocupar-se em fazer cumprir as leis do seu país e devia ser a primeira a dar os parabéns à Federação Turca por ter tido a coragem de castigar quem prevarica.

É uma dupla vergonha para a FPF!



Anónimo disse...

O problema é que este gajo cá com a camisolinha corrupta poderia fazer de tudo, mas como se esqueceu onde estava, levou o castigo. Ao Pepe aconteceu-lhe o mesmo...

Miguel

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...