27.2.15

Lançamento d’O CALIMERO do FOSSO





Nota

 

Este primeiro número do Calimero do Fôsso, o 00, é dedicado a essa proeminente figura da história do lagartêdo, egrégio pensador do futebol do seu grémio, que continua a expor as suas fecundas ideias nos pasquins desportivos – o das petas e o dos croquetes.

Extraordinàriamente culto e visionário, sem ele, o grémio do Fôsso já tinha desaparecido da face da Terra. Sim, porque da Europa já foram ontem!...

 

A cerveja Wolfsbeer 2.0 tem um travo acentuadamente amargo e foi criada há uma semana em Wolfsburgo pelo grémio local, especialmente para ser consumida pelos Calimeros do Fosso do Lagartêdo a partir de ontem.

 

Jefferson vai passar, de castigo, umas semanas aos Farilhões, mais concretamente na gruta do Rabo d’Asno no Farilhão da Cova, pela sua tendência em largar lastro gasoso nas conferências de imprensa, especialmente ao lado do “seu” presidente.

 

O primeiro-ministro empossado também frequentará a escola, não vá o diabo tecê-las…

 

Domingo há mais…

 


PS – Gloriosos Companheiros, não se esqueçam de ler e ver os dois posts anteriores!


GRÃO VASCO

3 comentários:

Anónimo disse...

...Extraordinàriamente culto e visionário...

RETENHO ESTA EXPRESSÃO
COM A QUAL CONCORDO EM ABSOLUTO

SÓ MESMO UM VISIONÁRIO

PARA TENTAR ATIRAR UMA GARRAFA
PELA JANELA COM O VIDRO FECHADO


Papoila Saltitante disse...

Magistral meu caro, excelente trabalho gráfico e extraordinária prosa em cima dos lagartos calimeros... enfim, a luta continua.
Saudações.

Anónimo disse...

Também seria bom pesquiser como esse analfabeto enriqueceu.
Dou uma dica: O patrão deixou-se a loja onde era um simples e analfabeto marçano.
Sabem porquê? Era seu amante!
A família dele sabe, como também os mais velhos da área onde residiam.
É uma questão de pesquisa pelos algarves e a coisa vem à tona.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...