16.9.16

A reinvenção do “Portunhol”




O “Portunhol”, um idioma peninsular de outrora e que estava relegado há muitos anos para o baú das nossas mais cómicas recordações, foi na inesquecível noite da pretérita quarta-feira, brilhantemente rejuvenescido e reavivado no flash interview e na sala de imprensa do estádio Santiago Bernabéu, em Madrid, após o desafio que opôs o Real ao grémio do fôsso, pelo mestre poliglota da Universidade da Amadora. Quem sabe se, após este pitoresco episódio, num futuro próximo, o Ministério da Educação não o incluirá já como disciplina obrigatória no programa do ensino básico e secundário do nosso país.
Até os “nuestros hermanos” ficaram rendidos a tamanha versatilidade e fluência linguística!

Sem dúvida alguma que após aquele momento de grandeloquência quando se referiu categoricamente ao “minuto 88” – minutcho otchentcha e otcho, em PortunholRorgue Resús, “el maestro políglota”, como é já conhecido no país vizinho, arrebatou por completo as audiências. Todo o mundo intelectual e literário ibérico rejubilou com a façanha. Finalmente tinha aparecido um “cérebro” a reinventar o Portunhol!

O Portunhol é, no domínio da linguística, uma mescla do português boçal com o espanhol carroceiro, que não o castelhano genuíno, o principal idioma de Espanha. No entanto, foi adoptado ao longo dos tempos, especialmente como último recurso dos analfabetos, quando há que dar respostas a questões que estão muito acima do que são as suas próprias e reais capacidades e limites.

A valorização deste idioma ficou bem patente na forma como o mestre poliglota introduziu novas palavras no léxico portunholês. Vocábulos como “Jamiz” ou “afécion” (Jamez e afición em castelhano), ou ainda expressões como “me cambia de banquilho”, “nem com o réfri (inglesismo derivado de referee), nem com o árbitro” demonstraram que não foi em vão que o maralhal intelectual do fôsso do lagartêdo, foi a Madrid - futebolísticamente podem ter conhecido o sabor acre de uma derrota ao soar do gongo, mas no que diz respeito a línguas, os espanhóis, muito particularmente os jornalistas, levaram uma cabazada das antigas com este recurso do mestre poliglota ao Portunhol, um idioma esquecido mas que naquela noite fez inveja a muito erudito e as delícias de muita gente na Ibéria.

O lipoaspirado do fôsso é que tem razão. Rorgue Resús, esse catedrático do Portunhol, é um artista. Um verdadeiro artista que até nem se coibiu de, já na conferência de imprensa pós-jogo, soltar o melhor desabafo da noite:
“- Até já estou a falar espanhol e tudo!...”

Hasta la vista! Olééééééé! – digo eu.

P.S. - a obra completa vai ser lançada dentro em breve. Para já poderão conhecer a capa do livro, bem como o DVD que o acompanha e que reproduz na íntegra a lição de Portunhol, dada pelo autor à CS espanhola e portuguesa presentes no auditório do Santiago Bernabéu. O prefácio, como sempre, nestas coisas, é do inenarrável Nuno Lagartixa das saraivadas.



GRÃO VASCO


2 comentários:

Anónimo disse...

Texto sublime que descreve um dos momentos mais pitorescos a que assisti no futebol

o homem não tem noção do ridículo

e fez aquele papel miseravel porque ele proprio ja intuiu que precisa de melhorar a sua imagem
so que ainda não percebeu que quanto mais abre a boca mais se enterra

Anónimo disse...

LPF

aparentemente será Liga Portuguesa de Futebol

é só mesmo aparentemente
porque como as coisas vão em favor
do clube dos filhos do fontelas e do luciano da APAF

LPF
pode ser Liga do Proença e do Fontelas

eheheheheh

melhor ainda

L-luciano
P-Proença e
F-Fontelas

ehehehehehehehehehe

entretanto um certo clube
já anda a ver se contrata um filho
do sr que manda nos apitadores da UEFA

eheheheheheheheheeh

isto há coisas giras e fantásticas

Brunalgas criticou o apitador
que em Madrid assinalou a falta
que deu origem ao livre e golo do Ronaldo
dizendo que não existiu, que o Ronaldo mergulhou

TEM RAZÃO O BRUNALGAS
O LIVRE NÃO EXISTIU
O RONALDO MERGULHOU PARA A PISCINA

MAS E HÁ SEMPRE UM MAS

SLIMANI NO PRIMEIRO GOLO
DO CLUBE DO FILHO DO FONTELAS
CONTRA O PORTO TAMBEM MERGULHOU
PARA A PISCINA

EHEHEHEHEHEEH

EM MADRID O APITADOR FOI UM MALANDRO
EM ALVALADE O APITADOR ESTEVE MAGNÍFICO

EHEHEHEHEEHEH

ASSIM VAI A COERÊNCIA DO CLUBE DO VIDEO-ÁRBITRO

SE NAS PROVAS DA EUROPA HOUVESSE UMA ""LPF""
LUCIANO,PROENÇA,FONTELAS
AS COISAS ESTAVAM NOUTRO CAMINHO

COPIADO DA NET:
“”sábado, 17 de setembro de 2016
e não é que o Sporting já tem o seu TETRA....

esta época ainda antes de o Benfica conseguir o seu....
(como sempre não podem ver nada na lagartada, copiam tudo!)

1ª jornada-sportinguista Carlos Xistra a apitar....
(a irmã disse ao CM que até chora quando o SCP perde!)

2ª jornada-sportinguista Hugo MACRON a apitar...

3ª jornada-sportinguista Tiago Martins a apitar....
(afilhado do Pedro Proença imagine-se!)

apitou tão bem, fez uma exibição de tal ordem...

no Sporting 2-Porto 1....

que até ja lhe chamam...

o 6º Violino!

4ª jornada-sportinguista Nuno Almeida a apitar....

é incrível mas...

o Sporting conseguiu o seu TETRA esta época....

primeiro que o 'Benfica!'

parabéns!

não podem ver mesmo nada em Alvalade...

PS- agora vejam o que foram estas 4 arbitragens...

vejam o que foi este TETRA ARBITRAL do Sporting....””

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...