10.8.17

O expresso do nicolau




O comboio a vapor - vulgo a cuspe - do lagartêdo está empestado destes espécimes. Uns vão na carruagem da frente a imaginar putas de galas e a pensar em como pagar festas de casamentos de arromba e em como “comer mais umas gajas do secretariado”.
Logo a seguir, atrelada e de mão dada, vem uma carruagem dourada, carregada de peaners & folclórios para os papalvos leoninos encherem a pança de ilusões e de paletes de jogadores contratados e a contratar, pois os que agora não prestam já ficaram no relvado adjacente à estação de partida, a treinar à parte e durante otchentcha e otcho minutos. Na terceira, aparece um revisor sem pescoço, semelhante a um matraquilho de feira, ressaibiado como a puta que o pariu, a lançar umas fatwas ao Benfica e a cobrar bilhetes de pequeno-almoço a uma trupe de indigentes mentais e canetas de aluguer, ávidos por uma cacha que lhes garanta umas moeditas ao fim do mês.
É assim o Expresso dos bardamerdas

Mas falta falar dos fogueiros. O exemplar acima mencionado é um deles. Não satisfeito com as alarvices políticas televisionadas e escritas, vem agora armar-se em corrector do VAR arengando umas quantas patacoadas, alertando, aqui d’el rei, que o VAR tem óculos encarnados. Este idiota não tem mesmo vergonha na focinheira. Será que já se viu ao espelho e não reparou que usa óculos tão verdes, tão verdes que o transformam num autêntico pascácio futeboleiro obsessivamente anti-Benfica?
Mas há que ter cuidado com este tipo de espécimes. São do piorio.
De uma ordinarice, canalhice e desonestidade intelectuais quando se trata de falar no Benfica, dos seus jogos ou das suas Gentes. Para esta gajada o Benfica manda em tudo, é beneficiado em tudo e ainda por cima é favorecido pelo VAR.
Seria bom que estes fogueiros tivessem vergonha naquilo que vomitam através de uma simples caneta. Uma mente enviesada e prenhe de inveja faz parte do ADN desta triste gentalha futeboleira.
E lá vão eles, um bando de idiotas que se substituem a cada viagem, pisando o carvão no atrelado logo atrás de uma locomotiva aos soluços há quinze anos, hoje novamente facebookiana, não vislumbrando um horizonte limpo, pegando na pá e lançando constantemente achas para a fornalha, com as fagulhas a pegar fogo a tudo por onde ela passa.

Quando um triste deste calibre se abriga sob um artigo de opinião para vomitar uma série de bacoradas sobre o jogo ontem efectuado na Luz, inventando filmes e omitindo cenas reais, teremos obrigatoriamente de desmascará-lo. O artigo de opinião na tribuna expresso escrito e publicado por este fogueiro da cor-do-ranho, acima mencionado no título e cujo link vos direcciona de imediato para o artigo completo, demonstra bem o fanatismo e a cegueira que o jejum de tantos anos provoca e uma inveja dos êxitos do Glorioso Benfica que o carcome por completo.
É assim, o Expresso dos bardamerdas…


GRÃO VASCO








PS – o blogue Hugo Gil refuta todo o chorrilho de alarvidades deste fogueiro, explicando muito bem o que é e como funciona o VAR e provando como este bando de bardamerdas consegue, baseado em truncagens e falsificação de imagens, construir narrativas absolutamente miseráveis. Vão lá e leiam com atenção o post sobre este tema.

Sem comentários:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...