7.9.17

Entretanto, no submundo da Palermo portuguesa...



O submundo do fruta corrupção & putêdo continua à solta e impune.
Como sabemos há muitos anos, há uma justiça e uma polícia na Palermo portuguesa diferentes daquelas que existem no resto do país.
No centro de estágio dos árbitros na Maia não se passou nada! Nos talhos de Manuel Mota e no restaurante do pai de Jorge Ferreira, não se passou nada! Ontem, no prédio onde vive Vasco Santos, pelos vistos, também nada se passou, a não ser uns sarrabiscos dos bronco-analfabetos e desdentados da Ribeira da Palermo portuguesa! Nas Casas do Benfica de Braga e de outros locais, a norte, tem sido o “ciclone das Caraíbas” o autor dos vandalismos, no antro da podridão fruteira fala-se em surdina de um fulano que foi encontrado todo nu com a pistola que o matou num dos bolsos falsos das suas cuecas invisíveis.
Tudo e todos fecham os olhos a este clima de intimidação e violência, de branqueamento e de impunidade.
O lagartêdo a sul e o fruta & putêdo a norte - com os seus representantes televisivos e radiofónicos, acolitados por uma escumalha de safardanas jornalísticos subsidiados por estes dois autênticos gangs do desporto indígena ligados a determinados lacaios comunicacionais desses grémios e que fazem do jornalismo desportivo uma imundície sem paralelo, mandando às malvas a ética e a deontologia, incitando ao ódio, inventando mentiras e insinuações, originando polémicas logo desmascaradas, só com o objectivo de criar um clima de hostilidade permanente contra o Benfica – têm de ser responsabilizados por esta bandalheira e pelo clima vergonhoso e criminoso que campeia, fomentado por essa bandidagem.

Órgãos federativos e liga de futebol não podem continuar de braços cruzados a assistir a este deplorável despautério. Os responsáveis destes actos ignóbeis estão identificados há muito tempo bem como uma pandilha de energúmenos intelectuais, pinas, inácios, serrões, guedes, aguiares, andrades, anões extra, pipas e outros rafeiros, juristas e demais fauna nas TV’s e nos jornais.
O jejum de títulos está a provocar um delírio colectivo e uma espiral de paranóia nunca antes vistos no desporto, especialmente no futebol.
Por isso, das duas uma. Ou as entidades responsáveis actuam ou um dia destes “a casa vem mesmo abaixo”!
E depois não venham lançar o odioso sobre o Benfica e os Benfiquistas, como o grémio corrupto da fruta veio agora dizer, após o comunicado bastante apelativo do Sport Lisboa e Benfica às autoridades competentes.
Quem tem lançado as pedras e escondido a mão têm sido sim e sempre, este bando de canalhas azuis e broncos e os seus capachos da cor-do-ranho a sul, que só conseguem viver desta forma.

Carrega Benfica!


GRÃO VASCO


Sem comentários:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...