22.9.19

Batata frita “à Seferovic”



Artur Soares Dias, tal como outrora Martins dos Santos e outros tantos, continua igual a si próprio. Quase todos os Benfiquistas sabem, excepto os mais desatentos – que só se preocupam em malhar na equipa e escolher ódios de estimação entre os seus jogadores – que com este “berdadeiro” artista da Palermo portuguesa, o nosso Glorioso vê-se sempre em palpos de aranha, mesmo que em alguns casos até possa fazer exibições contundentes. Na ausência delas, as complicações para vencer jogos são a dobrar ou a triplicar…

Soares Dias, há duas épocas na Luz, ajudou o seu querido grémio a ganhar o título, ao assobiar para o lado, mesmo a findar o desafio, quando Zivckovic foi escandalosamente empurrado na grande área adversária, evitando marcar o penalty que muito provavelmente daria um empate que favoreceria o Benfica em termos pontuais. O cadastro deste bufador do apito em relação ao Benfica tem sido sinistro, tal como o de Jorge Sousa e afins…
Habilidoso, conduz o jogo da forma que mais lhe convém, apitando ao sabor das suas conveniências. O único senão é que não controla o tempo de fritura das batatas que o Seferovic tanto se esmera em cozinhar, tema que Bruno Lage faz questão de mencionar nas suas conferências de imprensa…
Desta vez “as coisas” para ASD começaram a “desandar” aos tardios 85’ com Rafa a cabecear com êxito para o 1 a 1, mas sempre dava para o desafio fechar com esse empatezinho que quer queiramos quer não, até dava um jeitaço ao seu grémio de coração. Mas pelo sim, pelo não e “não fosse o diabo tecê-las” Arturinho da Confeitaria não foi de modas e “tomem lá só 3 minutos de tempo adicional”, porque o “cozinhado” está mesmo no ponto de ser servido…
Azar dos azares, nem mesmo um tempo adicional tão curto bastou para estragar a “ementa gloriosa”. Logo no primeiro minuto da fritura, as batatas “à Seferovic” ficaram tão saborosas, quanto o amargo de boca de ASD e sus muchachos. Sim, sus muchachos, pois o 4º bufador de serviço, de sua graça Gustavo Correia, também da associação da Palermo portuguesa tem que explicar porque é que, com o Benfica a empatar, levantou a placa – foi quase nesse preciso momento que Seferovic fritou a batata – “dando só” 3 minutos de descontos…
Só na semana passada, em Portimão, Rui Costa, também da Palermo portuguesa, “empurrou” o grémio da putas para a vitória durante uns injustificáveis 8 minutos de tempo extra. Foi mesmo até a morcanzoada conseguir marcar – falta inexistente, canto e golo! Um fartote!
Desta vez, em Moreira de Cónegos, a fritadeira do Seferovic foi tão eficiente que se porventura ASD e GC tivessem adivinhado teriam dado também mais uns minutinhos do que os exíguos 3, quanto mais não fosse para o Moreirense tentar empatar outra vez a contenda. Mesmo assim e para “disfarçar”, ASD ainda prolongou por mais um minutinho o desafio, enganando pateticamente o Lage que entrou em campo como se o jogo já tivesse terminado. ASD ainda viu o esférico ser bombeado duas vezes para a intermediária benfiquista mas aí os nossos jogadores rechaçaram-no da mesma forma como foi para lá enviado…
Rafa levou mais uma “palhetada” das grossas. Para ASD “no passa nada”. Jogo duro e cinzento, com especial destaque para os da casa que até jogaram de verde e branco ao xadrez e tal e qual como aquele horrível equipamento de cor de burro quando foge que veste a nossa equipa. Azia, também da grossa, especialmente nas bancadas…e depois nas TV’s.
Mas o que mais gostei de ver, quando cheguei a casa e fiz um zapping pelas estações televisivas, foi o Amaral na tv do correio da merda com aquele trombil de burro embarretado. Foi o máximo! Lembrou-me o Tondela na Luz no ano passado e o Krasnodar de há dias…
Siga a Caravana com os canídeos todos a ladrarem!

GRÃO VASCO



1 comentário:

Sarilhos Grandes disse...

Bom dia Grão-Vasco. O teu relatório está certíssimo. Sobre o ASD , lembro-me perfeitamente da sua atuação no jogo Paços de Ferreira-fcp , imediatamente após a invasão ( encenada ?) ao campo de treinos dos árbitros, na Maia, em que ele deixa passar um penalti claríssimo contra o fcp: defesa azul saltou com os braços bem abertos conseguindo deter um cabeceamento que levava o selo de golo...! O fcp empatou e continuou na corrida para o Campeonato desse ano ( há três épocas…) ganho pelo Benfica. PELA CALADA , como autênrico militante da causa portista, está entre os "maiores obreiros da verdade desportiva á moda do porto"! Sem favores de ninguém.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...