9.9.10

Amanhã falamos...

Olegário Benquerença


Vitória Guimarães-Benfica, Olegário Benquerença
Fruta Corrupção & Putedo - Tropa fandanga da Falperra, Pedro Proença
Dois árbitros e sempre, sempre, a mesma história...


2009-05-21 in site da APAF
Num seminário subordinado ao tema ´Liderança e Tomada de Decisões sob Pressão´, Collina garantiu conhecer bem a arbitragem nacional e discordou da ideia de que os juízes portugueses não têm capacidade para dirigir jogos em grandes competições internacionais.
Collina deu o exemplo de Olegário Benquerença, um dos internacionais portugueses, que qualificou como ´um árbitro conceituado na Europa´, para reforçar o valor da arbitragem nacional.

19/09/2007 in Blog da Bola
Olegário Benquerença era um árbitro de mediana qualidade numa altura em que no quadro da arbitragem nacional existia a condição de árbitro pré-internacional, ou seja, aqueles que se perfilavam para subir ao mais alto escalão. Apesar de Olegário Benquerença não fazer parte desse quadro, inesperadamente e para surpresa de toda a gente, lá estava ele insígnias da FIFA ao peito. Foi um escândalo, logo superado, porque á boa maneira portuguesa, ninguém deu explicações para a promoção. Os árbitros são normalmente promovidos a internacionais no final de cada ano civil e não no início dos campeonatos. Mas, todos os anos, há curso de arbitragem antes do início do campeonato, normalmente feito em Leiria. Sabe-se lá porquê? Nesse ano, Michel Vautrot, nessa altura membro do Comité de Arbitragem da FIFA foi um dos convidados para o curso de árbitros feito em Leiria, terra de Olegário. Durante esse curso foi visível o nível de alta confiança que existia entre o árbitro português e Michel Vautrot, um homem polémico e com grande poder na arbitragem mundial, hoje menos, devido a escândalos ligados à homossexualidade. No final desse curso, Michel Vautrot deu uma entrevista a um jornal desportivo português no qual dizia que para além de tudo o mais, um árbitro internacional deveria ser alto, elegante e que falasse muito bem inglês. Ora, Olegário Benquerença enquadrava-se nesse figurino e mesmo sem ser pré-internacional, foi promovido para a alta-roda da arbitragem, enquanto que os pré-internacionais ficavam de boca aberta. Foi com toda a certeza por causa disto, que há uns meses atrás, o ex-árbitro auxiliar, internacional, Devesa Neto, após uma bocas mandadas por Olegário a seu respeito, veio a terreiro deixar o aviso: “Eu sei como ele foi promovido a internacional. Ele que não me faça falar disso.” Devesa Neto ficou sem resposta. Olegário Benquerença, nunca foi um árbitro de consensos e de facto não tem qualidade reconhecida para estar na elite da arbitragem da FIFA.

20/06/2007, entrevista de Pedro Proença ao Record
Sobre o facto de Vítor Pereira ter chamado batoteiro a Olegário Benquerença no curso de Viseu:- “Foi duro mas ninguém pode estar de acordo que se copie um teste escrito”.
19 de Abril de 2009 in blogue “O Calabote”
Quem não conhece a história deste "ex-comerciante" de Leiria?
Conhecido como benfiquista, mas... foi o FC Porto quem lhe deu a mão...
Quem não conhece os favores que, à conta de ajudar o FC Porto, lhe têm acontecido na vida, após ter encerrado um negócio (quase em falência) em Leiria?
Mas... a culpa destes malandros estarem a viver à conta do futebol é o senhor Victor Pereira.
Mais a quadrilha: Hermínio & Laurentino, Conselho de Disciplina, Lda.
Também este escroque, vive à conta daqueles que o nomearam... e sustentam no cargo.

24 de Nov de 2008, in blog “Sou Benfiquista”
Em termos de Arbitragens deixo aqui umas palavras ditas por um senhor do seu nome Olegário Benquerença numa palestra em Leiria na ESEL (Escola Superior de Educação de Leiria) intitulada de "Também é difícil ser árbitro", sem mais demoras aqui vai:
"Parece difícil mas não é fácil".
"Não é o difícil do jogo, mais pau menos dedo não é por aí"
(ambas as frases sobre faltas).

Disse outra cena qualquer por ter deixado o carro na rua, "ladrão não é roubado".

Sobre a equipa técnica dele: "Somos o trio maravilha, dentro do campo somos maus mas cá fora somos muito bons".

A melhor:
"Desde pequenino era do Benfica e o meu maior ídolo era o Chalana, até chorei quando ele partiu a perna, mas um dia em que fui arbitrar um jogo do Benfica o Chalana fartou-se de me chamar nomes, a partir daí put* que pariu o Benfica e o Chalana".
E não esqueçamos isto que vêem na foto em baixo (a invalidação do golo - potente remate de Petit que entrou na baliza dos andrades - ao Benfica, num Benfica-andrades corruptos na Luz), a vergonhosa arbitragem na eliminação do Benfica da Taça de Portugal, em Matosinhos com o Leixões, e muito, muito mais...





GRÃO VASCO

4 comentários:

Lúcifer disse...

O Xistrema apostou num empate para o BENFICA. O jogo todo a roubar, depois uma fifia para o BENFICA empatar. E estamos a ser levados ao colo.

benfica até debaixo d'água disse...

Bom post, nunca é demais relembrar esses trafulhas.

Anónimo disse...

CADA NOMEAÇÃO

CADA MINHOCA

ISTO VAI SER UM ANO DESGRAÇADO

BENFIQUISTA DO CORAÇÃO

Bimbosfera disse...

Grande post, grande compilação, sim senhor!

Abraço

Márcio Guerra, aliás, Bimbosfera

Bimbosfera.blogspot.com

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...