6.10.10

OS BALÁZIOS DA SEMANA (III) - (Parte 2)

Palermo e a Lei da Mordaça

Ontem, no programa Trio d’Ataque, na RTP N, que mais parece um Quarteto - com uma equipa, a alinhar quase sempre com mais um jogador - Rui Moreira, o andrade das vigílias pategas da Trypalândia, Hugo Gilberto, o 2º ponta-de-lança do grémio de Moreira – o tal elemento a mais – e um outro Rui qualquer, adepto dos submissos do Sul e ligado a sondagens, quiseram, com as suas atitudes calar a Voz da Verdade.

Tentaram usar e abusar da razão da força, tentando amordaçar a Força da Razão e dos factos indesmentíveis.

Não conseguiram! A Democracia, e ainda melhor, a Liberdade venceram. Numa Democracia, em que vivem aqueles que deitando mão a tudo, aqueles que com artimanhas e subterfúgios de toda a ordem querem apagar as verdades, condicionando a Liberdade e a própria Justiça, ande ela por caminhos ínvios e tortuosos como lamentàvelmente tem andado.

Verdades inconvenientes, denunciadas com coragem por A-P Vasconcelos, que incomodam, quem com silêncios cúmplices, pactua descaradamente com o que de mais hediondo se passou (ou ainda passa?) no futebol português.

Sabemos que, judicialmente, as escutas de nada valeram, ou valem muito pouco - até as “ilegalizaram” - para tamanhas barbaridades e ilícitos cometidos.
Mas são provas inequívocas, factuais, de que todo aquele nojo, aconteceu. E sabemos com quem.
E isso é que remói os Ruis Moreiras deste país, habituados a que os prevaricadores da sua cor, sejam constantemente ilibados e que dos seus cadastros se apaguem actos, que constituem só por si verdadeiros ilícitos que eles não podem contestar e que seriam condenados em qualquer país civilizado. Por isso nada melhor que usar a “chicana formal" ou "pseudo intelectual" para fugir ao confronto leal.

E foi isso, que de alguma maneira, aquele trio deturpado, contra um Vasconcelos em grande estilo e com uma exibição categòricamente gloriosa, tentou sonegar por todas as vias imagináveis.
Só faltou cortarem a palavra ao A-P Vasconcelos, o que a dada altura pareceu acontecer, com a intromissão de uma voz feminina completamente descontextualizada, num momento em que ele tecia diversas considerações.

Que a RTP N não é nenhum modelo de isenção, já nós sabíamos. Agora, usar e abusar de uma parcialidade doentia e sectária em favor de uma bem conhecida “cuôrte do nuorte” é inadmissível.

Rui Moreira apelou a tudo! Tudo! Até trouxe a PIDE da outra senhora à colação. Citou exemplos caricatos, recorreu a analogias parolas e de um primarismo incrível.
Pois é. Este Moreira é de gritos... e de abandonos, também!
Ridicularizou-se, perdeu as estribeiras e o desnorte foi total. Um caso muito semelhante ao que aconteceu em Guimarães e nas horas seguintes com vários responsáveis do seu clube do coração.
Se calhar, para ele, o 25 de Abril também é ilegal…
Tudo passa a ser ilegal, quando convém...


Quer ele, melhor exemplo da ditadura, da mordaça e do silêncio cúmplice, do que o seu próprio comportamento, quando tentou “calar” A-P Vasconcelos, usando de argumentos e truques vergonhosos, atentatórios à verdade dos factos que as escutas revelam?
Porque não condena ele pùblicamente o conteúdo miserável das escutas e os seus protagonistas?
Porquê?

Rui Moreira abandonou o programa. Ainda bem. O programa e o espaço ficaram mais limpos.
Rui Moreira saiu do estúdio, carregado de ódio por ter de ouvir verdades!
Sim, verdades!

Querem pôr a MORDAÇA PIDESCA, A MORDAÇA DA DITADURA, A MORDAÇA a que estão habituados quando por qualquer motivo, cìclicamente, implementam a LEI DA ROLHA e mais outras “coisas” no grémio condenado por corrupção.

NÃO!

Ainda estamos num regime livre e democrático, onde ainda nos podemos expressar, ao contrário do que Rui Moreira e os seus inefáveis assessores, no programa e fora dele, nos querem fazer crer.

CARREGA A-P VASCONCELOS

A BEM DA VERDADE!
(continua)


GRÃO VASCO

1 comentário:

Potenza disse...

Olá Grão Vasco.

Escrevi há pouco um post no meu blog e vejo que quase coincidiamos nos titulos dos posts :-)
Já há muito tempo que sabemos que o que mais incomoda os corruptos assumidos condenados é a verdade. E neste últimos 2 dias temos comprovado isso mesmo.
Efectivamente o desnorte é total porque os corruptos assumidos condenados estão a ver que, apesar do maior investimento de todos os tempos na teia do polvo (árbitros, comunicação social, etc), estão finalmente a realizar que a verdade vem sempre ao de cima quanto aos factos practicados, e que apesar de terem os árbitros todos comprados não só para beneficiar a sua equipa (os corruptos assumidos condenados foram amplamente beneficiados no jogo de ontem pelo Xistra) como para prejudicar bárbaramente qualquer uma que lhe faça frente e que apele à verdade desportiva, não conseguem vencer os seus jogos, entraram em pânico.
Isto é a prova cabal de como estão sustentados os seus sucessos desportivos e todos os outros subjacentes, ou seja, num lodo de corrupção, e ninguém consegue sustentar o que quer que seja em cima de lodo. Já boiaram durante muito tempo, tempo demais diga-se, mas o edificio da corrupção já não se consegue sustentar em cima de bóias e começa a afundar-se originado o pânico a todos os ratos que por lá habitam.
Por enquanto assistimos a esse pânico, mas brevemente começaremos a assistir ao canibalismo inevitável para a sobrevivência dos ratos, e tenho a certeza de que aquilo que já hoje sabemos, que as provas que já hoje detemos acerca da batotice empregue pelos corruptos assumidos condenados, serão uma gota de àgua relativemente áquilo que emergirá do lodo metanoso em que se começam a afundar.

Pela verdade desportiva !

Viva o Benfica !

E Pluribus Unum !

Saudações Benfiquistas.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...