15.3.11

Os 2,7 da escala de Xistra


Factos:

Jogo Sp. Braga-SL Benfica, 06-03-2011

Árbitro: Carlos Xistra
Árbitros asistentes: Marcelino & Cardinal

Observador: José Dantas
Nota para Carlos Xistra – 2,7 (insatisfatório)
Nota para Cardinal –
3,3 (satisfatório)

Conclusão:

A prestação do “observador” nomeado para o jogo Sp. Braga-SL Benfica foi bem pior do que as do próprio árbitro e árbitros assistentes.

E assim de forjam resultados falsos, árbitros e árbitros assistentes disléxicos que pronunciam o verbo “pilhar” em vez de “apitar” e que por vias directas e indirectas oferecem de bandeja títulos e mais títulos ao Fruta Corrupção & Putêdo, vulgo FCP e vão prejudicando ostensiva e premeditadamente o SL Benfica.

A história do jogo de Braga, desde o apito inicial do árbitro até à última palavra do relatório de José Dantas resume-se a uma simples palavra – PILHAGEM!

Quanto ao relatório do títere Dantas, absolutamente “DANTESCO”!

E porquê?

Xista levou com 2,7 de nota “artística”.
Se considerarmos a escala de 1 a 5, realmente 2,7 é negativo.
Mas 2,7? Como e porquê?

Se o principal protagonista do “roubo” em Braga foi o rato de Massarelos, José Cardinal - recente homenageado pela eminência parda do grémio da fruta, Lourenço Pinto, e que roubou um jogador ao Benfica e contribuiu para o golo trapaceiro que dá o empate ao Sp. Braga, resultante de um livre marcado ao contrário, pois Alan é que enfia uma cotovelada e um empurrão em Javí García – e leva 3,3 do mesmo observador, como é que Xistra pode ter nota inferior?

É que José Dantas, descaradamente, ainda comete esta incoerência gritante de dar nota positiva a Cardinal e dizer no relatório que Javí García é mal expulso!

Em que ficamos?

Xistra expulsa o Benfiquista por indicação de Cardinal e leva nota negativa enquanto o Cardinal fica devidamente branqueado e leva nota positiva?

O que é que Dantas então fez?
Simples. Um “trabalhinho” limpinho, tal e qual como os “mandantes” recomendam.
O “cozinhado” destas notas são por si só uma mascambilha requintada “à la Palermo”.

E como dizem os “mandantes” e os “gerentes da caixa”:
– “Que se f*** o árbitro, o que importa é que Marcelinos e Cardinais, continuem a f**** o Benfica cada vez mais”!

Cardinal, desta vez, foi o testa-de-ferro em Braga. Xistra secundou-o e Marcelino escamoteou um golo a Jara e fez vista grossa na falta do jogador do Sp. Braga que deu origem ao segundo golo.
Não esqueçamos!

GRÃO VASCO

3 comentários:

Tiago disse...

então o homem tem o erro mais grave do jogo e leva 3.3!!! só a partir-lhe uma perna é que o desporto se vê livre de um dos seus cancros!

GRÃO VASCO disse...

Glorioso Carlos Alberto,

Não publiquei o teu comentário, pois só depois de leres a Lei 6 sobre os árbitros assistentes e me disseres que eu não tenho razão, então publicarei o teu comentário.

É preciso muito mais atenção a tudo, nomeadamente às actuais atribuições daquilo a que chamávamos fiscais-de-linha, ok?



Leis do Jogo
Lei 6 – Os Árbitros Assistentes
Deveres
Serão designados dois árbitros assistentes, que têm por missão, salvo decisão contrária do árbitro,
assinalar:
• quando a bola sai completamente do terreno de jogo;
• a que equipa pertence o lançamento lateral, ou se há pontapé de canto ou de baliza;
• quando um jogador deve ser sancionado por se encontrar na posição de fora-de-jogo;
• quando é solicitada uma substituição;
• quando um comportamento condenável ou qualquer outro incidente aconteça fora do
campo de visão do árbitro;
• quando forem cometidas faltas em que os árbitros assistentes estejam mais perto da
acção que o árbitro; (incluindo, excepcionalmente, qualquer falta cometida na área de
grande penalidade);
• quando, nos pontapés de grande penalidade, o guarda-redes se mova para a frente
antes que a bola seja chutada e se a bola transpõe a linha.
Assistência
Os árbitros assistentes ajudam também o árbitro a velar pela aplicação das Leis do jogo. Podem
nomeadamente. penetrar no terreno de jogo para garantir que a distancia de 9.15 m seja respeitada.
Em caso de ingerência ou de comportamento incorrecto de um árbitro assistente, o árbitro demiti-lo-á
das suas funções e fará um relatório às autoridades competentes.
* Salvo as condições particulares da Lei 8 – Pontapé de saída e recomeço do jogo.
A informação presente neste ficheiro não dispensa a consulta do documento oficial das Leis
do jogo.
Mais informações sobre as Leis do Jogo em www.lpfp.pt.

Anónimo disse...

Pessoal, no próximo jogo SLB - fcp vamos gritar do princípio ao fim Corruptos. Espalhem a palavra e que chegue aos NN, DV e Grupo Manks, eles ao começarem, toda a gente os acompanha. Eles viam 65.000 a gritar CORRUPTOS e os responsáveis pelo desporto veriam que nem todos são cegos e que pode ser um fenómeno tipo Geração à rasca. Facebook e todos os canais possíveis!!!

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...