15.8.11

Alberto Undiano Mallenco


Este é o árbitro espanhol nomeado pela UEFA para o desafio de terça-feira, entre o Benfica e o Twente, em Enschede, na Holanda.

Mallenco arbitrou o Lyon-Benfica na época transacta, na fase de grupos da Champions League. Não obstante o Benfica ter realizado uma exibição deprimente, esta “peça” expulsou Gaitán por acumulação de amarelos, e mostrou o mesmo cartão uma vez a Carlos Martins e Javi García. Caseirote, a sua prestação foi medíocre, sempre em prejuízo do Benfica e rigoroso com os seus jogadores.
Fez vista grossa a uma série de faltas dos jogadores franceses, inclusive um derrube escandaloso sobre Saviola à entrada da área do Lyon. Marcou tudo o que havia para marcar contra o Glorioso.
Portanto, não é flor que se cheire, muito menos na Holanda país das tulipas. Conhecendo-se como se conhece a natureza belicosa das equipas holandesas quando jogam nos seus recintos, e para mais a mais com um treinador que já veio lançar umas achas para a fogueira, é de prever que amanhã não tenhamos a vida fácil com este apitadeiro.
Oxalá me engane!

Natural de Pamplona, reside em Ansoáin, província de Navarra. Nascido a 8/Out/73, mede 1,81 de altura, é sociólogo em part-time e foi considerado pela publicação espanhola Don Balón, o melhor árbitro espanhol em 2005 e 2007.

GRÃO VASCO

3 comentários:

GRÃO VASCO disse...

Francisco,

Já li a tua mensagem.

Envia-me um comentário para este post ou para um dos próximos com a tua direcção de e-mail ou o teu nº de telemóvel (se tiveres moche, eu ligo-te), pois os comentários só são visíveis após aprovação minha e assim estás salvaguardado.
Para evitar confusões, coloca o teu apelido e o local de onde és natural, pois assim posso confirmar se és tu.
Depois envio-te uma mensagen por e-mail para ficares novamente com a a minha direcção e dizeres o que pretendes.

Dá notícias e confirma este comentário. ok?

UM ABRAÇO E SAUDAÇÕES BENFIQUISTAS

Anónimo disse...

ESCRITO POR QUERIDO MANHA
NO CM

a extraordinária evolução demonstrada pelo árbitro Olegário Benquerença é digna de realce e promete transformar--se num novo ponto de referência. Apesar de ser o árbitro que mais faltas assinala, tem sido também o mais relutante em sancionar grandes penalidades – apenas 5 nos últimos 75 jogos, nenhuma na época passada. Por isso, a decisão excepcional que deu a vitória inicial ao FC Porto de penálti, pelo segundo ano consecutivo, justifica muita atenção aos próximos tempos: Olegário Benquerença, que apita por tudo e por nada a meio--campo, perdeu o medo às grandes penalidades. A seguir.

Pelo contrário, o também internacional Carlos Xistra em nada evoluiu, cometendo os mesmos deslizes graves e com influência nos resultados, embora com a nuance de ter passado a ser nefasto para o emblema de Domingos Paciência, ao invés dos últimos anos – facto que o novo treinador leonino não podia deixar de estranhar.

A lamentar ainda que o novo Olegário não tivesse estado no Guimarães-Benfica do ano passado,

CRÃO VASCO disse...

Francisco,

Rens mensagem no teu hotmail.

Saudações Gloriosas

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...