4.10.12

E o perigoso é…



.... do Porto e irmão do celebérrimo Paulo Costa, um habilidoso que beneficiou directa e indirectamente e à descarada o grémio da fruta, ou não tivesse sido ele um dos delfins de Lourenço Pinto.

Rui Costa herdou as manhas do irmão lendo pela mesma cartilha – a cartilha de Palermo e do sinistro presidente da associação de futebol local. É muito perigoso, porque é muito hábil na forma como conduz o jogo e em especial quando arbitra o Benfica, aproveitando sempre qualquer momento para desestabilizar e condicionar os nossos jogadores e prejudicar a nossa equipa.

Um verdadeiro malabarista do apito para o jogo de sábado entre o Benfica e o Beira-Mar.

Obs. Bitó dos pífaros não arriscou um debutante. Preferiu nomear mais um da terra do grémio corrupto, como se já não bastassem Artur Soares Dias na 1ª jornada, e Jorge Sousa na 2ª.
 
GRÃO VASCO

1 comentário:

BENFIQUISTA DO CORAÇÃO disse...

CONCORDO
ESTE ARTISTA É PERIGOSO
E DEVE FAZER PARTE DA LISTA
ANTERIOR
PINTADA A AZUL

ENTRETANTO NÃO RESISTO A TRAZER PARA AQUI
DAS COISAS MAIS LINDAS
QUE LI

COPIADO DO BLOGUE
CABELO DO AIMAR

"Receita para "Um Desastre com Sabor a Paprika"

Receita para "Um Desastre com Sabor a Paprika":

- 10 anos sem ser campeão
- 1 presidente eleito com “afinações”
- 1 cheque
- 1 vassoura
- 2 dúzias de jogadores novos em 2 anos
- 1 treinador despedido a meio da época
- 1 treinador vindo dos júniores
- 1 relvado de merda
- 1 defesa esquerdo argentino no banco
- 8 milhões por um jogador brasileiro que não joga
- 1 avançado formado em Alvalade e que marca golos emprestado à Académica
- 1 avião
- 2 médios a jogar como laterais
- 1 aeroporto aberto até de madrugada


Juntar os 10 anos e o presidente “afinado” num grande estádio, assinar o cheque e dar uma vassourada no balneário e enchê-lo bem com as 2 dúzias de jogadores novos. Vazar o balneário para o estádio, mexê-lo bem durante 6 meses e deixar a ferver até se ouvir um ligeiro assobio. Quando se ouvir bem o assobio, coloca-se 1 treinador despedido até ganhar sabor, depois retira-se e mete-se 1 treinador vindo dos júniores.

Lentamente, durante 6 meses, vai-se baixando o lume até ficar quase apagado. Deixar a arrefecer durante o Verão. Junta-se 1 relvado de merda e 1 avançado emprestado à Académica. (Se a carteira permitir, adquira 1 avançado alto e cujo nome termine em “vic” ou “nov” e meta lá para dentro do estádio. Se não, mantenha-se com o que já tem.)


Finalmente, tirar do estádio o jogador dos 8 milhões, o defesa esquerdo que não joga, juntar os ingredientes num avião e despejar tudo num estádio húngaro cheio de "paprika".

Para rematar, coloque 1 médio a jogar como defesa direito e outro como defesa esquerdo, mexa durante alguns minutos e leve ao relvado.

(Para um pequeno toque lusitano, deixe arrefecer o prato e disfrute-o melhor numa das saídas de um qualquer aeroporto que esteja aberto até de madrugada)


Bom apetite e até pró ano!"

FANTÁSTICO

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...