15.11.12

O careca, as patranhas e o Benfica

 

O pasquim das patranhas, mais conhecido por “Record das petas”, regozija-se, em artigo publicado hoje na sua edição em papel, de reiniciar uma relação de seis décadas com o Sport Lisboa e Benfica.


Antes do mais, isso é mais uma patranha do tamanho do mundo!


Com tão enternecedor arrazoado, melhor esclarecido fiquei, mas pareceu-me mais um passe curto falhado do que um mea culpa. E também todos ficamos a saber melhor de que “massa” é feita aquela corja que pulula naquele pasquim.


No final da leitura do “Passe curto”, rubrica da autoria do presunçoso Careca da quinta, imaginei-o de corda ao pescoço, com as calças numa das mãos e com a outra pegando nas capas das três edições abaixo exibidas a tentar tapar atabalhoadamente o traseiro.

 

Os “prejuízos” a que ele alude no início do artigo, antevêem um futuro a curto prazo muito preocupante, pois a quebra do número de exemplares vendidos diàriamente em banca é abissal. Se no ano anterior – 2011 – os números negativos já eram bastante elevados, no início deste ano, mais concretamente no 1º trimestre, as vendas já levavam um rombo colossal. Não me enganarei se feitas as contas e pelos dados de então, - uma extrapolação ou previsão, pois a crise, agora, ainda é mais acentuada, e milhares de benfiquistas conscientes do prejuízo que este pasquim tem provocado ao Benfica, já não o compram - o careca e a sua camarilha possam ser “responsabilizados” por aproximadamente menos € 2.500.000 euros (500.000 contos) de jornais vendidos ao longo de 2012. Portanto, um crescimento negativo que já se arrasta há bastante tempo. Mas o grupo empresarial, por estratégia ou outras razões que a minha razão desconhece, lá vai aguentando a publicação, com todos os seus escribas a mamarem por enquanto de uma teta que irá secar, pois o descrédito perante a sua maior potencial audiência é um facto.

 

Da minha parte, nem um tostão dos antigos, sequer!

 

Há factos que são difíceis de apagar e deixam feridas abertas muito difíceis de sarar. Toda a história, entre outras, de Roberto Jimenez é uma delas – desde que chegou até ser transferido para o Saragoça. Esta é uma das mais recentes, mas há mais, muito mais e ainda mais recentes – isto foi gozar com um atleta e com a instituição Benfica.


 


 

Capas feitas por carroceiros sob o consentimento de carroceiros.

Outras capas, feitas por mentirosos autorizados por manipuladores.

 

Mas o “comunicado” e o “artigo” que hoje vêm na edição em papel – numa das páginas finais para não dar muito nas vistas, como convém - é bem esclarecedor de uma política de chicanice e bastardice adoptada em relação ao Glorioso e que se revelou de uma baixaria sem limites, mesmo muito antes das ocorrências em causa. E dou como exemplo o histórico acima mencionado.


Magalhães, Varelas, Bernardos, Pais, Farinhas e quejandos são personae non gratae entre o povo benfiquista atento às suas garatujas.


Ora vejamos a “delícia” de uma prosa que desavergonhadamente reconhece petas sobre Roberto e Júlio César, duas das muitas cometidas ao longo de anos e anos e que passo a transcrever:

 

Passe curto


Alexandre Pais 


Record e Benfica enterram hoje um machado de guerra, inútil e incompreensível, que a ambos prejudicava, particularmente em tempos em que sobram prejuízos.

 

O Benfica aceitou retirar os processos judiciais que instaurara ao nosso jornal e nós fizemos o que nos competia: pedimos desculpa (ver texto abaixo) por termos publicado, embora de boa fé, notícias cujos factos subjacentes não tinham fundamento.

 

Desde que cheguei aqui, nunca mais este jornal deixou de reconhecer os seus erros e de assumir as suas responsabilidades. Voltou a acontecer agora, com um incentivo relevante: o Benfica deu igualmente o passo que só a ele caberia, numa demonstração e “fair play” e de grandeza.

 

Assim tudo recomeça hoje na nossa relação de seis décadas. E permanecendo embora a ameaça do que conjunturalmente nos separará, reforça-se muito daquilo que nos une que é o que conta.

 

Comunicado/nota


Record e Benfica reatam relações

 

As direções de Record e do Benfica decidiram retomar a normalidade das suas relações institucionais, retirando o clube os processos judiciais contra o nosso jornal.


Este, por sua vez, apresenta o seguinte pedido de desculpas.


O Record publicou, nas suas edições entre os dias 26 e 30 de maio de 2011, notícias sobre a transferência de jogadores do Sport Lisboa e Benfica, Roberto e Júlio César.

 

O Record reconhece que os factos subjacentes a essas notícias carecem de fundamento.

 

O Record pretende ainda esclarecer que nunca foi sua intenção ferir a honra e reputação da Benfica SAD ou da sua administração, que lhes merecem a maior consideração e respeito institucional e pessoal

 

O Record aceita que errou no respeitante às referidas notícias e por esse motivo apresenta aos visados as suas desculpas.

 

 


Do Pais:


- … embora de boa fé, notícias cujos factos subjacentes não tinham fundamento.


Do “comunicado/nota”:


- … factos subjacentes a essas notícias carecem de fundamento.

 

Mas que raio de paleio é este?


A isto chamam-se PETAS. Só isso!


 



GRÃO VASCO

5 comentários:

Minha Chama disse...

Grande Grão Vasco.

Record NÃO!

Apodreçam, que há quem mereça estar no desemprego... ##da-se

Manuel disse...

Exactamente!

Eu não nem nos cafés leio esse pasquim! Que aliás até nem tem nada para ler!

Que desapareça! Pronto!

Águia Eterna disse...

Caro e enormíssimo BENFIQUISTA Grão Vasco, tens ABSOLUTA razão em tudo o que dizes. Falta porém dizer algo de muito importante: Temos um TÓTÓ na Nossa mais alta Cadeira do Poder que é esse inefável L.F. Vieira, pois se fosse um PRESIDENTE A SÉRIO diria aos BENFIQUISTAS para deixarem de alimentar esse pasquim "RASCORD" e não retiraria NUNCA os processos que tem em Tribunal contra esse ESTERCO que e esse pasquim mais os jornaleirecos que lá vegetam.

Já o disse várias vezes mas volto a repeti-lo: eu só CONSUMO PRODUTOS BENFICA. Eu sou autênticamente um BENFIQUISTA RADICAL. Quem maltrata o MEU BENFICA POR UMA VEZ QUE SEJA, NUNCA mais terá perdão e será DESPREZADO PARA SEMPRE.

pOR ISSO, ESSE RASCORD DAS PETAS PODE VIR TODOS OS DIAS PINTADO DE VERMELHO que de mim não leva nem um cêntimo, fica sempre, sempre, sempre a BRONZEAR NAS BANCAS. Para terminar apenas digo isto: Se tivéssemos um PRESIDENTE A SÉRIO, o Nosso BENFICA seria respeitado, mas RESPEITADO MESMO A SÉRIO, tanto por jornaleiros como dirigentes de outros clubes como apitadores, etc,etc,etc,...
como infelizmente temlos um ARREMEDO DE PRESIDENTE à frente do NOSSO GLORIOSO E INIGUALÁVEL BENFICA, todos, mas mesmo TODOS os pigmeus gozam e maltratam o Nosso BENFICA, porque com este l.f. vieira há sempre uma baixar de cerviz e um perdãozinho ao virare da esquina.

UM GRANDE ABRAÇO para você, ENORME BENFIQUISTA e um ENORMÍSSIMO VIVA AO NOSSO GLORIOSO E INIGUALÁVEL BENFICA.

P.S. tenho escrito menos vezes, mas creia-me que leio sempre o seu Blog religiosamente, pois ele tem o DOCE E BELO PERFUME DO NOSSO BENFICA.

BENFICAAAAAAAAAAAAAAA... SEMEPREEEEEEEEEEE.

GRÃO VASCO disse...

Caro Águia Eterna,

Há 83% de sócios do Benfica que não pensam como tu.

Já reparaste bem nisso?
Já reparaste em como ofendes a mais alta figura do teu/nosso Benfica e fazes o jogo dos teus/nossos inimigos?

Usa a razão em vez da emoção!

Nós que estamos comodamente num determinado sector da mesma barricada que o nosso Presidente, não temos o direito de nos referirmos a ele da forma como tu te referes e temos sim o dever de respeitar LFV.

Andaste um ano inteiro a tratar mal e digo-o (porcamente) a figura do Presidente do Benfica, teu/nosso clube.
É hora de arrepiares caminho e enxergares mais além do que a tua emoção dita.

Respeito-te como pessoa e Benfiquista indefectível que és, mas tens de respeitar os outros, que conduzem legitimamente os destinos do Benfica.

Também tens de me respeitar a mim. Sabes que quando tenho de criticar o Presidente faço dentro dos limites do bom senso, com urbanidade, e a elevação e o respeito que ele me merece e deveria merecer por parte de todos os Benfiquistas.

Peço-te que quando aqui comentares evites os "tótós" e epítetos e comentários senelhantes.
Respeita o Nosso Benfica respeitando o Nosso Presidente.

Nós que estamos no terreno é que deveremos lutar em primeiro lugar contra estes adversários, neste caso não comprando o pasquim. Só isso!
Há jogos de estratégia que convém que todos comecemos a perceber, mesmo que às vezes não resultem!

Saudações Gloriosas.
GV

Anónimo disse...

Cara Águia nós temos um Presidente a sério e é por isso que temos o clube do petardo, pintores, amigos da ofensa e certos bloggers mais que sabidos que se definem como os verdadeiros benfiquistas. Claro que para além destas sumidades de benfiquismo, temos 83,7% de benfiquistas burros onde eu me incluo e com muito gosto.
Sobre o post:
Olhe, já vi que você é daqueles, mas quer que o Presidente diga aos benfiquistas para não comprarem o pasquim? Sabe qual é o resultado? Eu digo-lhe com todas as letrinhas; é o mesmo que dizer para não irem a outros estádios que não o nosso por exemplo. Eu com outros benfiquistas burros já tentámos fazer outros protestos contra a arbitragem chamando corruptos quando os ditos vão ao nosso estádio mas sabe qual é o resultado? As restantes pessoas gostam mais de chamar filho da p... ao helton, ou fazer o célebre huhuhu ao hulk. Também se combinou ir de preto para o jogo contra o Beira-Mar em vez do nosso vermelho e sabe o resultado? Uns vinte de preto e o resto de vermelho.
Como quer com estes exemplos que o Presidente peça para não comprarem pasquins? É que poucos aceitam e o grosso das pessoas não liga nenhuma, agindo eles contra o clube que dizem gostar.
Eu já estou farto de gente que só sabe malhar contra LFV, Direcção e JJ, tendo estes feito coisas fantásticas e outras que não correram tão bem. Do outro lado, os grandes benfiquistas deram como alternativa a LFV, o petardo, a mentira e a demagogia barata e tiveram um resultado cabal nas urnas 83,7% de benfiquistas burros a mandar passear esta gente. Em resumo, deixem-se de merdas e deixem trabalhar quem ganhou as eleições, ou então, se não fôr pedir muito, sejam na realidade verdadeiros benfiquistas, porque entre vocês e os azuis corruptos não se nota diferença alguma a falar mal quer do nosso clube, quer da Direcção eleita democraticamente com 83,7% da votação.

Tomás Pizarro

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...