1.9.16

Cadê o super poliglota dos ‘peaners’?






Os treinadores dos principais clubes europeus deslocaram-se a Nyon, esta quarta-feira, para o debate anual com a UEFA sobre assuntos importantes respeitantes ao treino e ao futebol na Europa.

A elite da comunidade de treinadores de clubes ofereceu diversas opiniões fascinantes sobre tópicos como a importância dos golos fora no futebol moderno, o futuro do prolongamento e do desempate por grandes penalidades, e ainda o número de substituições que podem ser feitas num jogo. Os debates também se debruçaram sobre tendências tácticas e técnicas no UEFA EURO 2016, bem como na UEFA Champions League e na UEFA Europa League.

O Fórum de Treinadores de Clubes de Elite da UEFA, que começou em 1999, dá aos treinadores dos principais clubes europeus a oportunidade de se encontrarem num ambiente relaxado, longe da pressão diária do seu trabalho, para partilharem as suas opiniões, propostas e ideias com a UEFA com o objectivo de melhorar o futebol. Por seu lado, a UEFA recolhe as reacções com o intuito de as incluir nas discussões alargadas dos seus diversos comités, painéis de peritos e grupos de trabalho.

"É excelente termos aqui todos estes treinadores, que despenderam algum do seu tempo para contribuírem para a melhoria do futebol", afirmou Alex Ferguson, presidente do fórum e embaixador de treinadores da UEFA, agora colocando o seu vasto conhecimento ao serviço da UEFA, após uma longa e ilustre carreira. "Foi uma reunião entusiasmante, porque as contradições nas opiniões das pessoas foi fantástica. As boas opiniões de pessoas experientes no futebol é preciosa".

Desde 2013, a UEFA tem convidado técnicos que contam com mais de 100 jogos na UEFA Champions League, bem como outros, de clubes que estiveram nos oitavos-de-final da UEFA Champions League e nas meias-finais da UEFA Europa League.

Alex Ferguson concluiu: "Os diferentes treinadores deram opiniões diferentes, e penso que isso é realmente refrescante".

Entre os treinadores presentes em Nyon estiveram Carlo Ancelotti (Bayern), Mircea Lucescu (Zenit), Rafael Benítez (Newcastle), José Mourinho (Manchester United), Arsène Wenger (Arsenal), Unai Emery (Paris), Luis Enrique (Barcelona), Dieter Hecking (Wolfsburgo), Zinédine Zidane (Real Madrid), Rui Vitória (Benfica), Massimiliano Allegri (Juventus), Hein Vanhaezebrouck (Gent) e Sergey Rebrov (Dínamo Kiev).


GRÃO VASCO



1 comentário:

Frank disse...

E verdade onde esta o judas nao o consigo vislumbrarentre os outros.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...