8.12.16

“Odeio jogar contra o Kiev”



Depois da algazarra no balneário do Besiktas em relação ao sorteio da fase de grupos da Champions League em que os jogadores liderados por Ricardo Quaresma e Talisca exultaram por lhes ter saído o Benfica, considerada pelos próprios como o cabeça-de-série mais fraquinho e acessível, com os deploráveis rabiscadores da comunicação social desportiva e generalista a entrevistar quase diariamente Quaresma - enchendo os jornais com parangonas das quais se destacou a célebre frase “Eu amo jogar contra o Benfica” - e a endeusá-lo após o recente empate-recuperação de 3-3 com o Benfica em Istambul, sendo visto como uma grande vitória da equipa turca, esquecendo-se de que o Besiktas teria de jogar ainda no gêlo de Kiev, eis que os seis graus abaixo de zero surgiram como a temperatura que congelou toda aquela bazófia otomana.
Quaresma desapareceu literalmente naquela tempestade fria num dia que não mais vai esquecer. É que seis a zero é realmente muito pior do que amar jogar contra o seu ódio de estimação. Perdeu e bem. O estrondo da eliminação em detrimento do Benfica perdurará na memória de Quaresma quase como um castigo divino.

Assim, para amenizar esse azedume, os seus amigos ciganos resolveram dedicar-lhe uma canção que passará a substituir o hino da Champions League no Besiktas Arena quando Quaresma entrar em campo – “Odeio jogar contra o Kiev”.

Lindo!


GRÃO VASCO


1 comentário:

Frank disse...

Lollllllllllllll odeio jogar contra o Kiev lolllllll eheheheheheehehehhehe,anda qualesma aguenta ai ciganito ,tu ainda nao me espanta amares jogares contra o Benfica agora o outro ze ninguem quando chegou ao Benfica agora que se fez alguem no futebol tambem contra o clube que lhe deu nome tambem ama jogar contra o Benfica toma nao se festeja antes que e muito feio.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...