26.4.19

Bastardia miserável






A estrondosa vitória de ontem do Voleibol do Benfica, conseguida com muita classe, muita garra, muito empenho, sobretudo com muita inteligência e muito domínio emocional, e que culminou na conquista, ou melhor, na reconquista do título nacional em casa do ex-campeão, provocou um azedume inimaginável nas hostes anti-Benfica, especialmente naquelas que são afectas ao lagartêdo a sul e ao grémio das putas a norte.

De facto, esta é uma vitória sobre um bando de trapaceiros - entraram para a divisão de elite do voleibol sem passarem pelos outros escalões e “limparam” metade dos jogadores da equipa do Sp. Espinho, trazendo-os para o lagartêdo, acompanhados do seu execrável treinador, numa das habituais toscas e miseráveis comédias circenses a que aquela pandilha de palhaços leoninos dos pijamas às riscas verdes e brancas nos habituou - que desde o ano passado, quando venceram com uma batota inenarrável por parte dos árbitros no derradeiro jogo da negra neste mesmo recinto ao ROUBAREM o Benfica no último ponto que lhe daria a vitória e o título, ponto esse escamoteado e oferecido ao lagartêdo que acabou depois no lance seguinte por fechar o set decisivo.

Esse jogo da época passada foi semelhante ao final do jogo de hóquei-em-patins, há dois anos, em que João Rodrigues, ao soar do gongo marcou o golo que daria a vitória e o título ao Benfica e que foi anulado, constituindo um dos maiores, senão o MAIOR ROUBO DA HISTÓRIA DO HÓQUEI-EM-PATINS PORTUGUÊS. Mais recentemente, o mesmo aconteceu em Braga com o futebol, na final four da Taça da Liga em que numa ROUBALHEIRA INFAME, Xistra e Veríssimo ofereceram de bandeja a final ao grémio das putas, anulando um golo limpíssimo ao Benfica e validando dois ilegais ao adversário. Já recentemente, na 1ª mão das meias-finais da Taça de Portugal em femininos, uma miserável árbitra alagartada ia retirando ao Benfica a possibilidade de se apurar para a final através de uma ROUBALHEIRA INDECENTE durante todo o jogo, o que só não aconteceu porque as jogadoras Benfiquistas foram a Braga na 2ª mão arrancar uma vitória soberba que compensou a desvantagem que levavam e que lhes deu o passaporte justíssimo para a final do Jamor.

De facto, tudo isto tem sido um despautério quase inenarrável com a espúria conivência de vários coios jornalísticos, não só desportivos, que acolhem indivíduos ressaibiados anti-Benfica e que sempre que podem exibem por todos os meios uma inveja e um ódio de morte ao Benfica e à sua grandeza. Já nem falo das televisões, autênticas fossas onde chafurdam uma cambada de bestas, alarves e mentirosos, filhos-da-puta e desonestos intelectuais.

Este comportamento é transversal a toda a imprensa desportiva em papel e on line, mas não só. Muitas publicações on line e também muitas generalistas têm enveredado por uma bastardia inqualificável que mostra bem o estado deplorável a que chegou o jornalismo de esgoto que temos hoje no país.

Hoje havia alguma curiosidade em se saber como é que essa cambada de desonestos intelectuais e manipuladores iriam descalçar a bota depois de há mais ou menos um ano atrás terem cantado hossanas e feito parangonas desmedidas sobre o título do lagartêdo em voleibol então obtido em circunstâncias obscuras e trapaceiras, sem ética nem respeito pelos adversários e pelos escalões competitivos.

As capas de hoje são de tudo isto um testemunho incontornável.

O "pasquim do papa-croquetes" ainda se conteve e lá estampou envergonhadamente uma foto de conveniência com a palavra TRIPLETE em destaque. Na época passada, foram “Lágrimas de Campeão” com uma foto "dramática" quase preenchendo toda a capa dessa edição.
Nesta publicação houve pelo menos um mínimo de decoro, mas se fossem isentos teriam dado o mesmo relevo e criado pelo menos um título emotivo à altura de um êxito tão estrondoso que foi o culminar de uma época de absoluta invencibilidade em todas as competições e torneios em que o Benfica participou – Torneio das Vindimas, Supertaça, Taça de Portugal e Campeonato Nacional!

O "pasquinzito do bernardeco" e conforme todos podem constatar nas imagens supra, é uma MERDA. Uma folha que cada vez mais resvala para a indigência jornalística. Comparem a dimensão da notícia de campeão de voleibol esta época com a da época passada. É mesmo de uma filha-da-putice inimaginável!

Quanto ao NOJO, o caderno diário dos porcos corruptos, dos insolventes, dos dementes, dos símios e demais bandidagem do fruta corrupção & putêdo, vulgo fcp, é um “defunto” tão ruim pelo qual nem vale a pena gastar mais cêra. Que a laje seja bem pesada!

Benfiquistas:
- NÃO ALIMENTEM ESTES PARASITAS! NÃO COMPREM ESTES JORNAIS E AFINS!


GRÃO VASCO


2 comentários:

Sarilhos Grandes disse...

Estou de acordo com tudo o que está escrito: com os substantivos, com os adjetivos, com a sintaxe e com a gramática. Se alguém quizesse escrever um texto melhor não seria capaz. Agora é manter o cérebro "de molho" para que a inspiração e a pujança verbal regressem daqui a quatro semanas...se formos Campeões. Caso o sejamos, estou certo que matéria não te vai faltar para descreveres as canalhices que nos fizeram ao longo destes últimos dois/três anos . Abaixo a "aliança criminosa azul-esverdeada" e seus comparsas...espalhados pela generalidade da imprensa desportiva e não desportiva, e pelas TV's . Abaixo todos esses filhos da puta.

GRÃO VASCO disse...

Sarilhos,

Eh,eh,eh,eh!

"Cérebro de molho",eh,eh,eh,eh.

Garanto-te que se acontecer o que todos desejamos, irei malhar-lhes sem misericórdia alguma!
Irá ser de "esgalha pessegueiro"!

Saudações Gloriosas.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...