23.6.19

Os 120 M€ e a sanha persecutória de três estarolas



Já vi muitas troikas, triunviratos, trios, tridentes, trigémios, trinómios, triângulos, trilogias, trindades, tríades, mas um terceto deste calibre é um fenómeno raro.

O terceto em causa, composto por um Burro (leia-se Cabeça de), um Rábula e um Cicciolina, constitui um asqueroso buraco negro no universo de tempestades cósmicas que actualmente assolam o grémio das putas, sito ao Freixo, na Palermo portuguesa.

Numa espiral de paranóia anti-Benfica e anti-João Félix, lançam-se numa miserável sanha persecutória debitando um sem fim de alarvidades à velocidade da luz!
É o instinto que os guia a par de uma inveja mórbida. Nuns abrutalhado, noutros azeiteiro. E na minha escola primária o meu professor dizia e bem que a razão é do Homem e o instinto dos animais…

O Burro, uma avantesma com uma massa cinzenta do tamanho da cabeça de um alfinete, também conhecido pelo Machimbombo da VCI (Via de Cintura Interna) - atormentado por padres e missas de outros credos, mas que se esquece do “padre da freguesia das Antas”, também conhecido por “papa” que em tempos ludibriou o verdadeiro e a Cúria Romana e daquele clérigo fanático que substituiu em fotomontagem (depois dos xicos trafulhas do Freixo lá terem aposto entretanto, uma cabra) a alternadeira-sobrinha-afilhada da comitiva azul e bronca na recepção no Vaticano, como também do famigerado D. Trogalho, um bispo azul e bronco e trauliteiro, crítico do Glorioso, mas que deu o seu beneplácito entre muitos ilícitos, à união espúria de conveniência, entre o Avôzinho das Bufas e a sua pseudo netinha - perturbado pelo anúncio dos 120 M€ por João Félix, vindos fresquinhos de Madrid, num rasgo asinino desabafou em plena TV:
- “Se eu fosse o Simeone, colocava o Bruno Fernandes no lugar do Griezmann”.

Pum, catrapum, pum, pum! Aí vai ele por cima de toda a folha, a ultrapassar pela direita, pela esquerda, pelo meio, sem piscas e aos zigues-zagues, em completo descontrolo, com os rateres quase a explodirem só porque o João Félix vai jogar num clube da capital espanhola por um balúrdio em que o avejão nunca acreditou…
E querendo sustentar ainda mais a sua narrativa anti-Félix, lá veio vomitar mais duas patacoadas premonitórias, quase se substituindo ao bruxo de Fafe ou ao Mestre Albes do Celse, já que neste caso qualquer alusão ao Nhaga far-lhe-ia crescer ainda mais as suas orelhas de burro:
- “Não estou a ver os espanhóis a ter paciência para deixar João Félix crescer”
- “Vai ser um pêso muito grande para cima do jovem…”
O martelão está mesmo preocupado com o futuro do rapaz…
Trêtas!

Como é que este labregóide XXXL, que representou ridiculamente as cores do nosso país – o pior guarda-redes que alguma vez passou pela selecção portuguesa – consegue continuamente alvitrar tudo o que pode ser de negativo para o Félix e não só? Logo que sente o cheiro a Benfica é vê-lo transformado em profeta da desgraça, destilando azia que tresanda.
Mas como sempre, “os burros zurram e o Benfica passa”.

O Rábula, um papagaio-morcão que nos mentideros televisivos é tratado por Aníbal Papa-Melões, seriamente afectado por uma azia severa devido à degustação desse fruto no final da época, não o fez por menos e disse textualmente:
- “Só quero ver o cheque dos 120 M€ para acreditar que realmente o Félix foi vendido por esse valor”.
Desbragado e possesso de uma fobia anti-Benfica deplorável, acrescentou:
- “Eu não acredito que João Félix vai ser vendido por 120 M€… e se for vendido, das duas uma, ou o mercado está maluco, que pode ser o caso ou então grandes interesses se levantam de outras entidades…”

A suspeição, a insinuação, estão-lhe no sangue. Houvesse alguém que lhe perguntasse “quais são esses grandes interesses” e “quais essas outras entidades”. Mas não. Naquela lixeira televisiva onde o terceto chafurda, pior ainda - não há ninguém, com seriedade, competência e coragem para confrontar este badameco com as perguntas óbvias.

Por fim o Cicciolina da Encarnação, um morcão presunçoso, tipo malandro de urinol, desportivamente irracional e enviesado, que numa tirada imbecil que o define, disse que “Vieira é a Theresa May do Benfica”. Ora bem, então nada melhor que uma porno star televisiva a vender desta “fruta” para enganar morcões azuis e broncos. Um complexado, que pela ordinarice anti-Benfica que debita, mostra o que de mais rasteiro e ignóbil há no grémio das putas.
O que ele estrebucha, azedo, com a estória do João Félix!...
Disse o farsola, despejando um chorrilho de insinuações estúpidas:
- “Se alguém quisesse comprar João Félix já tinha batido a cláusula de rescisão.”
- “É um enredo desesperado.”
- “Luís Filipe Vieira está mortinho por vendê-lo!”
- “Há uma tentativa desesperada do Benfica em vender João Félix.”
- “Provem-me a mim que o João Félix é vendido por 120 M€ e eu só tenho de dar os parabéns ao Benfica.”

O desvario é tanto que este primata diz-se e desdiz-se. A questão é o seu desejo de não ver o João Félix transferido pela cláusula de rescisão, mas paradoxalmente também diz que ele vai abandonar o Benfica! Mas sempre a mesma verborreia, o achincalho habitual, apoucando sempre o presidente Vieira e o Benfica.
O cúmulo da imbecilidade e da pulhice chegou ao ponto do Cicciolina abordar a exibição do João Félix na selecção, aproveitando a ocasião para o desvalorizar e menorizar:
- “A exibição de João Félix foi miserável.”
- “Houve ali uma quantidade de cheques que se recolheram às carteiras.”
Absolutamente pornográfico!
Como se Félix fosse unicamente avaliado por essa exibição!
Desonestidade intelectual e sacanice. Dois atributos que lhe assentam como uma luva.

Uma canalhice sem limites de mentes rasteirinhas de um grémio cada vez com mais labregos e complexados.
Eles espumam, eles estrebucham de azia, de ódio, de inveja!

Mas o que é que esta corja de três estarolas pretende com esta cartilha manhosa, afinal?
“Se João Félix sai é porque sai, mas só por valores abaixo da cláusula de rescisão; se João Félix fica é porque fica, mas com o Benfica a ter a intenção de despachá-lo.”
Mas então, em que ficamos, labregóides?

No entanto, o objectivo destas ratazanas que emergem quase todas as noites dos esgotos do Freixo, à Palermo portuguesa, para o pior aterro sanitário jornalístico/televisivo actual, é bem perceptível – descredibilizar o Benfica, o seu presidente e o próprio João Félix, recorrendo à baixaria e desonestidade intelectual.
O mais incrível e incompreensível é que até hoje, ainda nem sequer surgiu nenhuma referência sobre a transferência do jogador da parte dos clubes envolvidos, nem do próprio.
Uma filha-da-putice inenarrável.
Sem perdão.  

GRÃO VASCO



2 comentários:

Manuel disse...

AHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAH!
Ainda não parei de rir! Ate já estou com dores no estômago!!

carlos brito disse...

Que texto.
Fantástico: arte da palavra e verdade.
Fi-lo ene vezes no meu pensamento.
Parabéns
Carlos brito

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...