3.11.19

INQUALIFICÁVEL!



Eles tentam tudo!
Primeiro, foi octávio lopes na sexta-feira – essa criatura abominável que aparece na TV do correio da merda, um autêntico Robespierre anti-Benfica do tempo actual, já com o “espírito santo de orelha” a iluminá-lo sobre a presumível nomeação do apitadeiro na Luz, para o jogo SLBenfica-Rio Ave – dizendo antecipadamente que Xistra iria ser castigado pelos seus erros em Paços, no jogo com o lagartêdo.
Pressão velada e sub-reptícia para cima de Xistra para mantê-lo “fino” e “atento” e não beneficiar o Benfica e se possível causar-lhe danos colaterais.
Depois, no sábado de manhã, a confirmação de que esta besta negra apitadeira anti-Benfica iria mesmo arbitrar?!? o jogo entre o SLBenfica e os vila-condenses.

Todos sabemos que o histórico de Carlos Xistra em relação ao SLBenfica é absolutamente inenarrável e miserável.
Se este indigente da arbitragem dirigisse algum jogo no Afeganistão, decerto que não chegaria vivo ao fim do primeiro desafio. À meia-hora de jogo os guerrilheiros do Panjshir, os talibans ou os mujaehdins já lhe tinham feito a folha e cortado a tomateira como o fizeram a um seu presidente, médico e político, Mohammad Najibullah.

É visível e factual que ao longo dos anos que tem como árbitro de futebol?!?, além dos benefícios intencionais aos nossos inimigos, repito, inimigos – fruta corrupção & putêdo, vulgo fcp e lagartêdo de Al-kassêt, vulgo scp complementa-os com despudoradas prestações quando dirige jogos do SLBenfica, “roubando” descaradamente o Glorioso.

Os desmandos do apitadeiro ontem, na Luz, se Rúben Dias, no imediato, não tivesse enfiado a bola na baliza adversária com aquela cabeçada fulminante, teriam tido consequências muitíssimo desagradáveis para todos os intervenientes.
Carlos Xistra não teria tido vida fácil, pois talvez tenha sido a última vez que pisou o Estádio da Luz como árbitro. O público, que decerto, para lá de se manifestar ruidosamente, poderia recorrer a algo mais como os petardos e arremesso de objectos, independentemente da razão que lhe pudesse assistir (e confirmadamente haveria sempre fortes razões para protestos) o que teria sido muito prejudicial e por fim as penalizações aos jogadores e dirigentes afectando logo o evoluir do desafio, complicando um resultado que iam construindo com paciência e segurança e que também iriam ter consequências em jogos futuros.

No entanto, os jogadores do Benfica já sabem há muito quanto é que estas “casas xistrosas” gastam – este não disfarça nada, o Arturinho a Dias vai “orientando” o jogo como pode, só o Jorge Sousa é que “manobra bem” os desafios… mas há mais… - e têm-se comedido nos protestos e nas faltas. Mesmo assim, Cervi e o dirigente do Benfica ainda foram admoestados com cartões amarelos, numa postura absolutamente ridícula de Xistra.

Mas deixo para o fim os breves momentos em que Carlos Xistra ia entornando o espectáculo futebolístico, quando evitou que um canto a favor do Benfica, marcado rapidamente por Cervi e cortado com uma mão de um jogador do Rio Ave dentro da sua área, originasse o penalty respectivo mandando repetir esse corner novamente para logo a seguir se espalhar na sua falta de isenção ao não marcar o empurrão, também dentro da área do Rio Ave a André Almeida.
O que lhe valeu foi São Rúben Dias, porque de outro modo, não sei o que seria o desafio a partir desse momento.

Xistra, durante o tempo em que o Benfica não esteve em vantagem fez tudo o que pôde para adiar o inadiável – a vitória do Benfica, confirmada com mais um grande golo de Pizzi dedicado directamente a um bastardo do blogue novogeraçãobenfica com o nickname “shadows”.

Sempre a lutar!
É e será sempre um dos lemas dos Autênticos, dentro das quatro-linhas e nas bancadas.

Carlos Xistra demonstrou mais uma vez ao que vinha, numa premeditação escandalosa e depois numa disfarçada cobardia, quando constatou da solidez do jogo do SLBenfica.
Quem como ele, andou anos e anos a arrastar o apito por esses relvados fora, deveria ter vergonha e abandonar a arbitragem. Mas com ele, iria o seu mentor e quem lhe tem dado guarida – Fontelas Gomes, essa abjecção arbitral que tem brincado com o futebol e provocado insidiosamente o SLBenfica!

Mais uma vez, a “Fossa dos canalhas” composta por um CS bandida e anti-Benfica, por apitadeiros e seus chefes mancomunados com os coios do Freixo e Al-kassêt e alguns blogues ditos “benfiquistas” liderados pelos prós-Gomes das Silvas ou Selvas?!? tiveram que recolher a penates e deixar as garrafas de espumante no frigorífico.

Até Lyon, na certeza de que os nossos Bravos do Pelotão irão dar tudo por tudo e não nos deixarão ficar mal aqui, nem lá, em França, aos nossos indefectíveis imigrantes gloriosos!

GRÃO VASCO




2 comentários:

Abraão disse...

Xistra está no último ano de apitadeiro. Já não tem nada a perder. Só a ganhar mais uns cobres sabe-se lá como. E tudo fará para prejudicar o Benfica. Já há muitos anos que apregoava tal lá pela Covilhã: - Se puder prejudicar o Benfica é certo que prejudica. E o Fontelas que vá com ele.

ChakraIndigo disse...

Este lance do nosso 1º golo foi em tudo idêntico ao do celebre 11Eusébios-FCPorto, em que o Mãogala defende com a mão um cabeceamento, a uns 5 metros de Artur Suores a Dias, que viu de certeza o lance , mas marcou canto.

Na sequência do canto já nada pôde fazer, com o golo do Garay a dar justiça ao lance.

Este Xistra é um sportinguista doente, como disse numa entrevista a sua irmã.
Para mim é apenas um ladrão.

Viva o Benfica.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...