9.12.19

Os grunhos desceram à capital




Só nesta época já houve pelo menos três equipas de arbitragem, incluindo VAR’s, que se perfilaram como candidatas ao título.
São elas:

- 4ª jornada, equipa de arbitragem liderada por Carlos Xistra com o VAR António Nobre no jogo entre o grémio da fruta e o Vitória de Guimarães, no antro corrupto. Xistra expulsa escandalosamente o jogador vimaranenseTapsoba, condicionando todo o jogo desde o seu início, beneficiando o grémio da fruta. Nova expulsão aos 80’ de Davidson e o Vitória a jogar com nove. Em sobressalto constante e a ganhar "à rasca", a morcanzoada azul e branca lá acabou por marcar dois golos ao soar do gongo.

- 5º jornada, equipa de arbitragem liderada por Rui Costa com o VAR Vasco Santos (da AF Porto - eh!eh!eh!) no jogo entre o portomonense e o grémio da fruta, no Algarve. Rui Costa decide prolongar indefinidamente o desafio até o grémio da fruta marcar o 3º golo (o da vitória) Aos 90’+8’. Vasco Santos, o VAR, mandou marcar penalty escandaloso a favor do putêdo azul e bronco.
[O vídeoarbitro Vasco Santos ASSUME ter tido um erro de análise no penálti que o FC Porto beneficiou no jogo de domingo, em Portimão, com o Portimonense, do qual resultou o primeiro golo dos portistas, aos 25 minutos, na vitória por 3-2, em jogo da 5ª jornada da Iª Liga – em Diário de Notícias.]

- 6º jornada, a equipa de arbitragem liderada por Luís Godinho com o VAR Rui Oliveira (da AF Porto - eh!eh!eh!) no jogo entre o grémio da fruta e o Sta. Clara, no antro corrupto.
[O treinador do Santa Clara, João Henriques, queixou-se de um possível pénalti aos 54 minutos, que o vídeo árbitro leu como não sendo grande penalidade. No lance, Fábio Cardoso é atingido por Uribe com o cotovelo quando se preparava para cabecear – em A BOLA.]

Mas este bando de grunhos ainda tem o descaramento de falar no VAR ou no próprio árbitro?
Estas arbitragens são as mais escandalosas, mas até à presente data ainda há mais algumas, manhosas, que têm empurrado o grémio da fruta, mantendo-o a pouca distância do líder. Noutras circunstâncias a morcanzoada corrupta já estava longe da liderança e muito mais próximo do terceiro classificado.

Ontem foi mais do mesmo. A habitual arruaça - quando não ganham ou perdem e ontem empataram - lá chegou no final do desafio, com a pandilha a cercar o árbitro João Pinheiro, coagindo-o para novos confrontos. Presentes, os grunhos de sempre e também uma das eminências pardas da comunicação dos fruteiros (o que é que esse marmanjo fanático estava a fazer no relvado?) rui cerqueira – o tal que enquanto esteve na RTP, lá colocou toda a merda azul e bronca a começar pelo (pehugo) gilberto e a acabar no manel f. da s(i)elva, que fazem hoje da televisão pública, em termos desportivos, uma versão mais refinada do porto canal. O que valeu foi a estatura do João Pinheiro - deve medir para aí 1,90 metros de altura - que deixou especialmente o luís gonçalbes a olhar bem para cima para além da classificação, sem poder arreganhar a tacha, rilhar a dentuça ou abrir o bico.
O treinador, sérgio conceição continua o mesmo de sempre. Ainda hoje, quando pela manhã vislumbrei o carroceiro das hortaliças, me lembrei dele quando presenciei o triste espectáculo que ele deu ontem durante e após o desafio no Jamor. Enfim, a boçalidade, o rancor e o disparate no seu esplendor!

GRÃO VASCO


Sem comentários:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...