30.12.11

Os Oitavos da Champions (IV)



Postal de S. Petersburgo

S. PETERSBURGO

S. Petersburgo, a jóia da Rússia dos Czares, situada nas margens do rio Neva, à entrada do Golfo da Finlândia no Mar Báltico, é uma das maiores e mais importantes cidades da Rússia.

Em 1703, o czar Pedro “O Grande”, durante a Grande Guerra do Norte e após derrotar os suecos em Íngria, sobre o rio Neva, mandou edificar a Fortaleza de S. Pedro e S. Paulo, no que viria a ser o núcleo inicial de uma nova cidade – S. Petersburgo, em honra a S. Pedro, seu santo padroeiro. Construída por operários russos e prisioneiros de guerra suecos, já foi capital da Rússia e teve outros dois nomes – Petrogrado, entre 1914 e 1918 e Leninegrado, em honra a Lenine após a Revolução Bolchevique de 1917 e durante o regime comunista até à dissolução da União Soviética. Com o advento da Perestroika, com a consequente queda do comunismo e o desaparecimento da União Soviética, e com a criação da Comunidade de Estados Independentes (CEI) voltou novamente ao seu nome inicial.

Hoje é a segunda maior cidade da Rússia, com uma extensa área metropolitana, com 10,5 milhões de habitantes.

S. Petersburgo é um dos maiores centros culturais da Europa e um importante porto russo no Mar Báltico. O centro histórico da cidade e o seu grupo de monumentos constituem património mundial da Unesco. Muitos consulados estrangeiros na Rússia, corporações internacionais, bancos e outros negócios e entidades estão aqui sediados. Com uma história riquíssima – foi em Tsarskoye Selo, no



Tsarskoye Selo, Pushkin Palace ou Palácio de Catarina



Pushkin ou Palácio de Catarina, residência imperial dos Romanov, um palácio fabuloso pela sua riqueza e beleza, a pouca distância da cidade, que os bolcheviques, no auge da revolução comunista de 1917, fizeram prisioneiros, o último czar da Rússia Nicolau II e toda a sua família, antes de os deportarem para a Sibéria, onde no ano seguinte em Yekaterimburgo, foram assassinados - é dotada de belíssimos palácios, igrejas e museus e outros atractivos, com destaque para um dos museus mais famosos, senão o mais famoso e grandiosos do mundo – o Museu Hermitage.



Museu Hermitage



Um dos marcos mais históricos de S. Persburgo foi o cerco de 900 dias a que foi submetida durante a 2ª Grande Guerra Mundial, inserido na Operação Barbarrosaataque maciço da Alemanha à União Soviética de Estaline - em que pereceram ao frio polar, à fome e às doenças, mais de um milhão dos seus habitantes. A cidade, mesmo enfrentando privações devastadoras nunca se rendeu.

Entre várias outras curiosidades, uma referência em relação ao Metro de São Petersburgo - conhecido formalmente por Metro de Leninegrado, tem muitos traços alusivos às ideologias socialistas que vigoravam aquando da sua construção, sobretudo na decoração e ornamentação das suas estações. Devido à sua geologia única, o metro de São Petersburgo é um dos mais fundos do mundo e tem cinco linhas diferentes; serve cerca de três milhõs de passageiros diàriamente, sendo um dos dez mais movimentados sistemas de metro do globo.



Igreja da Ressurreição e do Sangue Derramado



GRÃO VASCO

Sem comentários:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...