29.5.12

FORMAR OS VINDOUROS


A citação seguinte é um lugar comum, mas é nos dias de hoje uma verdade incontornável – “a prática desportiva é sem dúvida alguma, uma componente fundamental da formação humana.”

Para além dos grandes clubes desportivos geridos por sociedades anónimas, com estruturas altamente profissionalizados nas modalidades ditas amadoras e orientados essencialmente para a competição, outros há, que longe do mediatismo doentio e com uma dedicação notável por parte dos seus dirigentes, contribuem para que os nossos filhos, homens e mulheres do amanhã, venham a ser o orgulho de todos nós e da sociedade em geral.

Essas instituições constituem uma base extraordinária a que muitas das vezes não é dada nem a relevância nem os apoios devidos, mas que são pilares essenciais para o desenvolvimento e formação de milhares de crianças e jovens.

Dentro desta perspectiva tão importante para a vida, o Pinceladas Gloriosas congratula-se pelo facto de poder referenciar o evento que se viveu este fim-de-semana na cidade do Porto e que acompanhou de perto – o XIX Torneio Vítor Barreto de minibasquete, escalões sub-10 e sub-12, envolvendo mais de centena e meia de jovens de diversos clubes do país e de duas agremiações da Galiza, Espanha, realizado pelo clube Centro dos Antigos Alunos Salesianos, CAAS, nas instalações do Colégio Salesianos.

Apesar dos parcos recursos financeiros e de limitados apoios, mas com uma organização absolutamente impecável, ao nível dos melhores profissionais, a direcção do CAAS, nas pessoas do seu presidente Francisco Miranda, seu irmão José Miranda e todos os restantes colaboradores estão de parabéns.

O inegável êxito com que todos os anos “erguem e levam a cabo” este torneio, e mais uma vez a forma como o fizeram neste fim-de-semana, sempre à custa de um esforço e dedicação ímpares, terá necessàriamente de merecer de todos aqueles que nele participaram, de uma forma ou de outra – jovens atletas, clubes envolvidos, treinadores, pais e irmãos – palavras de apreço e estímulo, mas acima de tudo um voto enormíssimo de louvor.

O torneio é “desenhado” de modo a que a participação, o divertimento, a camaradagem, o convívio e o intercâmbio de conhecimentos sejam os aspectos prioritários, relegando a competição para um plano secundário, mas não deixando de a estimular através de um significativo número de jogos onde as equipas participantes disputam efectivamente jogo a jogo (dois no sábado e dois no domingo) o resultado – este ano foram 15 os clubes envolvidos – mas sem classificações finais nem relevâncias individuais, incrementando de uma forma saudável e diferente a prática do basquetebol.

“Mente sã, em corpo são”.


Cartaz alusivo ao Torneio




Quis o destino que este ano, um dos convites do CAAS para a participação no XIX Torneio Vítor Barreto coubesse ao clube de Viseu que mais se tem dedicado ao basquetebol – A Associação de Solidariedade Social Cultural e Recreativa de Gumirães, mais conhecido pelo Gumirães Basket.

A participação foi um privilégio bem aproveitado pelo clube e uma surpresa extraordinàriamente agradável. Tal como o Barreirense, do sul do país, os Salesianos de Vigo e o Porriño, ambos da Galiza, a equipa de sub-12 do Gumirães Basket ficou instalada no Colégio dos Salesianos que cederam à organização o espaço para o efeito. O “mini-estágio” da equipa, liderada pelo seu treinador, envolveu total gratuitidade, pois o CAAS, para além das dormidas, ofereceu todas as refeições, incluindo lanches e pequenos-almoços, com a particularidade de no domingo, ter sido disponibilizado a todas as equipas, mesmo as locais ou as das proximidades os respectivos almoços e lanches.



A jornada desportiva colocou a equipa de sub-12 do Gumirães Basket a competir com alguns “históricos” da modalidade e com o clube anfitrião. E para satisfação dos familiares presentes que vieram apoiá-la, representantes de outras equipas e elementos do staff organizativo, os gloriosos rapazes que compõem o plantel, bem como o seu competente treinador deram muito bem conta do recado, deixando uma excelente imagem a todos os níveis.

Não estranhando estes “palcos”, de outra dimensão, bateram-se com garra e classe nas partidas disputadas, perdendo no sábado com a Ovarense por um ponto - a melhor exibição nos quatro jogos realizados - e com os Salesianos do Porto por dez. Ainda assim, neste derradeiro encontro de sábado, o Gumirães Basket entrou para o quarto período empatado a 32-32, optando o seu treinador neste período por jogar com os elementos da equipa que constituem a média mais baixa em altura, causando surpresa geral, inclusive na equipa adversária e no seu técnico, vincando assim o carácter desportivo e lúdico do torneio, abdicando claramente do resultado, qualquer que ele fosse. Um gesto nobre e que motivou o seu homólogo dos sub-12 dos Salesianos a cumprimentá-lo efusivamente e por diversas vezes ao longo do torneio. Já no domingo pela manhã, com muito público presente nas bancadas, e fazendo jus aos seus pergaminhos competitivos, assistiu-se a uma vitória de grande categoria do Gumirães Basket sobre o Futebol Clube do Porto, conseguindo uma reviravolta já no período final, e que se revelou irrecuperável para o adversário, conseguindo um 47-44 que a rapaziada não esquecerá tão cedo. O último jogo com o Bolacesto de Vila Nova de Gaia, a melhor equipa deste torneio, com os jogadores viseenses já muito cansados e pràticamente esgotados, terminou com uma derrota que em nada afectou o ânimo do grupo.

No entanto, e apesar do desgaste físico das partidas, muitíssimo bem disputadas, e da viagem madrugadora de sábado, o grupo, sob a batuta do seu coordenador-treinador ainda teve oportunidade de na “soirée” deste primeiro dia que decorreu também no pavilhão de jogos, mostrar os seus dotes de cantoria, participando numa sessão de karaoke, onde o desempenho foi brilhante e muito aplaudido pelos espectadores presentes.

Foi realmente uma jornada inesquecível e gratificante para todos os jovens e treinador e para os pais que os acompanharam. Em suma, um evento marcante para mais tarde recordar e com um encerramento grandioso e digno, acompanhado de um show de um malabarista do basquete que entusiasmou a assistência. No final, a entrega das medalhas de participação e de várias recordações e a respectiva despedida com os sinceros agradecimentos de todo o Gumirães Basket ao dedicado e incansável presidente do CAAS, Francisco Miranda.

Um muito grande OBRIGADO ao CAAS, à sua direcção, presidente e restantes membros.

PARABÉNS também aos representantes do Gumirães Basket – atletas e treinador – pela sua elevada atitude a todos os níveis e que mereceu os maiores elogios do presidente do clube dos Salesianos.


GRÃO VASCO

5 comentários:

artnis disse...

GRÃO VASCO

Meu caro,

Quer antes e creio eu, que ainda mais após o cada vez mais saudoso 25 de Abril, o Desporto para a nossa juventude sobrevive graças à existência dos Gumirães e à carolice dos Francisco Miranda.

Bem-hajam.

Poderá ser que alguém, um dia, quem sabe, tenha a necessidade 'pulítica' de vos reconhecer o vosso enorme e real Mérito Desportivo.

Como fizeram ao super-empresário, um novo comendador ...
dos fundos e das offshores !!!

rui disse...

Alguem viu o programa Trio de ataque hoje?lamentavel....o sr.julio machado vaz,com todo o respeito nao pode mais continuar a representar o Benfica neste programa...aquilo hoje..depois de tudo que se tem vindo a passar,colocar o Carlos Lisboa no Fundo é...olha eu nem tenho palavras suficientes pa descrever isto,um gajo desespera a serio que sim.pkp!

rui disse...

Como é possivel uma merda destas acontecer????COMO??? DEPOIS DE TUDO QUE SE PASSOU NA ULTIMA SEMANA,UM REPRESENTANTE NOSSO NA COMUNICAÇAO SOCIAL CHEGA AO PROGRAMA E METE O GRANDE CARLOS LISBOA NO FUNDO?? MAS QUE PUTA DE MERDA VEM A SER ESTA?JA NAO BASTAVA O SEARA A SER COMIDO POR AQUELES 2?? OU O RGS....AGORA TAMBEM NO TRIO DE ATAQUE TEMOS QUE ASSISTIR A UMA CENA DE BRANQUEAMENTO TOTAL POR PARTE DAQUELES FILHOS DA PUTA,COM A CONVENIENCIA TOTAL DO NOSSO REPRESENTANTE??? EU PEÇO DESCULPA EU JA NEM AGUENTO A MERDA DOS NERVOS,EU ESTOU ME A PASSAR COM ESTA MERDA AI JURO QUE ESTOU ISTO É GOZAR COM A NOSSA CARA,TODOS NA BLOGOSFERA TEMOS QUE NOS UNIR DE UMA VEZ POR TODAS E POR UM FIM A ISTO

Néry disse...

Caro Grão Vasco, agradeço desde já o convite que me deixas-te no blog e de facto tens aqui uma bela prosa. Um evento que reconheço desconhecia, mas que muito orgulho me deixou ao ver os nossos miúdos do Gumirâes jogarem e principalmente participarem com tal brio.

Pelo que vejo tiveram uma participação bastante honrosa destacando-se a vitória perante o Porto. Têm tudo para crescer não só como desportistas mas sobretudo como homens. Algo que penso que o Gumirães sabe fazer e muito bem.

Saudações desportivas mas sobretudo Benfiquistas!

Néry

Anónimo disse...

ter esmurrado um seleccionador nacional de futebol será motivo para ser erradicado do desporto?

nuno

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...