11.9.13

Está na hora!


O recente artigo do nosso consócio, Rui Gomes da Silva, no seu facebook, é lapidar e com ele está dado o sinal:

- “Às armas!”

 

Com o advento e crescimento da BENFICA TV, e com a adopção de uma estratégia muito bem estudada e melhor delineada - não obstante o coro de cépticos anti-Glorioso e anti-LFV, incluindo os habituais benfiqueiros e os riscos inerentes aos tempos que correm – em relação aos direitos televisivos do futebol sénior face ao monopólio estrangulador da SPORT TV, o Benfica constituiu-se num ápice, no principal inimigo a abater pela mafia que há mais de trinta anos e sob diversas formas, tem dominado e controlado o futebol português e da qual o fruta corrupção & putêdo, vulgo fcp, é o expoente máximo.

 


Os capos e a sua entourage, a soldo do padrinho do Freixo, que governam e se têm governado com o futebol, ao constatarem a adesão massiva à BENFICA TV – cerca de 200.000 assinantes em dois meses e meio – entraram em pânico, e em todos os organigramas das estruturas tenebrosas controladas pela pandilha do Porto, que não do Norte, pois este não se revê nessa pouca vergonha, muito embora esse bando tenha proliferado como cogumelos venenosos por todo o lado, soou o alarme. As receitas da SPORT TV baixaram e sem dinheiro não há vícios - muitos deixarão de viver à tripa forra e muitos outros terão muito menos pão na mesa para a família, haverão muito menos agências de viagens para a trupe do apito, quinhentinhos serão mais raros, não serão disponibilizadas prostitutas à fartazana, existirão muito menos facturas forjadas para pagar favores, as viagens aos Calheiros esquecerão o Brasil e terão como destino o submundo da Palermo portuguesa (e é se querem!...), bilhetes para as “deusas” dos Araújos no gabinete da D. Manuela no oitavo andar da Torre das Antas começarão a ficar esgotados, não haverá malotes cheios de massa para os adversários que jogam contra o Benfica nem tanto dinheiro para engordar as off shores, não haverá pagamentos de chorudas comissões a intermediários nem as habituais recompensas para apitadeiros, haverão muito menos jogadores comprometidos para a época seguinte que ainda antes disso façam o jogo das suas vidas contra o Benfica, haverão muito menos jornais, rádios e TV’s e por consequência muito menos lacaios e lambe-botas azuis e broncos, etc., etc., etc. Tudo implodirá. O polvo minguará. Eles sabem-no. E também sabem que a dinâmica do Glorioso está intimamente ligada ao sucesso desportivo do Clube e vice-versa. Como por enquanto, a BENFICA TV e a sua estratégia é legalmente intocável, há que actuar na outra vertente, onde o poder mafioso continua impune, para evitar a queda de um império batoteiro bem conhecido além-fronteiras pelas suas mascambilhas e ameaças, violência e vandalismo dos seus adeptos (Málaga foi disso um exemplo recente), pelas “compras no supermercado”, pelos “ludíbrios ao Papa”, pelas “recepções” ignóbeis a corruptos assumidos na Assembleia da República” e muito mais, e que fazem parte do seu léxico trapaceiro e do seu sabujo e criminoso ADN.

 

Perante este cenário, o que temos visto ùltimamente?

 

Uma guerrilha rasteira, sanguinária, cobarde, dos media afectos à mafia dominante de inequívoca coloração azul corrupta, com os pobres mabecos do fôsso do lagartêdo a fazer o restante acompanhamento.

 

Até os pasquins desportivos de maior tiragem - hoje albergues imundos de uma escória jornalística de que não há memória, repletos de incompetentes sem valores e sem princípios - mandaram a deontologia e a isenção às malvas, com o beneplácito dos seus directores e editores-chefes, e com a verrina cega de opinadores bastardos e pouco honrados, tal como aquele que fugiu de um programa de TV para não ouvir nem ser confrontado com as escutas telefónicas comprometedoras que os seus comparsas protagonizaram e que num país civilizado com juízes de corpo inteiro seriam sempre consideradas um crime punível com prisão. Agora, mais que nunca, têm feito uma guerra suja ao Benfica, lançando títulos e notícias deturpadoras da verdade, desestabilizadoras e de constante achincalho, apoucando o Clube sempre que a oportunidade se proporciona. Até o Serpa dos croquetes saltou a terreiro com dúvidas e mais dúvidas em relação à BENFICA TV. Um pseudovalentão, um pseudopaladino da isenção jornalística que não teve a coragem de assumir os seus deveres éticos ao desrespeitar e despachar Zé Diogo Quintela e por arrasto RAP, quando estes sem dó nem piedade e num escrutínio muito inteligente, denunciaram no seu próprio pasquim as incoerências e as baboseiras dos Sousas Tavares, Ruis Moreiras e quejandos, ou quando “O JOGO”, numa promiscuidade aberrante se assume como órgão oficial e oficioso do grémio da fruta corrupção & putêdo, vulgo fcp, ou mesmo quando agora aparece na TV do mesmo grémio – o Canal Palermo - como director de “conteúdos do fcp”, o mesmo fulano execrável que é director de comunicação dessa agremiação condenada por corrupção e um outro, investido de director-geral e que garatuja de “dragão ao peito” em tudo o que são publicações mancomunadas ou dependentes da Irmandade da Fruta do almoxarife Madaleno e seu compadre Joaquim de Penafiel e mesmo no record das patranhas. Perante estas situações, ou semelhantes, os Serpas deste mundo vão assobiando para o lado e lá vai a credibilidade jornalística por água abaixo!

 

Mas a título individual, o record de campeão anti-Benfica vai direitinho para o pasquim das patranhas, que desde o final da época passada se tem assumido como um folheto promocional, cantando diàriamente loas à gestão do Sheriff do fôsso do lagartêdo, “que prefere dar uns tiros nos tímbalos do que ver o Benfica campeão”, com umas gajas seminuas à mistura, só faltando publicitar os tomates do Oeste, as cenouras piçalhudas made in Germany, as batatas rambanas do Lidl e afins. A manipulação e a filha-da-putice vão ao ponto de colocar a face de Bruno Cortez (sob o título CORT/ADO) em quase toda a superfície da capa de uma edição em papel, anunciando com intuitos bem definidos, a não inclusão do jogador na lista a enviar à UEFA pelo SL Benfica para os jogos da fase de grupos da Champions League e passar a habitual esponja branqueadora na situação idêntica de Kelvin, jogador da agremiação do putêdo, sita ao Freixo, na Palermo portuguesa.

A novela abortada da excomunhão e degredo de Óscar Cardozo foi outro exemplo de como a orquestra dos editores-chefes do record das patranhas (e mais alguns bastardos bem identificados), que ao tocar tão “afinadinha” quase alcançou os seus objectivos, só gorados pela visão, sagacidade e bom senso do staff Benfiquista, que na hora H, num autêntico golpe de teatro e quando tudo indiciava a saída do paraguayo com essa cambada de mabecos a esfregar as mãos de contentes, não só reintegrou Óscar Cardozo como o colocou a jogar contra o lagartêdo, deixando esta quadrilha de piolhosos e mesmo alguns conhecidos benfiqueiros das redes sociais e dos media prostrados, a coçarem-se e a esgadanharem-se um dia inteiro, arengando e roendo-se de frustrações.

Assim, para memória futura, aqui deixo alguns títulos dessa canzoada hipócrita e incorrigível:

- “Pena perder Cardozo assim” – António Varela.

- “Não era assim que o Benfica e Cardozo sonhariam separar-se. Tacuara é o maior goleador estrangeiro da história do clube e só o triste episódio do Jamor, em que resolveu crucificar Jesus em pleno relvado após a derrota frente ao Guimarães, obriga à tomada de posição” – Bernardo Ribeiro.

- “Cardozo em trânsito” – António Magalhães.

Mas houve muitos e muitos mais.

 

Nas estações de televisão o despautério é total!

As TV’s, com a RTP a comandar a guerrilha contra o Benfica e numa campanha constante pró-clube corrupto, são covis de mastins sempre prontos a morder e a rasgar tudo o que mexa, cheire ou soe a Benfica.

Quem estiver minimamente atento, em especial à RTP informação, 1 e 2, por esta ordem de importância, respectivamente, verá que ela está infestada de sectários fanáticos do grémio da fruta, manipulando as notícias, às vezes de uma forma sub-reptícia ou subliminar, outras à descarada (até o aniversário da dragon force foi publicitado num dos telejornais), sem vergonha nenhuma, numa sequência de Calheiradas, Xistradas e Proençadas indecentes a pedir meças às reles façanhas do condenado e assumidamente azul e bronco Martins dos Santos e a mais alguns supermorcões como Artur Soares Dias e Jorge Sousa.

Vejamos a recente entrevista de Hugo Gilberto a Pepe, só para concluirmos das bastardices deste “jornalista” azul e bronco. Perante um ignorante da história do futebol luso e que em tempos apanhou dez jogos de suspensão por ter pontapeado várias vezes um seu adversário, talvez sequelas loucas de um síndroma de abstinência – sim, porque o Real não é pròpriamente o grémio português das xaropadas onde jogou Casagrande e do qual este se queixou recentemente – colocou-lhe a falsa questão de saber quem era o melhor jogador português de todos os tempos. Pepe nem pestanejou. Bolçou bacorada e revelou a sua natureza. Gilberto também o fez em mais uma filha-da-putice ao nível de um rafeiro de rua. Manuel Fernandes Silva, melhor, da Selva, antes deste episódio já tinha propagandeado mais porcaria repetindo até à exaustão no jogo entre Portugal e a Irlanda do Norte que o garoto da Madeira tinha ultrapassado Eusébio em golos, numa manipulação frouxa, própria de um bastardo e de um desonesto intelectual, ocultando ostensivamente o número de jogos que cada um fez para atingir essa cifra de golos.

Tudo isto faz parte de uma concertação evidente contra o Benfica e seus ícones - que fizeram muito mais por Portugal e em tempos bem mais difíceis, do que agora esta pobre maralha contra Arménias, Cazaquistões e Azerbeijões - em que esta intragável matilha telecomandada pela Torre das Antas tenta de todas as formas apagar as memórias gloriosas de tempos passados como uma vez outros seus compagnons de route fizeram ao seu grémio de estimação há anos atrás, ao alterarem o seu ano de fundação, ostracizando deliberadamente o seu fundador, num revisionismo grosseiro e provinciano.

Portanto, neste capítulo não se esqueçam de quem está na RTP. Hugo Gilberto, António José Leite, Rui Loura, Paulo Martins, Manuel Fernandes Silva, mastins de proa de uma infindável canzoada de morcões do Freixo que circula e manipula todo o desporto na RTP a bel-prazer.

 

A concertação desta estratégia, passa subconscientemente por todos os agentes desportivos SPORT TV-dependentes e assim vemos também a Federação Portuguesa de Futebol e a Liga a encetarem novas vias tentando encontrar formas de neutralizar a realidade assustadora que a BENFICA TV constitui e mantendo em linha outras que tantos proventos lhes têm dado como por exemplo, o controle total dos árbitros, com Vítor Pereira a servir de fantoche (o reajuste da classificação dos árbitros foi um escândalo e com o presidente do conselho de arbitragem de cócoras, justificando-se que houve alguém que mexeu nisso que não ele…).

Resultado?

Três roubalheiras ao Benfica nas três primeiras jornadas do campeonato!

 

Por fim, e depois dos media, dos organismos do futebol e dos árbitros, faltam, ainda que num patamar inferior, mas importante, os “benfiquistas” que não abdicam do seu “profissionalismo”, em detrimento do seu Clube.

Já viram alguma vez aqueles camafeus do Bernardino Barros e do Manuel Queirós, ou alguns dos esbirros jornalísticos azuis e broncos a agirem assim? Ou a falarem desse tema? Ou a serem mais agressivos para o seu querido grémio? Ou a criticarem àsperamente algum dos seus jogadores?

Quando penso nesta cambada, imagino um oposto piramidal que reitera a todo o instante a sua isenção e independência apregoando que não é porta-voz dos Benfiquistas mas que nas suas intervenções televisivas como “benfiquista assumido” faz pior ao Benfica que os seus inimigos, mesmo comparado com aquele guedelhas de lábia fácil que normalmente se posta à sua frente nos respectivos programas. Este exemplar, protótipo percursor de uma escumalha de benfiqueiros, que na sua douta opinião já teria despachado Óscar Cardozo para os confins do Turquemenistão, é João Gobern. E em primeiro lugar, é preciso acabar com todos os Searas, Goberns, Daniéis e mais muares que chafurdam nos círculos em que o Benfica pode ter grande influência e que pelo seu mediatismo pedem Homens Benfiquistas que defendam intrangisentemente o Benfica, e que não se prestem ao reles papéis que estes patetas, lamentàvelmente e de uma forma consciente desempenham nas TV’s, rádios, jornais e outros lugares.

 

Depois, Companheiros, depois…

 


“Às armas, Companheiros! Às armas!”


GRÃO VASCO


7 comentários:

F.L. disse...

Muito bem, muito bem. Não frequento esses programas televisivos de "comentadeiros" da bola. Mas ao fazer zapping deparei com esse Gobern a debitar asneirada sobre o Benfica a propósito do Cardozo. Não resisti e continuei com o zapping. Mas este é um drama no Benfica. Porque os comentadeiros ditos pró-Benfica são os primeiros a enterrar o Benfica. E não há ninguem que nos defenda (talvez com excepção do RGS, personagem que de quem tambem não gosto, mas que reconheço é o único que parece efectivamente defender o Clube).

Abelourinha disse...

Grand Post, Caro Grão Vasco,sempre em defesa do Glorioso SL Benfica. Obrigado.

A'guia de Santo Tirso disse...

Estou de rastos ,fantástico , o melhor post do ano ...
Está dito !

Anónimo disse...

Grandioso Grão Vasco,

Grande postadela, faltou falar do rafeiro e grandessísssimo FDP do eugénio queirós esse cão editor do jornaleco record que não é mais do que mais umm assalariado corrupto da agremiação do putedo, que ainda hoje debitou toneladas de merda no seu pestilento blog.

Continue assim a defender o nosso grandioso clube, podemos não ganhar, mas prefiro as nossas poucas vitórias transparentes do que carregadas de mafiosices e de merda.

Saudações Benfiquistas
Furabardas

t.venturini disse...

muito bom post...tudo verdade!!!mas por mim já "cortei" com essa gentalha...não dou mais audiência a essa "vara conspurcada de odio estratégico"...aqui vão mais dois belos exemplares,Fernando Eurico(antena1)e luis bailha(RTP)

Luís disse...

Apesar de longo, creio que disse tudo sobre a enorme batalha que o SL Benfica tem de combater durante esta época. Estando a viver fora de Portugal, assisto diariamente a uma vil campanha contra tudo o que se relaciona com o nosso clube, onde também alinham alguns rebarbados Benfiqueiros.
Continue com essa dinâmica porque só assim poderemos derrotar a orgamização crminosa que controla o futebol português.
Um abraço
Luís

Carlos Strech disse...

Obrigado Mister por defenderes os teus!Sendo assim agora é hora de irmos para a "Guerra" com Jorge Jesus,mostrar que somos reconhecidos a quem luta por nós.Não o vamos deixar caminhar sozinho..
Pode ter sido a gota de água para acabarmos de vez com a Máfia.Temos que mostrar o nosso agradecimento a Jorge Jesus e mostrar claramente que estamos com ele.Viva o Benfica.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...