5.8.14

Daniel, o Chikabala de Paredes




 

É a mais recente aquisição do SLB – Carlos Daniel, o “Chikabala de Paredes”, ponta-de-lança que pelas suas características vai de certeza, certezinha, fazer esquecer a obra feita ao longo de sete anos no clube glorioso por Óscar “Tacuara” Cardozo.

 

Já estou a vê-lo a bater com a cornamenta na trave da baliza onde no final da época passada Paulo Lopes se sentou agarrado à taça, desolado por mais um falhanço em cima da linha de golo e depois a mandar sete murros na sua cabeça ao ver o desespero que causou aos detractores de Óscar Cardozo, que tanto confiaram na sua vinda, em substituição deste cêpo paraguaio que até é, “por acaso”, o melhor marcador estrangeiro da história do futebol do SLB.

 

Já estou a vê-lo a afagar a cabeleira do JJ e a ferrar-lhe dois beijinhos na testa desrugada, num gesto de desagravo em relação àquela afronta do Óscar no final da taça da época passada.

 

Já estou a vê-lo a competir pelo ceptro de melhor artilheiro, ombro a ombro com Tanaka, esse terror das balizas, emergindo do fôsso do lagartêdo.

 

Já estou a vê-lo, redimido, de joelhos, a pedir perdão por Tacuara ter mandado calar em tempos um bando de filhos-da-puta que se dizem adeptos do Benfica e que passaram estes últimos sete anos a bater nas próprias mulheres e nos seus filhos e a descarregar demais frustrações, denegrindo das bancadas do Templo Sagrado o homem que na primeira fase da época que passou – ano da inédita tripla conquista - carregou às suas costas o fardo de aguentar o Benfica na sua pior fase e que “por acaso”, só “por acaso” enfiou três portentosas batatas no saco de rede do fantástico guarda-redes da selecção nacional, o Patrício Frangolho.

 

Já estou a vê-lo a chorar no ombro do pretensioso piramidal João Desgobernado suplicando-lhe para ferrar mais algumas alfinetadas no “desengonçado”, no “lambão”, no “indisciplinado” do raio do Cardozão.

 

Já estou a vê-lo a solicitar mais um nome inventado para o Óscar, ao Alexandre Albochechas de Çakiri Balhotelli de Aguillarrrrr e Oxôa..

 

Já estou a vê-lo, mais uma vez, a desancar no sul-americano sem dó nem piedade, perante as câmaras da RTPalermo, chutando mais umas patacoadas demenciais sobre a capacidade e categoria de um dos futebolistas mais históricos do futebol benfiquista.

 

A este gajo, a partir de agora, após a partida para Trabzon do seu ódio de estimação, pedem-se golos para o Benfica. Golos!

 

Ah! Pois é… já me esquecia. Este melro de Paredes, uma verdadeira sapiência futeboleira é só, tão só, um homem das Arábias na RTPalermo. Pau para toda a obra, ele é pivot dos telejornais da tarde, moderador de programas políticos, comentador de programas desportivos e sei lá que mais…talvez faxineiro ou tocador de rabecão tal qual o sapateiro do meu bairro…

 

Esperemos para ver se realmente Daniel, o “Chikabala de Parêdes” irá ou não substituir com sucesso esse “desastre” que foi a permanência de Óscar Cardozo durante sete anos na equipa principal de futebol do Benfica.

 

O que vale e o que conta, é que Óscar Cardozo já lá está, no Quadro de Honra daqueles que sempre dignificaram superiormente o Manto Sagrado.

O resto são os “chikabalas” do costume, tal qual o Daniel de Parêdes aos pontapés aos microfones da RTPalermo.

 

Esta é a melhor homenagem que nestes momentos de recolhimento e meditação – porque estas horas para o Benfica são muito delicadas - posso fazer ao Homem que depois do tempo de Magnusson melhor representou o ataque Benfiquista.

“Benfica Siempre”, foram as palavras mais bonitas de Óscar Cardozo na hora da despedida.

Que sejas feliz, Tacuara! És um Enorme do Enorme!


 

GRÃO VASCO







3 comentários:

NauBenfica disse...

Despedida digníssima do Tacuara! Comoveu-me.
Grande goleador, dos maiores do Glorioso. Estarás sempre no coração dos benfiquistas, mesmo daqueles, acredito, que te assobiavam quando falhavas.
Obrigado por todas as alegrias que nos deste.
Muitas felicidades, campeão!

Abelourinha disse...

Ora viva companheiro Grão Vasco. Já à uns tempos que não o via por cá, férias certamente para recarregar baterias. O texto é bem elucidativo do que se passa nesse paineleirado dos programas desportivos. Sobre o Cardoso só digo se o Glorioso lhe fizesse uma festa de homenagem eu era um dos que estaria presente, uma pequena mancha na final da taça de Portugal, não inválida a sua enorme marca como jogador do Sport Lisboa e Benfica.
Obrigado Tacuara pelas grandes alegrias que nos deste ao longo destes anos.

xuto na xinxa disse...

Esse FDP do Daniel é merecedor deste belo e sarcastico post.

Contra esta escumalha "xula de todos nós" marchar, marchar.

Carrega neles

e domingo, até Aveiro, trazer mais uma taça para o Museu Cosme Damião.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...