15.6.15

Odivelas, “far west” do lagartêdo



Prólogo.

O chefe dos pistoleiros do fôsso do lagartêdo, sorumbático, alapa-se na tribuna, incrìvelmente ladeado pelo ex-presidente do Comité Olímpico Português!

 

A verdade vem sempre à tona!

Como é que se pode entender que uma ex-proeminente figura do olimpismo lusitano, se preste à triste figura de acompanhar uma quadrilha de incendiários?

Na realidade, no fôsso do lagartêdo há razões que a razão desconhece…

 

Mas, adiante. Vamos ao drama.

 

O cenário estava montado, como é habitual nestas ocasiões leoninamente periclitantes. Depois da desilusão da véspera, em que bastou um puto de dezoito anos e a inteligência de todo um grupo glorioso para colocar novamente em sentido o lagartêdo, a quadrilha do pistoleiro do fôsso resolveu, custasse o que custasse, criar um deplorável clima de intimidação, de forma a protelar a decisão do título de futsal por mais uma semana.

 

Num recinto pronto a explodir ao mínimo instante em que os forasteiros estivessem alguma vez em vantagem, tudo foi feito para, caso o grémio do fôsso não saísse vitorioso do duelo, criar um tumulto incontrolável de forma a minorar mais um descalabro de Bruno & sus muchachos e a toldar mais uma brilhante vitória do adversário…

 

Valeu tudo!

 

Desde a transmissão miserável da RTP, incluindo os seus comentadores – Pedro Martins e Pedro Catita que descaradamente nem tentam esconder a sua execrável parcialidade anti-Benfica – passando pelos locutores ignorantes da tv do fôsso, e acabando no treinador, delegado, presidente e adeptos do lagartêdo, protagonistas de um degradante espectáculo final que me recordou a célebre frase tantas vezes proferida por quem deveria ter decoro nas suas palavras e nos seus actos:

- “Isto é o çeportèn!”.

 

O pavilhão de Odivelas e as suas redondezas transformaram-se de um momento para o outro num far west ao melhor estilo de Hollywood, com os muchachos do pistoleiro em constante arruaça e pressão junto dos apitadeiros, que se tivessem sido tão rigorosos como são para com os dirigentes, treinadores e jogadores do Glorioso, teriam despachado essa quadrilha de agitadores e coactores bem cedo para os balneários.

As cenas finais quase me lembraram uma cena apocalíptica. A turba verde de ódio, ululante e em polvorosa, desesperada com o desfecho, assistindo à festa do título do Glorioso nos seus próprios domínios, os apitadeiros a “cavarem” para os balneários sendo alvo do arremesso de muitos objectos e o placard com o emblema do lagartêdo a tombar, inexorável, com estrondo no chão do pavilhão, tal qual a futura queda do seu mentor, com o fôsso a implodir irremediàvelmente!

 

A tragédia por pouco que não aconteceu, mas o far west vai continuar a existir enquanto houver pistoleiros no fôsso.

 


GRÃO VASCO



2 comentários:

Anónimo disse...

POR FALAR EM COLINHO~~
""Hélder Campos, Presidente do Conselho de Arbitragem da Associação de Futebol de Lisboa (o primeiro a contar da esquerda, junto a Augusto Inácio), desesperou com uma oportunidade desperdiçada pelo Sporting no dérbi de futsal ante o Benfica que acabou por dar o título aos encarnados

É MELHOR REPETIR
Hélder Campos, Presidente do Conselho de Arbitragem da Associação de Futebol de Lisboa (o primeiro a contar da esquerda, junto a Augusto Inácio), desesperou com uma oportunidade desperdiçada pelo Sporting no dérbi de futsal ante o Benfica que acabou por dar o título aos encarnados

Presidente do Conselho de Arbitragem da Associação de Futebol de Lisboa
Presidente do Conselho de Arbitragem da Associação de Futebol de Lisboa

EHEHEHEHEHEHEHEHEHEH

Presidente do Conselho de Arbitragem da Associação de Futebol de Lisboa
Presidente do Conselho de Arbitragem da Associação de Futebol de Lisboa

desesperou com uma oportunidade desperdiçada pelo Sporting no dérbi de futsal
desesperou com uma oportunidade desperdiçada pelo Sporting no dérbi de futsal

EHEHEHEHEHEHEHEHEEH
REPETIMOS

desesperou com uma oportunidade desperdiçada pelo Sporting no dérbi de futsal
desesperou com uma oportunidade desperdiçada pelo Sporting no dérbi de futsal

Anónimo disse...

Hoje vimos um Jesus e um Raul José a sairem lá de Alcochete
com cara de desilusão. Habituados a instalações de primeira classe
devem ter estranhado e notado as diferenças evidentes. Lá conseguiram dizer
que havia boas condições. Mas disseram sem convicção nenhuma.

6 anos de Benfica deixaram-lhes marcas profundas. Vão passar meses
até que se habituem. Mas que vai ser dificil vai. O voo da águia e a voz do eterno
Piçarra acompanhada por um estádio cheio deixam marcas para a vida toda.

ENTRETANTO:

Despromoção de internacional Marco Ferreira

O árbitro madeirense, Marco Ferreira, foi segundo classificado em 2013/14
e hoje ficou a saber que tinha sido despromovido.
O presidente da Associação de Futebol da Madeira (AFM), Rui Marote,
mostrou-se hoje "incrédulo" e "com muita dificuldade em explicar e perceber"
a despromoção do árbitro madeirense Marco Ferreira

"Tenho uma enorme dificuldade em explicar e perceber o que foi que aconteceu de tão grave,
a um árbitro internacional para, de um época a outra,
ter esta enorme oscilação, ainda por cima, quando ele foi nomeado para arbitrar o jogo da Taça de Portugal,
entre o Sporting e o Braga e agora acontecer isto", destacou Rui Marote, garantindo que "não faz sentido

Rui Marote reconhece que houve "dois ou três jogos menos conseguidos", por Marco Ferreira,
na época finda, mas que, no seu entender,
"não explica de todo esta despromoção", lamentou o dirigente associativo madeirense.

"[Vou pedir] uma explicação que justifique tamanha indignação
e tentar perceber, mesmo com muita dificuldade da nossa parte,
o que aconteceu, porque tudo isto é muito estranho", explicou.

Ó SENHOR MAROTE É MUITO FÁCIL PERCEBER

-BRAGA-BENFICA, VÁRIOS PENALTIS ROUBADOS AO BENFICA E
VÁRIAS EXPULSÕES PERDOADAS AO BRAGA. NOTA FRAQUISSIMA

-RIO-AVE- BENFICA NÃO EXPULSÃO DE UKRA QUE ACABOU MARCANDO O GOLO
E PENALTI ROUBADO AO BENFICA. MAIS UMA FRACA NOTA

-PORTO-PAÇOS DE FERREIRA. 2º GOLO DO PORTO
NUM PENALTI POR FALTA COMETIDA FORA DA ÁREA. MAIS UMA MÁ NOTA

-SETÚBAL-PORTO PERDÃO DE DOIS PENALTIS CONTRA O PORTO
UM DOS QUAIS DOS MAIS ESCANDALOSOS DO CAMPEONATO
POR MÃO DE ALEX SANDRO. MAIS UMA MÁ NOTA
(E NESTE JOGO PARECE QUE TEM UM PROCESSO DISCIPLINAR
POR HIPOTETICAMENTE TER PRESSIONADO O OBSERVADOR
PARA QUE OMITISSE O PENALTI ESCANDALOSO CONTRA O PORTO)
E MAIS UMA PÉSSIMA NOTA

DEPOIS DISTO SERÁ PRECISO FAZER UM DESENHO Ó SR MAROTE ????
QUANTOS PONTOS TIROU AO BENFICA E QUANTOS DEU AO PORTO
VÁ ESTUDAR ISSO Ó SR MAROTE

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...